Stratum: “Este Vai Ser Nosso Primeiro Show Fora”

Stratum (DF)

Conheça a banda brasiliense Stratum, que faz seu primeiro show fora este domingo no Dokas…
em 15/12/2004 por Felipe Pumba

Eu já tinha ouvido falar bastante da banda brasiliense Stratum , porém nunca tinha escutado, e num belo dia, voltando da aula com um brother meu de carro, eis que escuto o som dos caras… E a primeira pergunta que faço é: “Meu irmão! Que banda é essa doido??” E a resposta: “É Stratum… banda de Brasília, do primo de Videira (baterista da Sickness).” Conheci o baterista João e já troquei várias idéias com o cara! Por isso resolvi fazer essa entrevista básica com ele, para os demais conhecerem a banda! Confira agora a entrevista feita com o João , baterista da Stratum !

Manda, João! Tudo na paz, brother? Cara, fala um pouco da Stratum aí pro pessoal! Estilo, influências, quanto tempo de estrada, material lançado…

Então! Tudo arrumadinho por aqui… Bem, a Stratum, ainda sem nome, começou em 2001. Antes disso nós já tocávamos juntos, eu (João), Daniel e Vítor, mas era aquele esquema tosco, ninguém sabia tocar ainda, então valeu mais pela experiência. Nesse tempo agente tocava RATM, Raimundos, Nirvana e o que até hoje eu encho a boca pra falar, Devotos do Ódio do Alto José do Pinho, banda que todos nós admiramos.

Em março de 2002 Marcus entra na banda, formação que carregamos até hoje. Com Marcus na banda nossa música, que estava em uma fase de transição, mudou completamente. Nossas influências passaram a ser de bandas como MxPx e Millencolin nesse tempo todo show da banda tinha pelo menos 1 ou 2 covers dessas bandas. Hoje nós nos preocupamos em escutar bandas nacionais como Sugar Kane e Aditive. Então a banda tá com dois anos, quase três, temos um EP, “Só depende do ponto de vista…”, que foi lançado esse ano com 4 músicas.

E a cena em Brasília? Como é que rola? Vocês têm apoio aí? E casas de show? Existe espaço pra esses tipos de eventos? Bandas desse estilo tem vez? Pois as bandas que a galera ouvem mais falar daí são bandas de hc crossover tipo DFC e Macakongs.

Aqui em Brasília é tudo muito parado. Não tem público suficiente pra fazer um show legal e o pessoal não dá muito valor pras bandas locais. As casas de show são como o público, eu diria não muito acolhedoras, isso pela estrutura mesmo, não tem nenhum Dokas por aqui não. Tem o Sesc, mas tá tendo show. Não. O ultimo foi ano passado.

Pra tu ter uma idéia, nem essas bandas que são tão aclamadas fora de Brasília fazem sucesso por aqui, claro que vez ou outra eles aparecem, mas tem um BOM tempo que não ouço falar delas. A última vez foi quando soube do DFC no PE NO ROCK.

Conversando contigo, contei como foi fazer a NE TOUR 2003 com a Sugar Kane e Switch Stance. Como é viajar, conhecer outra galera e tocar pra um público diferente do seu… E a Stratum? Vocês já tocaram fora de Brasília?

Não, ainda não tocamos fora de Brasília. Infelizmente.

E nós? Quando é que teremos a chance de ver a Stratum em terras recifenses? Fala um pouco disso aí…

Se tudo der certo, dia 19 estaremos aí, tocando para vocês. Vai ser o nosso primeiro show fora e todos estão muito confiantes, esperamos fazer uma boa apresentação e com isso, abrir mais portas para a nossa carreira.

E os projetos da banda? O que vocês vão fazer daqui pra frente? Tem previsão para quando sai o CD da banda?

Não estamos com projetos muito concretos ainda. Estamos muito cautelosos em fazer em algum trabalho. Mas estamos muito pilhados pra pegar a estrada e tocarmos em vários lugares diferentes. E é isso. Esperamos mais oportunidades.

Serviço:

Switch Stance no Recife

Domingo
(19/12/2004) 15h

Local: Dokas (Recife Antigo)

Preço: R$ 7,00 (Antecipado na Rockerz, Real Skate ou Ghetto) – Info: 9921.0092 (Markinhos)

com as bandas: Switch Stance (CE), N.Emo, Fillen, Pilgrims (AL), Devônia Charlotte, Stratum (DF), Insurreição e Revolta Civil

Links:
» Stratum no Trama Virtual

——–

Posted quarta-feira, dezembro 15th, 2004 under Notícias.

Comments are closed.