Eduardo Falaschi Fala Sobre as Novidades do Angra

Angra (Divulgação)

em 16/10/2004 por Bruno Negaum

Amanhã tem show do Angra aqui em Recife. Já que não conseguimos uma entrevista com os caras, pedimos “emprestado” a entrevista que o Lucas Rocha , do site Bahia Rock (http;//www.bahiarock.com.br) fez com o vocalista Eduardo Falaschi . Valeu, galera do Bahia Rock! Confira a entrevista abaixo:

O “Temple of Shadows” já está nas lojas e o Angra começa a alçar vôos mais altos. Para saber um pouquinho como foi este processo de produção do novo disco, conversamos pelo telefone com Eduardo Falaschi, vocalista, para sabermos, em uma mini-entrevista, como é estar pronto para mais uma turnê.

No “Temple of Shadows” seu vocal demonstra ter alcançado a maturidade, além de voltar ao estilo Symbols de cantar. Como se deu este retorno às raízes de Edu Falaschi?

Eu quis cantar como eu sempre cantei, pois no “Rebirth” eu tinha que tomar cuidado com toda elaboração das linhas vocais para não chocar os fãs, mas agora não preciso mais fazer isso… Então, as pessoas podem conhecer a verdadeira voz de Edu Falaschi, sem medo, e para minha alegria todos adoraram o disco, sendo essa considerada a melhor performance da minha carreira.

No processo de composição, havia alguma brecha para que você introduzisse uma forma mais agressiva de cantar, deixando de lado a postura mais melódica do Rebirth? Foi escolha sua a mudança ou a temática do álbum propiciou isso?

As músicas obviamente que também ajudaram bastante para que eu soltasse mais a voz. Na realidade, as músicas do “Rebirth” poderiam ser cantadas assim também, foi só questão do momento certo pra fazer o que fiz no “Temple of Shadows”. Este era o momento, o Angra já tem uma identidade com esta formação, portanto, eu também posso usar mais minha identidade vocal; e foi o que fiz.

Já são três anos de Angra. Para você, que entrou depois, às vezes deve aparecer a pergunta: “Cara! Já se passou todo este tempo, três discos, um mini-álbum!” Como é lidar com isso?

Hoje sou a voz do Angra, definitivamente. O passado está cada vez mais pra trás e isso é extremamente natural. Acredito que faremos mais discos e muito mais turnês, nos amadurecendo cada vez mais, pois este é o meu desejo e obviamente de toda a banda também. Penso em algum álbum solo, algum dia, mas sem deixar o Angra, em hipótese alguma. Fazer boa música para mim é minha alegria e poder viver disso é uma satisfação.

Como foi trabalhar com todas estas estrelares participações?

Foi demais, todos são muito especiais e muito amigos. No caso do Milton Nascimento, foi uma realização muito grande, visto sua voz maravilhosa e tudo que representa para música brasileira. Até hoje mantemos contato, pois definitivamente ele é muito especial!

Serviço:

Angra no Recife


Domingo (17/10/2004) 18h

Local: Clube Português (Espinheiro)

Preço: R$ 15,00 e R$ 25,00 (camarote) – Info: 81 3221.2091 (João Marinho)

Angra (Divulgação)

Links:
» Angra – Site Oficial
» Bahia Rock

——–

Posted sábado, outubro 16th, 2004 under Notícias.

Comments are closed.