Exodus Toca Domingo no Clube Internacional

Exodus

em 16/09/2004 por Guilherme Moura

Apesar da saída do vocalista Steve “Zetro” Souza, a turnê sul-americana da banda de heavy metal Exodus está confirmada.

O vocalista da Exodus para os shows no Brasil será John Miller, que tocou no grupo Wardance, na década de 80, com Gary Holt (guitarrista) e Tom Hunting (baterisa) da Exodus. No show do México o vocalista ‘Zetro’ foi substituído por Matt Harvey da Exhumed.

O show do Exodus no Recife será domingo no Clube Internacional às 18h. Para maiores informações: 3221-2091 (Blackout Discos).

Confira as datas da turnê Sul Americana da Exodus:

SOUTH AMERICA 2004

11/09/04 – Cidade do México / México – Hard Rock Live

12/09/04 – San Salvador / El Salvador – Gimnasio Nacional

17/09/04 – Buenos Aires / Argentina – Replica Cromañon

18/09/04 – São Paulo / Brazil – Via Funchal (Bonded By Blood Thrash Fest)

19/09/04 – Recife / Brazil – Clube Internacional do Recife

24/09/04 – Ribeirão Preto / Brazil – Apoteose

25/09/04 – Belo Horizonte / Brazil – Lapa Multishow

Fonte: http://www.exodusattack.com/tourdates.html

Segundo o site Mundo Rock o provável setlist da banda para os shows brasileiros:

01. Exodus

02. Scar Spangled Banner

03. ‘Til Death Do Us Part

04. Piranha

05. Shroud Of Urine

06. Brain Dead

07. Lesson In Violence

08. Metal Command

09. Bonded By Blood

—————————–

10. War Is My Sheppard

11. Toxic Waltz

12. Strike Of The Beast

13. Dirty Deeds, Done Dirt Cheap

fonte: www.mundorock.net

Sobre a Exodus:

Surgido em 1981, no berço do Thrash Metal, a Bay Area, nos Estados Unidos, o Exodus se tornou uma das mais importantes bandas da cena metálica mundial. O som grupo apesar de agressivo e inovador na época, trazia fortes influências do New Wave of British Heavy Metal, que revelou nomes como Iron Maiden, e atitude e filosofia dos grupos Punk.

A primeira formação do Exodus contava com Paul Baloff nos vocais, Tom Hunting na bateria, Geoff Andrews no baixo Gary Holt e Kirk Hammett nas guitarras. Começam a ganhar espaço em 1982, com a gravação da primeira demo, “Whipping Queen and Death and Domination”, que foi muito elogiada pelas outras bandas locais.

Um ano depois, o guitarrista Kirk Hammett foi convidado pelo Metallica para substituir Dave Mustaine, que havia sido despedido. No fim das contas, os dois guitarristas tiveram um destino grandioso: Kirk, com o Metallica e Mustaine que criou o não menos brilhante Megadeth. Já o Exodus, ainda em 83, completou a vaga com Rick Hunolt e ainda substitui Andrews por Rob McKillop.

Após assinarem um contrato com a Combat Records, lançam o primeiro álbum, 1985, “Bonded by Blood”. O disco causou grande impacto e eles passaram a dividir o palco com os “locais” Anthrax, Suicidal Tendecies e com os “internacionais” Black Sabbath e Helloween. Após um problema com o álbum ao vivo “A Lesson in Violence”, que acabou não sendo lançado, o vocalista Paul Baloff sai do grupo e em seu lugar é chamado o ex- Testament, Steve Souza.

Em 1987, “Pleasures of the Flesh” não fez tanto sucesso quanto o álbum anterior e somente dois anos depois, com “Fabulous Disaster”, o grupo voltou com força máxima. Seguiu-se uma bem sucedida turnê mundial, até que problemas de saúde, obrigaram o baterista Hunting, a abandonar o grupo. Porém, o Exodus havia chamado a atenção da mída novamente e conseguem um novo contrato, desta vez com a Capitol Records. Entram em estúdio mais uma vez , já com John Tempesta nas baquetas, e em 1990, saiu “Impact is Imminent” , que não obteve muita repercussão.

No ano de 1992, após o lançamento do quinto álbum de estúdio, “Force of Habit”, a banda se separa. Somente cinco anos depois, em 1997, o Exodus retoma as atividades. Chamam Jack Gibson para o baixo e o primeiro vocalista, Paul Ballof, iniciando assim uma turnê pela América do Norte e Europa.

Para a tristeza do mundo metálico, Paul faleceu de derrame cerebral no dia 2 de Fevereiro de 2002. O Exodus chama Steve “Zetro” Souza novamente para os vocais e a banda faz uma série de shows pelos Estados Unidos e Europa. Em 2003, depois de 12 anos em silêncio, saiu o inédito “Tempo Of The Damned”, considerado um dos melhores álbuns do ano e da carreira do grupo. Os destaques ficam com “War Is My Sheppard”, “Shroud Of Urine” e “Throwing Down”.

É incontestável a importância que Paul Ballof e o Exodus tiveram na música pesada, influenciando muitas bandas e sendo uma das pioneiras do estilo Thrash Metal.

Fonte: http://territorio.terra.com.br/canais/rockonline/biografias/biografia.asp?artistaID=11

Links:
» Site da Exodus

——–

Posted quinta-feira, setembro 16th, 2004 under Notícias.

Comments are closed.