Faixa a Faixa: Terceira Edição – ‘O Show Da Vida Ideal’

Terceira Edição - O Show da Vida Ideal – 2005 - Independente

em 22/06/2005 por Victor Cahú (Terceira Edição)

Faixa a Faixa: Terceira Edição – O Show da Vida Ideal – 2005 – Independente

Por Victor Cahú (Guitarrista)

01. O show da vida ideal

“…Inspirada nos mais clássicos comerciais de margarina, essa é uma música sobre a “ilusão fachada” que é constantemente transmitida para os receptores de imagem das mais diversas residências…”

02. Pra recomeçar

“…Horários, uniformes, metas… Poluição, barulho, stress… Dinheiro, café, cigarros… Bebida,comida, barriga… Falsos amores, amantes, filhos bastardos… Pra tudo na vida tem recomeço…”

03. Exemplos

“… Uma homenagem quase saudosista a alegria, inocência, pureza e sinceridade da melhor fase de nossas vidas…”

04. O novo segundo

“… Uma letra perdida e esquecida dentro de um caderno velho e amarelado… Era uma fase confusa, ruim e boa… Pouco produtiva… mas passada a época acabou sendo bem aproveitada na música mais “rock” do disco…”

05. Um lugar

“…Não existe lugar mais completo, perfeito e desconhecido ( porém passível de descobertas) do que sua própria mente…”

(Música tema para qualquer viagem)

06. Amanhã

“…Patos, junho de 2003 – Uma viajem que marca uma vida, e que deixa como recordação uma canção, baseada em fatos irreais, sobre aspirações surreais para desejos pessoais…”

07. Iguais

“…A canção mais antiga do disco, feita na tentativa de descrever sentimentos amontoados em época de chuva… amizades, desejos, religião… O que é certo quando não se sente bem com o que deveria ser melhor…”

08. Outro Alguém

“…Quem nunca foi comparado que jogue a primeira pedra…

Quem nunca julgou alguém sem conhecer que jogue outra pedra…

Quem nunca desejou ter a vida de outro alguém que jogue mais uma pedra…

Mas que todas as pedras sejam jogadas para fora dos caminhos para que ninguém mais tropece…”

09. Pois não:

“…Era uma vez um jovem rapaz, que andava triste e vazio, e que um dia decidiu que simplesmente iria abandonar o mundo frio e seco em que vivia para se mudar para um novo mundo criado por ele mesmo,onde tudo seria mais bonito e melhor…”

10. A última canção do ano

“…Apesar da época em que foi feita (05/2004), essa música tem esse nome por se tratar de uma canção de despedida para a pessoa mais importante da minha vida, que hoje se encontra morando muito longe de mim

Terceira Edição

Links:
» Terceira Edição no RecifeRock

——–

Posted quarta-feira, junho 22nd, 2005 under Discos.

Comments are closed.