Final do Microfonia

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show
FINAL DO MICROFONIA
data: 26/11/2004 (Sexta) – local: Ancoradouro
com Volver, Mellotrons, Retrôvisores, Johnny Hooker, Momboj’
Resenha por Bruno Arrais – Fotos por Bruno Negaum

em 26/11/2004 por Bruno Arrais

A Final do Microfonia foi uma grande festa, onde todos foram premiados. As bandas tiveram uma ótima oportunidade de se apresentar – mesmo que muito rapidamente – para um público muito maior que o seu habitual e este por sua vez teve uma oportunidade ímpar de conhecer bandas novas, ótimas e também de assisitir aos shows do Mombojó e Los Hermanos – duas bandas muito queridas -, numa única noite. Esta fórmula funcionou muito bem. A platéia, composta em sua maioria por pessoas interessadas unicamente em assistir aos shows “grandes”, curtiu bastante as apresentações das bandas concorrentes – Seria ótimo se sempre que uma banda dessas famosas viesse tocar aqui em Recife, dessem espaço para uma banda nova local abrir o show -, chegando até a gritar os nomes, cantar junto, bater palminhas…

Retrôvisores

Foi realmente uma noite memorável. O Retrôvisores fez a abertura, por volta das 22h00, mostrando seu rock simples e direto. A primeira música foi a instrumental “Houston”, seguida da ótima “Maicon”, a melhor música. Mas a platéia levantou mesmo foi com o cover do Supergrass, “All Right”. Foi uma ótima apresentação. Fiquei muito surpreso com a banda. Os caras são realmente bons. Já havia escutados uns mp3 deles, mas a impressão não havia sido muito boa, não. Com o show não apenas passou a má impressão, como ficou a vontade de ver um show de verdade dos caras e poder conhecer o restante do repertório.

Mellotrons

Na seqüência subiu ao palco o Mellotrons, uma das bandas mais aclamadas – merecidamente – da cena local. Eles abriram com “Evening”, carro-chefe do Mellotrons EP, cd demo da banda. O público pulou, cantou e bateu palmas ao ritmo da canção. Foi simplesmente foda! Depois eles fizeram uma versão de “There is a Light That Never Goes Out”, clássico do Smiths, que foi devidamente Mellotronizada – ou seja, ganhou uma ar mais cool, devido principalmente à voz de Haymone, além de guitarras noise – para o Microfonia. Ficou muito boa a versão e manteve a energia da platéia elevada. Para fechar, mandaram “You and I”, que é, na minha modesta opinião, a melhor música deles. Os caras estão mandando cada vez melhor ao vivo. A cada apresentação do Mellotrons que assisto parece ser melhor que a anterior. Essa foi mais uma.

Volver

E aí veio o Volver, melhor apresentação da noite, sem dúvida! A presença de palco dos caras, em especial de Bruno é muito foda! Bruno nasceu para isso. O cara, canta muito e sabe como agitar de verdade a audiência. Mandaram logo de cara o cover de “Twist”, dos gaúchos do Graforréia Xilarmônica. Rock´N´Roll sessentista de ótima qualidade, com performance endiabrada, que deixou o público agitado. E depois veio a belíssima “Canção Perdida”, canção pop espetacular, que levantou ainda mais a platéia. Quando parecia que não poderia ficar melhor, os caras mandaram a já clássica “Você que Pediu” e terminou de colocar fogo no público, que dançou, cantou, bateu palmas, gritou e pulou, literalmente possuídos pelo espírito do rock. Tive poucas oportunidades de assistir ao Volver ao vivo, mas tenho que dizer, é sempre um grande prazer e dessa vez não poderia ter sido diferente.

Johnny Hooker

A última concorrente a se apresentar foi a Johnny Hooker. O que falar sobre essa apresentação? Bem, os caras são corajosos. O tal Johnny – vocalista – subiu ao palco vestido com a blusa cintilante da irmã mais nova, gritando um discurso apocalíptico sobre o futuro e coisa e tal. Deus me livre do futuro previsto por Johnny Hooker! Tocaram uma mistura de punk com hard rock, meio glam, meio… sei lá! Os caras até que são músicos talentosos. Todos cumprem muito bem os seus papéis; com excessão do vocalista. Até agora estou sem saber se aquilo era inglês, português ou o que… Ainda por cima aquela voz gasguita… foda de aturar. Ainda tiveram a cara de pau de tocar um cover do Led Zeppelin – não disse que eles eram corajosos ? -, dá para acreditar ? Podia ter passado a noite sem essa, mas tudo bem, uma parte do público pareceu gostar bastante…

Mombojó

Em seguida rolou uma pausa um pouco maior para a preparação do palco para a apresentação dos rapazes do Mombojó. É necessário dizer que não conseguiram acertar o som. Não sei o que acontece, mas parece que nunca conseguem acertar o som para o Mombojó, sempre tem algum probleminha… ou é o violão que tá muito baixo ou é a voz, ou dá pau no sampler… Mas mesmo com dificuldades, os caras elogiaram o som.

A apresentação do Mombojó foi irregular. Eles começaram bem demais e imediatamente o público do Ancoradouro triplicou. De repente todo mundo estava pulando ou dançando ou cantando ou fazendo tudo isso de uma vez – incrível a reação das pessoas ao som desses caras, é realmente um fenômeno -, mas como nem tudo é perfeito, lá pelo meio do set o show foi ficando morno e se arrastou até o fim, só recuperando o gás nas duas últimas músicas. Mas como Mombojó é Mombojó, quase ninguém prestou atenção nisso e se danou a dançar por todo o tempo. Eu achei mais ou menos a apresentação. Melhor momento, participação de China. No mais, não curti muito mesmo.

Aí chegou a grande hora. O momento de anunciar os vencedores. Para minha grande satisfação, o júri fez as escolhas certas. ficou em primeiro lugar o Volver, que certamente fez a melhor apresentação. Em segundo ficou o Mellotrons, que também fez uma apresentação ótima. Retrôvisores em terceiro, claro! Seria ótimo mesmo era se pudessem premiar igualmente os três, porque são ótimas bandas! Parabéns aos vencedores. Espero que os prêmios ($$$) sejam muito úteis a todos.

Los Hermanos

E para terminar a noite, Los Hermanos, que não se apresentava em Recife desde julho – um recorde para os barbudos que tavam tocando por aqui todo mês -, para desespero da legião de fãs recifenses. Tinha assistido a uma das apresentações da tour do Ventura e posso dizer, essa foi certamente uma das melhores. Os caras escolheram muito bem o repertório, estavam empolgados, a platéia estava ávida pelas canções deles… Foi um show belíssimo. Tão bom, que pareceu ser curto demais. Deixou todo mundo na vontade. Agora só nos resta esperar até o Abril Pro Rock 2005!

Clique na foto abaixo para abrir a PopUp com as fotos da final do Microfonia:

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show

Links:
» Volver no RecifeRock
» Mellotrons no RecifeRock
» Retrôvisores no RecifeRock

——–

Posted domingo, novembro 28th, 2004 under Coberturas.

Comments are closed.