Momentos Inesquecíveis do Abril Pro Rock…

em 15/04/2005 por Bruno Negaum

Todo mundo que já foi pro Abril Pro Rock tem um momento que acha especial, que é histórico, né? Eu, por exemplo, nunca vou esquecer do show de Cachorro Grande no Abril de 2003. Foi fuderoso, cantei todas as músicas, conheci e ainda ganhei um pôster autografado da banda depois do show. Então, aproveitei que estava entrevistando algumas bandas que tocarão no APR e perguntei: “Qual foi o momento histórico do Abril Pro Rock pra você ?”. Confira as respostas abaixo:

Los Hermanos

Bruno Medina, tecladista do Los Hermanos:

“Para banda acho que foi o show de 1999, que foi o primeiro. Foi nossa estréia em festivais grandes, em palcos grandes, primeira vez que tocamos no Nordeste, enfim, foi muito significativo e pode se dizer que esse show foi fundamental para a gravação do nosso primeiro disco.”

Superoutro

Bernardo Braga, guitarrista da Superoutro:

“Definitivamente foi o show de Chico Science e Nação Zumbi já de manhã no Abril de 1996, ainda no Circo Maluco Beleza. Choveu muito no dia e todos estavam completamente enlameados (bem a caráter). O show teve uma energia absurda. O primeiro Abril foi bem marcante pra mim também, por ter sido meu primeiro contato com a música que rolava aqui em Recife e não posso deixar de citar o show do Jon Spencer Blues Explosion.”

Silent Moon

Buda, tecladista da Silent Moon:

“Rapaz, algo muito pessoal meu, foi quando houve o primeiro show do Shaaman no Abril pro Rock, que eu estava no meio de meu tratamento contra Leucemia e pude ir conferir o show, me marcou muito…”

Torao, guitarrista da Silent Moon:

“Para mim foi quando o festival começou no Circo Maluco Beleza, na época tinha o Chico Sciencie e Nação Zumbi, lembro que comparava a nossa cidade sendo a ‘Seattle’ Brasileira, foi uma época muito produtiva que lançou nossa cidade ao conhecimento nacional.”

Guilherme, baterista da Silent Moon:

“Só compareci à uma edição do Abril Pro Rock, a do ano passado. Lembro de ter ficado boquiaberto com o show devastador do Krisiun. Mas uma pena eu não ter visto a peculiar apresentação do Terrorgroupe em 2003…”

Rádio de Outono

Gleisson Jones, baterista da Rádio de Outono:

”Meu deus… O momento? Tenho vários, até porque tenho 28 anos e vou pro APR desde a segunda edição. Mas se for pra escolher um, com certeza foi uma apresentação de CSNZ num dia q também rolou Mestre Ambrósio e MLSA. Atrasou muito, muito, e o show de Chico terminou de manhã. Foi insano olhar pro céu claro e ver aquela quantidade de gente aquela hora da manhã no Maluco Beleza dançando até a última música. no clipe de Maracatu Atômico, inclusive, tem umas imagens dele, e se você prestar atenção vai perceber que está de manhã.”

Links:
» Rádio de Outono no RecifeRock
» Silent Moon no RecifeRock
» Superoutro no RecifeRock

——–

Posted sexta-feira, abril 15th, 2005 under Notícias.

Comments are closed.