A Roda, Cabruera e Mula Manca falam Sobre shows

em 29/04/2004 por Hugo Montarroyos

Domingo foi o dia mais trabalhoso de cobrir o Abril. Foi um corre-corre dos diabos. Mas valeu a pena. Consegui entrevistar todo mundo na melhor hora, ou seja, assim que os caras saíram do palco. Foi nesse momento que conversei com Tibério, vocalista da Mula Manca e a Triste Figura, Arthur Pessoa, violão e voz do Cabruêra, e Charles, baterista de A Roda.

Mula Manca e a Triste Figura

Tibério (Mula Manca e a Triste Figura)

RecifeRock – O que você achou do show da Mula Manca ?


Tibério – Tinha mais gente do que esperávamos. E a reação do público também foi bem melhor do que a gente esperava. O público respondeu muito bem ao nosso show. Bateram palma quando a gente disse que a produção tinha liberado mais uma música pra gente. Foi surpreendente !

RecifeRock – O disco foi lançado quando ?

Tibério – no final de fevereiro.

RecifeRock – Pegou rápido entre o público…

Tibério – A gente está tendo uma resposta boa pra caramba até da mídia. Dei entrevista hoje pra MTV, a gente soube que Edgard estava interessado em ver nosso show. Foi surpreendente, a gente não esperava isso tudo.

RecifeRock – O que vocês vão fazer depois do Abril ? Já tem alguma coisa programada ?

Tibério – Nosso sonho é fazer uma turnê no Rio e em São Paulo. Agora, nosso negócio mesmo é tocar em Recife, porque aqui é a nossa casa. Não tem que dar uma de estrela nem nada…

RecifeRock – Você vai embora agora ou vai conferir algum show do Abril ainda ?

Tibério – Eu vou ficar ainda…

Cabruêra

Arthur Pessoa (Cabruêra)

Reciferock – O que você achou do show da Cabruêra ?


Arthur – Cara, achei que foi legal. O show foi cedo, tinha uma galera mais tranqüila chegando e, o mais importante, o público estava interessado. Como a gente já tinha feito uns dez shows aqui no Recife, acabou sendo um reencontro com nosso público. O feedback foi legal.

RecifeRock – Explica essa história de “Forró Esferográfico”…

Arthur – É uma parada que a gente gosta de fazer, tirar som das coisas, experimentar. Aproveitamos a inventividade natural do nordestino para inovar, brincar com novas possibilidades.

RecifeRock – Como você define o som da Cabruêra ?

Arthur – Eu não consigo definir. Cada uma na banda tem uma história diferente, uma cultura diferente. A gente acaba fazendo uma música híbrida. A gente não se preocupa muito com a catalogação…

RecifeRock – Vão ver os outros shows do Abril ?

Arthur – Vamos sim ! Ontem não pudemos vir, pois estávamos ensaiando…vamos compensar hoje e ficar até o final…

A Roda

Charles (A Roda)

RecifeRock – O que você achou do show da Roda ?


Charles – Foi muito melhor do que a gente esperava. A receptividade do público foi muito boa. Fomos muito bem tratados pela organização…E a gente esperava um show menos eufórico. Fizemos um show muito melhor do que achávamos que poderíamos fazer. Não que a gente achasse que o show seria ruim, mas porque no palco rolou uma energia muito do caralho, foi muito bom !

RecifeRock – Foi o melhor show da carreira de vocês ?

Charles – Foi um dos melhores.

RecifeRock – Vocês lançaram o disco agora… Já têm alguma turnê programada ?

Charles – Não. A gente está com um plano de fazer as coisas acontecerem aqui mesmo. Queremos aproveitar a boa receptividade que nosso trabalho está tendo aqui. Sei que é difícil fugir do eixo Sul/Sudeste para fazer sucesso, mas nós somos daqui, queremos tocar aqui e estourar aqui. É uma opção nossa ficar por aqui.

RecifeRock – Vão pra casa agora ou vão ver os outros shows ?

Charles – Vamos ficar. Queremos participar de toda a festa, não só como banda, mas como público também.

tem mais…

Links:
» A Roda no RecifeRock

——–

Posted quinta-feira, abril 29th, 2004 under Notícias.

Comments are closed.