Dia D Hardcore 2004

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show
DIA D HARDCORE 2004
data: 19/06/2004 (Sábado) – local: Quadra do Clube Internacional
com Allface (RN), Dead Nomads (PB), Os Cachorros, Democratas, Switch Stance (CE) e Dead Fish (ES)
Resenha por Bruno Negaum – Fotos por Bruno Negaum e Guilherme Moura

Uma noite inesquecível para os amantes de hardcore…
em 19/06/2004 por Bruno Negaum

Sábado, dia chuvoso pra caramba. Dia de show do Dead Fish e eu nem tava com clima pra festa…

Passamos lá na frente do Clube Internacional e demos de cara com a galera que ia pro show de aniversário da “Caravana do Denny Oliveira”. Depois seguimos para a rua que dava acesso à quadra do clube, o local do show.

Quando chegamos lá não tinha muita gente e a chuva ainda estava muito forte. O show da Allface tava pra começar e então Infa, o baixista da Democratas, me pediu um favor: “Ei Negaum, quebra um galho pra mim. Leva a galera de Dead Fish e Switch Stance para comer? É rapidinho!” Não pude negar. Fui ao ônibus e vi a galera das duas bandas lá. ajudei o motorista a achar o caminho certo para a Habib’s. Todo mundo encheu o bucho e conversou besteira.Os caras me deixaram no Internacional e seguiram para o hotel.

Infelizmente eu perdi os show da Allface e Dead Nomads. Então fui me preparar pra fotografar Os Cachorros, que subiram ao palco às 22h e fizeram o público instigar bastante. A roda de pogo tava imensa! Essa foi a primeira vez em que os Cachorros tocaram depois do lançamento do seu segundo cd, o “Acorda Pra Cuspir Senão A Baba Cai” e o show teve a participação de um ex-integrante da banda que hoje mora na Bahia, que eu esqueci o nome. Os destaques do show foram as músicas “Pedofilia”, “Skate” e “Puta Que Pariu”, que rolou duas vezes. Na segunda vez, o vocalista Ajax deu um mosh e ficou pogando com a galera lá embaixo, enquanto o “ex-Gordo” (da extinta banda Prole) assumia os vocais.

Quando os Democratas começaram a tocar, cerca de mil e duzentas pessoas já estavam na quadra. Os caras tocaram músicas novas que vão estar no segundo cd da banda, que vai começar a ser gravado em agosto. Esse foi o melhor show que eu vi deles até hoje, foi tão bom que eles até disseram em cima do palco que esse foi o show mais instigado da vida deles! Mesmo com toda essa agitação, muita gente estava nas arquibancadas descansando para os shows que iam vir em seguida.

A Switch Stance trouxe o seu hardcore melódico cearense e fez o segundo melhor show da noite. Tinha muita gente cantando as músicas da banda. Eu achei esse show bem melhor que o do Abril Pro Rock. A simpatia do vocalista Maurílio conquista o público e, os integrantes “novos”, que no show do Abril tinham apenas duas semanas de banda, já entraram em harmonia com o resto do grupo. Entre as nove músicas do show, rolaram “Aquela Estrada”, “Me Diz” e os hits “Sempre Sincero” e “Sorriso Amarelo”, que fechou o show.

E finalmente o Dead Fish, o show mais esperado da noite, ou quem sabe, do ano. A banda do Espírito Santo subiu ao palco e começou o show com “A Urgência”. E depois disso só veio “clássico”! A banda tocou “Sonho Médio” e em seguida “Afasia”. Não vi ninguém parado por lá, até eu saí pulando na frente do palco! A recepção das músicas novas foi muito boa. Deu pra notar principalmente quando eles tocaram “Você”, fazendo com que boa parte do público cantasse junto. Essa música é bem interessante porque tem um refrão totalmente “emo”, mas não tem nada a ver com as letras do estilo. Quando você escuta acha que o vocalista Rodrigo está falando de amor, mas ele está falando sobre dinheiro. Rodrigo é um cara muito engraçado, tem um jeito bem sério, mas é um meninão. Pula, dança e brinca em cima do palco e sabe a hora de falar sério com a galera. Ainda rolou “Zero e Um”, faixa-título e single do mais novo cd, “Molotov” que fez o púbico delirar, assim como “Bem Vindo Ao Clube” e “Noite”. Os caras tocaram mais de vinte músicas, mais do que tinham previsto tocar. O público, “insatisfeito” ainda pedia mais, mas a banda foi embora do palco e deixou aquele gostinho de quero mais.

Os shows que eu vi foram muito legais, não rolou nenhuma confusão por lá… só que eu vi muita menina reclamando da limpeza dos banheiros e garoto dizendo que o refrigerante e a água estavam quentes, coisas que pra mim não tiveram muita importância. Que os produtores do Dia D Hardcore, que pretendem fazê-lo anualmente, corrijam os erros e façam, mais uma vez, uma grande noite de hardcore.

Clique na foto abaixo para abrir a PopUp com as fotos do Dia D Hardcore:

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show

Links:
» Democratas no RecifeRock
» Os Cachorros no RecifeRock
» Site do Dead Fish

——–

Posted domingo, junho 20th, 2004 under Coberturas.

Comments are closed.