Star 61: “Achamos Que Era Um Trote”


em 15/04/2005 por Breno Mendonça

Para quem achava que o inglês Brian Molko seria o único purpurinado da primeira noite do Abril Pro Rock, eis que a relação das bandas do concurso Claro Que É Rock vêm à tona com seus cinco participantes. Dentre elas a purpurinada Star61, da Paraíba. Sinônimo de diversão e despojamento no palco.

Entrevistei por e-mail o baterista Walter Marano, que fala como está o rock na Paraíba e sobre como eles receberam o telefonema da produção do concurso. Saca aí!

E então, vocês foram selecionados para a seletiva recifense do Claro Que É Rock. E aí esperavam? Estão preparados?

Quando ficamos sabendo do concurso, não hesitamos em mandar material. Mas tudo sempre é muito incerto. Nos últimos dias, já estávamos loucos para que saísse o resultado e acabar com nossa ansiedade. Quando nos ligaram informando o resultado, achamos que era um trote, acredita? A ficha só veio cair horas depois. Ai só foi comemoração. Nos sentimos muito honrados e preparados para representar a Paraíba no festival.

Apesar de estarem em um concurso de bandas, estarão também tocando no Abril Pro Rock. É uma realização tocar no APR?

Sim, com certeza. Após a nossa apresentação na ultima edição do festival MADA, que acontece em Natal-RN, tínhamos como meta entrar para o cast do Abril Pro Rock deste ano. Não poderia ser melhor, tocar num festival do porte do APR e ainda estar no Claro Que É Rock. É uma dupla realização. Estamos muito felizes.

Vocês conhecem as outras bandas da disputa? O que acham delas?

Nós conhecemos o pessoal do Rádio de Outono e do Zefirina Bomba. Tocamos também com o pessoal do Bugs no MADA do ano passado, mais não tivemos a oportunidade de conhecer os caras. Particularmente, gosto bastante do pessoal do Rádio de Outono, além de serem super gente boa. Acho que a cena está super bem representada na etapa Recife do Claro Que É Rock.

E a escolha de duas bandas da Paraíba para a seletiva? É a indicação de uma cena forte por aí, ou são casos isolados?

A cena paraibana sempre teve altos e baixos. Parece-me que as coisas começam a melhorar. Novas bandas estão aparecendo. Fora o Star 61, temos o pessoal do Chico Correa, sempre na ativa. Também tem o Zacharias Nepobuceno que já foi escalado pro Mada deste ano. Pra você ter uma idéia, um dos nossos últimos shows teve lotação esgotado. Ficou neguinho do lado de fora. Isso mostrar que além das bandas estarem se organizando e correndo atrás, o

publico também tem comparecido e apoiado a cena local.

Vocês tocaram aqui em Recife ano passado com o Rádio de Outono. O que aconteceu de lá para cá?

Muita coisa rolou. Fizemos muitos shows, dentre eles o lançamento oficial do nossa demo. Alías, nossa agenda anda bem lotada por aqui. Lançamos também nosso videoclipe. Atualmente, já estamos pré-produzindo nosso próximo trabalho. Já temos algumas músicas prontas. Tá ficando bem legal.

Para quem não conhece o show de vocês, o que podem esperar dos 20 minutos de apresentação no concurso?

Apesar de não termos muito tempo, vamos fazer um show com uma pegada mais rock mesmo. Iremos tocar basicamente músicas autorais e, é claro, algumas surpresas. Podem esperar por muita purpurina e glam rock nesse show. Vai ser do caralho.

Boa sorte! Espaço aberto para vocês deixarem uma mensagem para a galera de Recife.

Gostaríamos de agradecer o apoio do pessoal do Recife Rock, sempre presentes em nossos feitos. E dizer que o pessoal pode esperar um show com muita energia. O Nordeste está muito bem representado no festival. Vamos torcer por essas bandas que, cada vez mais, mostram que o nordeste também faz um rock’n’roll da pesada.

Links:
» Star 61 no TramaVirtual

——–

Posted sexta-feira, abril 15th, 2005 under Notícias.

Comments are closed.