Mukeka Di Rato no Recife

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show
MUKEKA DI RATO NO RECIFE
data: 01/03/2005 (Terça) – local: Dokas
com Mukeka di Rato (ES), Democratas, Revolta Civil e Start
Resenha por Bruno Negaum – Fotos por Bruno Negaum

em 01/03/2005 por Bruno Negaum

Bom, vou falar rapidinho sobre os shows do domingo passado porque a resenha já tá atrasada!

Antes dos shows começarem rolou uma confusão muito grande por causa do preço dos ingressos. O ingresso antecipado era 8 reais, e na hora ficou por 12 reais! Muita gente tava reclamando porque 12 reais é preço de show do Los Hermanos no Chevrolet Hall! Mas Alemão, o dono do Dokas, disse que os próximos shows do Dokas vão ser mais ou menos esse preço porque ele está trazendo as bandas, pagando diárias em hotel, essas coisas. Eu acho que Alemão está certo em colocar o ingresso mais caro, mas ele exagorou, podia ter sido por 10 reais (como o do Garotos Podres que vai rolar hoje à noite).

Infelizmente, eu cheguei no fim do show da Kawaii, que eu nem sabia que ia tocar. Se eu soubesse, teria chegado mais cedo. Bom, fica pra próxima…

Start

A estreante Start fez um show curtinho, que foi marcado pela presença de palco do guitarrista e vocalista Daniel e do baixista Thiago e pelo som, que estava perfeito. Só que Daniel não conseguia segurar a voz e eu não entendi nada que ele cantou. Logo depois, ele me disse que as músicas falam das experiências amorosas dos integrantes, mas não têm letras apaixonadas (“Nenhum letra fala de alguma perda de garotas, ou coisa parecida. Elas falam das garotas que estão por vir, e das que se deram mal com a gente”).

Rolou uma coisa bem interessante. Em cima do palco tinha um Super Nintendo e qualquer pessoa podia subir pra jogar. Alguns malucos até arriscaram, pra aparecer, mas depois desistiram.

Revolta Civil

A Revolta Civil fez o segundo melhor show da noite, que marcou a estréia do baixista Júlio e só perdeu pro Mukeka di Rato no quesito diversão. A banda toca hardcore com vocal gutural, na mesma linha do Ratos de Porão. Rolaram “H.EM.P” e “Santa Inquisição”, as melhores músicas do Revolta pra mim, e “Toma Trouxe” e “Arranca Toco”, do Ratos de Porão. A banda estava se sentindo tão à vontade com o público agitando que o vocalista Élder pulou no meio da galera e entrou na roda de pogo.

Democratas

O show dos Democratas foi um balde de água fria. A galera que pulava e pogava com o Revolta Civil estava sentada no chão esperando o show do Mukeka di Rato. O cabo da guitarra de Pablo, guitarrista convidado pra tocar com a banda nos últimos shows, estava falhando, o som do baixo de Infa sumia no meio das músicas, ou seja, a banda não estava numa noite inspirada…

Mukeka di Rato (ES)

Quando o Mukeka di Rato começou a tocar, o público enlouqueceu. Eu nunca tinha visto nada igual no Dokas, nem os shows do Dance of Days se comparam ao que eu vi. Era um subindo no palco e dando mosh, era outro caindo em cima das caixas de retorno, foi uma confusão só… E o vocalista Bebê avisava: “Olha, sobe no palco e pula na galera, beleza? Porque se quebrar algo aqui, o show acaba. E eu não quero acabar tão cedo!” Mas logo depois eles tocavam músicas como “Moldar e “Maconha” e a galera subia no palco de novo.

Ah! Eu já ia esquecendo. No show do Mukeka, rolou a maior roda de pogo da história do Dokas! Era gigantesca! Só vendo pra acreditar…

Mas aí o show acabou! Os 50 minutos da apresentação passaram num instante! E agora? Próximo ano tem mais…

Clique na foto abaixo para abrir a PopUp com as fotos do Mukeka di Rato no Recife:

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show

Links:
» Start no RecifeRock
» Revolta Civil no RecifeRock
» Democratas no RecifeRock

——–

Posted terça-feira, março 1st, 2005 under Coberturas.

Comments are closed.