Teenage Fanclub Fala Sobre A Turnê no Brasil

Teenage Fanclub (foto divulgação)

em 29/04/2004 por Hugo Montarroyos

Gerard Love explica os detalhes da turnê brasileira

Esta entrevista foi feita em janeiro de 2004, quando a vinda do Teenage Fanclub ao Brasil ainda não estava confirmada, por isso decidimos guardá-la para publicar mais próximo aos shows. Meus sinceros agradecimentos a Sylvie Piccolotto, do Detroit Rock City, que possibilitou a realização desta entrevista, e ao Gerard Love, baixo/vocal/composições do TFC.

Jornalismo, como qualquer outra atividade, exige também uma boa dose de sorte. Um belo dia, abrindo meus e-mails, me deparo com a possibilidade de entrevistar o Teenage Fanclub, às vésperas da banda tocar no Recife. Não pensei duas vezes; mandei imediatamente as perguntas e fiquei aguardando ansioso as respostas, afinal, antes de ser repórter, sou, acima de tudo, humano e, como boa espécie de nossa casta, também corre sangue pelas minhas veias. Enfim, tudo isso serve para explicar minha satisfação pessoal ao entrevistar Gerard Love, baixista, vocalista e um dos principais compositores do Teenage Fanclub, de longe, minha banda preferida de todos os tempos. O resultado você confere abaixo, onde Gerard fala sobre a turnê no Brasil, das músicas que tocarão por aqui, além de dizer o que anda ouvindo de bom no momento. Bem, o desabafo acima foi só para aguçar o leitor, afinal, quantas vezes na vida temos a possibilidade de entrevistar algum ídolo…

A turnê no Brasil vai rolar ?

No momento estamos acertando os detalhes finais com nosso agente, acho que confirmaremos tudo em breve. Ela deve rolar.

Você pode falar um pouco sobre o set list dos shows ?

Nós tocamos músicas de cada um de nossos álbuns. Na nossa última turnê nos tocamos em torno de 20 músicas por noite, das 20 tem aproximadamente 12 músicas que sempre tocamos – são os singles e as músicas mais populares: músicas como ‘About You’, ‘Everything Flows’, ‘The Concept’, ‘Neil Jung’. Cada noite no tentamos variar as 7 ou 8 músicas restantes. A maioria das músicas que tocamos ao vivo estão na nossa compilação, que se chama ‘4766 Seconds: A Short Cut To Teenage Fanclub”.

Você alguma vez imaginou que Teenage Fanclube tem fãs no Brasil ?

Definitivamente não. Quando Belle and Sebastian voltou do Brasil eles nos contaram e foi surpreendente. Para mim, o Brasil parece ser o oposto da Escócia; quente, brilhante, colorido e bom em futebol, então é inacreditável que alguns brasileiros se identifiquem conosco e achem o que fazemos interessante. É excelente.

Qual seu album favorito da discografia do Teenage Fanclub ?

Meu álbum favorito é ‘Grand Prix’. Nós nos divertimos muito gravando ele numa mansão antiga no interior durante a mudança do verão para o Outono. O grupo mudou com saída de Brendan, nosso baterista original. Nós estávamos determinados a fazer um bom disco.

Acho que este álbum é nossa melhor coleção de músicas.

O que você anda escutando hoje em dia ?

Eu gosto mais de escutar discos antigos, principalmente discos antigos de soul dos anos 60. Gosto do som de Curtis Mayfield. Muita gente em Glasgow está escutando gravações brasileiras dos anos 60, o disco de Caetano Veloso de 1969 é meu favorito atualmente. Atualmente, eu escuto Yo La Tengo, Stereolab, Movietone e o novo de James Kirk (que tocou no grupo mais importante de Glasgow de todos os tempos: Orange Juice).

Quais são os próximos planos para o Teenage Fanclub ?

Em fevereiro estaremos em Chicago para gravar um novo álbum com um cara chamado John McEntire. Em Abril nos devemos fazer uns shows nos Estados Unidos. Se tudo der certo estaremos lançando nosso álbum no Verão (Nota: Verão Europeu… julho …), e depois faremos uma turnê pelo Reino Unido e Europa no outono.

traduzido por Guilherme e Gustavo Moura.

Teenage Fanclub (foto divulgação)

Links:
» Site do Teenage Fanclub

——–

Posted quinta-feira, abril 29th, 2004 under Notícias.

Comments are closed.