Faixa a Faixa: Superoutro – “Autópsia De Um Sonho”

Superoutro - Autópsia de um Sonho (2004) - Midsummer Madness

Faixa a Faixa
em 16/05/2004 por Superoutro

Faixa a Faixa: Superoutro – Autópsia de um Sonho (2004) – Midsummer Madness

Por Superoutro

01 – O Lago

É uma música sobre uma transformação espiritual em iminência. A criança, na letra, representa um renascimento, um recomeço. Foi a última música a entrar no repertório do disco e gostamos bastante dos timbres dela. Guitarras com distorções bem rasgadas e uma grande confusão no final.

02 – A Última Vez

Essa é uma das poucas músicas nossas que possuem um refrão bem definido. É a mais pop do álbum, com arranjos mais simples. A letra só se revela por completo no final da música.

03 – Como Gritar

Música com um suposto refrão instrumental, que por sinal, é um dos momentos mais ricos do disco. Possui bastantes efeitos, com alternância entre trechos instrumentais e cantados. Destaca-se ainda a “cozinha” da banda que saiu bem redonda.

04 – O Castelo

Única musica instrumental do disco. Nela, nós nos preocupamos bastante com o seu arranjo (bem minimalista) e com a boa dinâmica, criando uma atmosfera em que se misturam momentos suaves e tensos no decorrer da canção.

05 – Só Sonhei

É a única acústica do cd, tocada com apenas dois violões. A letra trata de mais um daqueles pesadelos amorosos.

06 – Vinheta

É a parte final de uma musica nossa que não entrou no cd. É bem curtinha, com uma levada mais “pra cima” .

07 – Microfonia

É a única que já existia antes da banda. É uma música paradona, ambientada para o clima da letra que é bem “deprê”.

08 – A Nova

Essa nós adoramos tocar ao vivo. Possui um andamento bem marcado, com vários arranjos pontuando toda a música.

09 – Na Areia

Música com uma dinâmica bem alternada. Nas partes mais “porrada” se observa bem as três guitarras. A letra é mais viajada; narra um sonho e foi escrita durante uma noite mal dormida. Ficou bem legal no cd.

10 – Novos Monstros

Essa é a que mais destoa da proposta da banda. É bem agitada e barulhenta, principalmente no final. A letra é uma adaptação de uma letra bem antiga que foi inspirada em filmes de terror da década de 30 (no filme A Noiva do Frankstein, Dr. Pretorious diz em certa hora: “um novo mundo de deuses e monstros”). Inicialmente possuía uma levada jazzística, mas resolvemos muda-la pouco antes da gravação do cd. Até hoje a galera que vai pra nossos shows se divide entre a as duas versões da música.

Superoutro - foto de divulgação

Links:
» Superoutro no RecifeRock

——–

Posted domingo, maio 16th, 2004 under Discos.

Comments are closed.