Entrevista Rockassetes: “Rockassetes é rock, só isso”

Rockassetes (foto de divulgação)

Conheça a banda sergipana Rockassetes que toca amanhã (ops.. hoje!) no Bar ZeroUm (aquele colado com o Burburinho na Rua Tomazina – Recife Antigo). Eles vão tocar junto com as bancas Canivetes, Riverside e Unlucky Seconds.

Entrevistei João Mello, baixista da banda, por e-mail. Confira:

trilha sonora:
Rockassetes – As Flechas

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Rockassetes – Sogra boa é aquela com a boca de aranha

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.


Rockassetes – S.Ne.

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Explica pra galera daqui que ainda não conhece a Rockassetes como é o som da banda?
Rockassetes é rock, só isso. Gostamos de arranjos fortes, de brincar com melodias vocais, letras bem boladas que basicamente falam de relacionamentos e de coisas do dia-a-dia, dos problemas que enfrentamos normalmente, essas coisas. Timbres e ouvidos ligados no que rolava há 40 anos, mas em coisas atuais também, daí dá uma mistura de rock atual com aquela sujeira de antigamente.

Que som vocês curtem?
De Beatles a Teenage Fanclub, um monte de coisa… Weezer, Beach boys, Fastball, Mutantes, Raul Seixas. Cada traz umas coisas de fora também, não só pro som, mas pro comportamento também… Radiohead, Silverchair, bossa nova também, Vinícius, Chico, Tom Jobim! Agora mesmo estou ouvindo Pink Floyd.

Depois do EP (Sistema Nervoso) e do Single (As Flechas), vocês estão preparando algum material novo ? Vão lançar um cd completo ?  ainda vale a pena lançar um cd de fábrica ?
Sim sim!!! Ta pra sair em junho o nosso primeiro disco completo. Mas pra a turnê Nordeste preparamos um EP, com 6 faixas, dentre elas, algumas já gravadas e lançadas em outro singles, e outras novinhas, pro pessoal sair do show e ouvir em casa. Um CD completinho ainda é um bom material para uma banda imprimir sua estética, tentar traduzir pro campo visual a fase que atravessa durante o período de composição e gravação do que o público vai ouvir ali. Claro que temos outras boas ferramentas hoje em dia, como sites na internet, etc. Mas o cartão de visita físico ainda é importante! E é nisso que o disco está se tornando. Além de, pro artista, ser uma forma de reconhecimento mais íntima dada pelos seus fãs, entende? Um fã que vê o show e corre pra comprar o disco ainda emociona o artista.

É a primeira vez que vocês tocam aqui no Recife? É difícil vir tocar aqui ?
Putzz!! Nem comenta… Pra uma banda que ainda não arrasta multidões pros shows é um puta desafio tocar no Recife. Dessa vez conseguimos por causa da força do pessoal da banda Riverside, que está dando uma puta força, realizando o show, e investindo mesmo na história toda. É a 1ª vez em Recife sim…

Vocês conhecem bandas do Recife ? gostam de alguma em especial ?
Conhecemos diversas bandas daí. O pessoal do Rádio de Outono, que já tocou na nossa cidade, é super amigo nosso, o Volver, o pessoal da Riverside e da The Livery’s, que conheceu o nosso som, e tem mantido contato.

Fala sobre essa turnê de vocês pelo nordeste. Onde vocês vão tocar? Qual a expectativa pro Mada?
Cara, vamos rodar todo o Nordeste. Já é um sonho nosso desde algum tempo, mas acho que só agora temos uma certa visibilidade que atraiu algumas cidades. Já abrimos a turnê aqui em Aracaju, num puta show bacana! Agora, Recife, João Pessoa, Natal (no Mada), Fortaleza, Aracaju de novo, e Salvador pra fechar e embarcar de volta pra São Paulo.
A expectativa pro Mada é a melhor possível. 1ª vez de uma banda sergipana num grande festival como o Mada, e muita curiosidade pra chegar em Natal! O clima até agora na troca de contato com a produção tem sido 100%, e tem tudo pra ser uma grande experiência para os Rockassetes.

Aproveita e indica umas bandas independentes brasileiras que vocês curtem…
Começando com nossos conterrâneos, Snooze, que está com um disco muito bom, e Plástico Lunar. Ambas, junto conosco, concorrem ao prêmio Toddy de Música Independente. A Snooze com melhor disco Indie, e a Plástico na mesma categoria que nós, Revelação.
E por aí temos conhecido muita coisa legal, como Vanguart, Superguidis, Macaco Bong. Nesses shows e festivais em vários estados acontece um intercâmbio muito grande, e acabamos conhecendo muita banda boa mesmo.

É isso. Se quiser acrescentar algo, o espaço é de vocês.
Bom, espero que em Recife aconteça o que vem acontecendo em shows e turnês anteriores, onde sempre fomos muito bem recebidos. É isso! Vamos à estrada… Rock it!

Rockassetes é Bruno Mattos (Guitarra/Voz), Leo Mattos (Bateria/Voz) e João Melo (Baixo/Violão).

Mais sobre a rockassetes:
http://www.rockassetes.mus.br

 Serviço:
Rock Reunion
Sexta (27/04/2007) 22h
Local: Zero Um Bar (Prox. ao Burburinho – Recife Antigo)
Preço: R$ 3,00 – Info: 8868.7918 (Celso)
Rockassetes (SE), Canivetes, Riverside e Unlucky Seconds

Rockassetes (foto de divulgação)

Posted sexta-feira, abril 27th, 2007 under Notícias.

3 comments

  1. Gian Henrique says:

    ATENÇÃO: Gian Henrique é na verdade André Intruso, vocalista da banda Intrusos. (Guilherme Moura – RecifeRock!)

    O seu olhar dispara flechas envenenadas ,pobre de mim que nao consigo desviar,mas posso tentar evitar!

    Isso é realmente fabuloso e lindo!Ruim de doer!

  2. Inácio Pinto says:

    Gian Henrique, ruim de doer é a educação que deram pra você cara. Só um conselho: abstenha-se de fazer comentários inúteis e grosseiros como esse da próxima vez.

  3. gostei da entrevista, bacana. Uma verdadeira banda independente.