Profiterolis: Uma Sobremesa Bem Diferente

Profiterolis (foto divulgação)

em 30/04/2004 por Bruno Negaum

Por e-mail conversamos com Tomaz Alves, guitarra e voz da Profiterolis, que toca amanhã no festival no Ar: Coquetel Molotov.

“Profiterolis: Definitivamente a melhor sobremesa do mundo… É assim: Uma espécie de pãozinho, chamado de carolina, cortado no meio, recheado com sorvete ou creme, ou algum doce, calda quente (de morango ou de chococlate, ou de caramelo). O Profiterolis, tradicionalmente é diferente em cada local onde é preparado, cabendo ao chef dar o seu toque pessoal ao prato.” (Fonte: http://eugostode.fotolog.terra.com.br )

Matou! É isso mesmo… DIFERENTE. Se preparem para o som da Profiterolis (ahh… colocamos algumas mp3s da banda aqui no site, estão na parte de mp3. Chegue lá). Olha a entrevista:

Explica como é o som da Profiterolis para as pessoas que não conhecem…

É difícil escolher um estilo musical para definir a banda, a gente tem muitas referências. O que eu posso dizer é que a nossa principal preocupação é com as canções, a gente tenta dar um tratamento especial pra cada uma. Os arranjos são feitos até o ponto de aproveitamento máximo da canção, ou pelo menos, o máximo que a gente é capaz de fazer, porque, às vezes, o máximo é fazer o mínimo. Desse jeito a Profiterolis, pra quem conhece, termina sendo lembrada pelas canções e não porque faz rock, mambo, metal, samba, funk, apesar de que, muitas vezes, a gente faz de tudo. Enfim, o mais importante a dizer é que a gente pensa muito em rock, tudo é em português e a gente se esforça bastante pra que a coisa tenha um mínimo de suingue, mesmo que este esforço nem sempre dê resultado.

Como rolou o convite para tocar no festival no Ar: Coquetel Molotov ?

Acontece que Ana Garcia, umas das organizadoras do evento, conhece a gente há algum tempo. Nosso primeiro show foi numa festa de aniversário dela, faz uns 3 anos. Apesar de no ano que vem a banda completar 10 anos com esse nome, a gente só começou a se apresentar recentemente, antes a gente tava só preparando a massa do bolo. Lembro que logo que ela teve a idéia do festival, junto com o pessoal do Coquetel Molotov, ela já tinha me falado que a Profiterolis iria participar. Então é uma coisa que a gente já tá sabendo faz um tempo.

Qual a expectativa para o show ?

A gente espera fazer o melhor show possível, se divertir muito e errar pouco, e deixar pelo menos 7 pessoas satisfeitas, que é a nossa média por show. Por outro lado, acho que a Profiterolis vai ser a banda mais estranha no festival, já que a gente faz samba e valsa no mesmo show, e isso pode contar a nosso favor ou não, mas a gente só vai saber como vai rolar no dia mesmo.

Quanto tempo vai ter o show da Profiterolis ? Podem adiantar algumas músicas que vão rolar na setlist ?

A gente deve tocar por volta de meia hora. Entre as músicas algumas canções que nosso vasto público de 20 amigos já conhecem, como “Licor de Jenipapo”, “Araribóia” e “Mil Andares”, e outras menos conhecidas ainda como a inédita “Doce & Salgado”.

Depois do show, quais são os projetos da Profiterolis para esse ano ?

A gente está em processo de terminar um clipe pra canção é o “Tchan da Garrafa”, gravado ao vivo, devemos estar lançando um cd promocional de uma faixa com a canção “Araribóia” no dia do festival, e vamos gravar também ainda esse primeiro semestre um single com material novo para melhor divulgação do nosso trabalho, além de reformular nosso site (http://profiterolis.cjb.net). Sim… aproveito este espaço pra agradecer o pessoal do Coquetel Molotov pela oportunidade. Valeu!

Profiterolis (foto divulgação)

Links:
» Site da Profiterolis
» Site do Coquetel Molotov

——–

Posted sexta-feira, abril 30th, 2004 under Notícias.

Comments are closed.