A Volta dos Astronautas

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show
A VOLTA DOS ASTRONAUTAS
data: 16/08/2003 (Sábado) – local: Pátio de São Pedro
com Astronautas
Resenha por Hugo Montarroyos – Fotos por Bruno Negaum

Show foi tão bom que até surda comprou CD da banda.
em 16/08/2003 por Hugo Montarroyos

Pátio de São Pedro. Sábado à noite, aproximadamente 22h. Como de praxe, hora dos componentes deste site trabalharem um pouco. Eis que, novamente, eu, Guilheme Moura e Bruno Negaum nos preparávamos para acertar os últimos detalhes da cobertura do show dos Astronautas quando DJ Salvador começou a exibir seu set list, focado em nomes como Marcelo D2, Nação Zumbi, Eddie, Racionais e tantos outros.

A expectativa era enorme. O “hype” (palavrinha besta esta!) criado em torno do grupo não poderia ser maior. Turnê bem sucedida pelo Sul/Sudeste, aparição em rede nacional via TV Globo através do Jornal Hoje eram apenas dois dos indícios do profissionalismo conquistado pela banda, profissionalismo bem raro por esses lados, diga-se.

Pouco antes de o show começar, um fato corriqueiro chamou minha atenção. Uma surda-muda, armada de prancheta e um folheto explicativo, pedia doações para a sociedade brasileira dos surdos, ou algo do gênero, não recordo o nome ao certo. Como tenho boa fé e acredito na humanidade (em bom português, sou otário mesmo), contribuí com R$1,00, tendo que ficar com minguados R$ 2,00 para me virar o resto da noite. Bem, pelo menos foi por uma boa causa (assim achava).

Enfim, pontualmente às 23:08, começa a ser exibido no telão à direita do palco o clipe de “Nós Robôs”, dirigido por Marcelo e Guilherme Lyra, e o astronauta André Frank. O Clipe, que mostra a banda fazendo, entre outras coisas, experiências com robóticas e “brincando” com a tecnologia e as necessidades criadas pela mesma, foi todo feito a partir das fotografias de Marcelo Lyra, o que deu um efeito peculiar e, digamos, robótico ao vídeo. Serviu bem de aquecimento para o público, que a essa altura, já fazia um certo volume no local.

Logo depois da exibição do clipe, os caras entraram em cena com suas já tradicionais indumentárias espaciais, e mandaram ver uma ótima introdução instrumental, para depois emendar com “Psicodelia Cotidiana”. Foi o bastante para hipnotizar os presentes. As pessoas ficavam sem saber se olhavam para o palco, para o telão ou se simplesmente se concentravam no som. Tentei fazer tudo isso ao mesmo tempo, e tive uma das melhores viagens “sóbrias” da minha vida. Só a imagem de uma cartela de “Valium” já contribuía bem para tal empreitada.

A platéia, estupefata, ficava ainda sem saber como reagir. Afinal, não é todo dia que se pode testemunhar quatro malucos vestidos de astronautas tocando alucinadamente bem, com uma estrutura invejável de iluminação, som e efeitos especiais.

Fiquei pensando se existe alguma atividade que Carioca gosta mais de fazer que exercer seu ofício de baterista. O cara toca com o mesmo entusiasmo de um tarado diante de uma gostosona. Aliás, a banda toda passa essa impressão.

Ainda se deram ao luxo de fazer uma ótima versão rock para a clássica “Deus Lhe Pague”, de Chico Buarque.

A banda aproveitou a oportunidade para mostrar uma música nova, “De Sol a Sol”, que tem uma guitarra funkeada que lembra o Red Hot das antigas e um ótimo groove e pegada à la Rage Agaisnt the Machine. Começou então uma tímida roda de pogo, organizada, para minha surpresa, por Bruno Negaum, que deixou de lado seu trabalho (fotografar) para se esbaldar na roda punk. Depois, para meu total espanto, a roda cresceu de tal forma que até uma senhora e seu filho de, no máximo cinco anos, entraram no pogo. E eu que pensava que já tinha visto de tudo na vida.

Só não fiz parte da farra porque já estou um pouco velho e sou um pouco mais responsável que o Bruno (brincadeira).

Assim como no PE no Rock, os “homens do espaço” prestaram homenagens a Hendrix e Ramones. E tome roda de pogo. E tome Bruno Negaum no meio dela… Aliás, vale salientar que o som colaborava para isso.

Um certo tumulto foi provocado quando o guitarrista e vocalista André anunciou que o CD dos caras, o muito bom “…De Algum Lugar do Sistema Solar”, estava sendo vendido pela ninharia de cinco conto. Só não comprei porque já possuo uma cópia.

Com “Ultravioleta” e “Nós Robôs”, os Astronautas quebraram de vez a resistência (se é que teve) do público.

Clique na foto abaixo para abrir a PopUp com as fotos do A Volta dos Astronautas – Sábado Mangue:

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show

Links:
» Astronautas no RecifeRock

——–

Posted sábado, agosto 16th, 2003 under Coberturas.

Comments are closed.