I Mostra Pernambucana de Clipes

I MOSTRA PERNAMBUCANA DE CLIPES

No final da tarde deste último Sábado (16), por volta das 18h, o coletivo Coquetel Molotov realizou a I Mostra Pernambucana de Clipes na Livraria Saraiva Mega Store do Shopping Center Recife, em Boa Viagem. Como prometido, foram exibidos alguns videos enviados pelas próprias bandas (leia-se poucos, pois deu para notar que muitos não enviaram material) e uma “pré” de alguns nunca exibidos publicamente a exemplo de “Autumm Nights”, do The Dead Superstars, “Träneblut”, do Grilowsky e o interessante “Doce e Salgado”, do Profiterolis. Uma atitude e tanto, pois não faz muito tempo que produzir um videoclipe e em seguida enviá-lo rapidinho para a MTV na intenção do clipe ser executado na TV era indispensável. Mas hoje, já vemos que a prioridade da Music Television Brasileira deixou de ser os videoclipes e, por tanto, as bandas independentes ficaram sem ter onde mostrar suas produções. Mais que isso: ficaram sem direção e um tanto desamparadas.

Entrementes, na vontade de prestigiar e também de apresentar ao público do Recife essa produção mais que local, o Coquetel Molotov promoveu essa mostra. Na platéia, além de artistas locais (entenda-se os próprios produtores e integrantes das próprias bandas que tinham seus clipes prestes a serem rodados), pouquíssimos curiosos interessados em assistir a mostra, já que o público recifense vem se mostrando cada vez mais omisso às produções da sua própria cidade. O espaço Manoel Bandeira da livraria tem suporte para apenas 50/60 pessoas sentadas, e ainda assim muitas cadeiras permaneceram vazias até o final da mostra.

No início “A historia do boi tatau” do Parafusa. Um clipe bem sublime (equivalente a música). Depois a tosqueira (e das mais pesadas, diga-se de passagem) de “Gatinha comunista” dos hereges Geladeira Metal. Um dos momentos que poderia ter sido um dos mais aguardados foi a exibição do clipe de “Tongue”, dos Mellotrons (dirigido por Raul Luna), uma vez que a música marca a primeira fase da banda, a que chamamos de shoegazer. Lembrando que “Tongue” é mais anos 80 que qualquer outra coisa. “Tongue” remete bastante ao pós-punk – palavrinha chic no último, em alta graças a não-tão-novas bandas como Franz Ferdinand, Maxïmo Park, The Killers e Bloc Party. Quanto ao clipe, ele alinha – entre uma imagem corrida e outra – sessões eróticas tal como manda a letra da canção.

Diversas surpresas poderiam trazer novos sentidos para a mostra, caso o público tivesse comparecido, mas não foi o caso. Na seleção de clipes, porém, o time do Coquetel Molotov fez a sua parte, procurando escolher algumas produções que não poderiam deixar de serem exibidas mais uma vez como “Paulo André não me ouve” da banda The Playboys, além, é lógico, de clipes não muito vistos por aqui nas redondezas, a exemplo de “Space Bolero” do Asteróide B-612. A programação, que durou mais ou menos 60 minutos, foi sem dúvida inesquecível para uma minoria que quis presenciar de uma vez por todas e agora mesmo, trabalhos bem feitos. Junta-se a isso, bandas dos mais variados gêneros (Vamoz!, Volver, Conceição Tchubas, Monodecks, entre outros) constando no setlyst. Não tem mistério. É como está escrito no anúncio da divulgação do evento, os critérios para escolher a programação foram, no mínimo, gosto apurado e, em primeiro lugar, criatividade. Bacana, não?

Por Cleyton Brito

Posted domingo, junho 17th, 2007 under Notícias.

17 comments

  1. que pena , eu perdi, !! se tivesse ouvido falar nessa amostra iria com certeza!!!divulguem aqui o próximo…

    valeu!!

  2. keria dizer q o clipe do asteroide b-612 foi produzido por uma das redatoras no site,portanto isso eh marmeladaaaaaaaaa!!!hauhauahuahauh

    :***

  3. se eu soubesse tinha ido =/
    mais não vi ngm nem nada falando disso, queria ter ido =/

  4. tens a lista completa dos clipes que passaram?

  5. Cleyton Brito says:

    Breno… Eu acho que foi a seguinte:

    Parafusa – A historia do boi tatau
    Geladeira Metal – Gatinha comunista
    Monodecks – Reverbera na caverna
    Volver – Miter Bola de Cristal
    The Dead Superstars – Autumm Nights
    Profiterolis – Doce e salgado
    Mellotrons – You ain’t gonna find
    Mombojo – Adelaide
    Grilowsky – Träneblut
    Parafusa – Maria
    Astronautas – Amores Eletronicos
    Asteroide B-612 – Space Bolero
    Mellotrons – Tongue
    Profiterolis – Sapatos coloridos

    Teve ainda Conceição Tchubas, mas não me lembro qual foi o video

  6. 18 dias para atualizar. vcs bem que podiam vender o nome “reciferock” para alguem que tivesse mais interesse em manter o site,ne?

  7. deletaram meu comentário, mas o que eu tava dizendo é que o cleyton copiou o texto do release do site do coquetel molotov. se passar a jornalista de ctrl+c e ctrl+v não rola

  8. céééus, foi uma pena eu ter perdido
    até soube no evento, mas no fim, não pude ir =P
    e que outras mostras sejam realizadas aqui! =)

  9. Cleyton Brito says:

    Fernandinho, não deletaram o seu comentário… eu mesmo CLEYTON BRITO deletei o seu comentário, pois não queria considerar. Mas acho que deve ser esse o texto que segundo você eu copiei:

    Coquetel Molotov realiza mostra de videoclipes na Saraiva

    Há alguns anos era inevitável uma banda independente fazer um videoclipe e enviá-lo direto para a MTV na esperança de vê-lo passar na televisão. Mas hoje, uma vez que o foco da MTV não é mais os videoclipes, as bandas independentes ficam sem ter um rumo certo e principalmente um lugar onde exibir seus trabalhos audiovisuais.

    Sem contar com altos investimentos para a produção destas pequenas obras cinematográficas, as bandas independentes apelam para a criatividade na hora de casar sua música com outras imagens. Com a liberdade que os softwares de edição de hoje dispõem, os diretores podem tanto utilizar imagens antigas de domínio público (do site http://www.archive.org), quanto ainda trabalhar com imagens caseiras.

    Então, procurando valorizar e, principalmente, exibir ao público essa produção artística, o Coquetel Molotov promove na Saraiva Mega Store, do Shopping Center Recife, no dia 16 de junho às 18h, a I Mostra Pernambucana de Clipes. Uma boa oportunide para o público conferir de uma só vez e ao mesmo tempo, bons trabalhos em formato de videoclipe das bandas independentes pernambucanas. Grupos dos mais diversos estilos estão na programação.

    Na seleção de clipes, a equipe do Coquetel Molotov procurou escolher clipes pouco vistos e exibidos, além, é claro, de algumas produções que não poderiam deixar de ser (re)vistas. A programação, que dura em torno de uma hora, conta ainda alguns vídeos inéditos como no caso de “Tongue”, do Mellotrons, “Doce e Salgado”, do Profiterolis (foto) e “Maria”, do Parafusa.

    Igualzinho, não? Procure outro argumento para tentar me rebaixar, pois esse de “se passar a jornalista de ctrl+c e ctrl+v” não é relevante amigo. Entretanto, o que acontece é que essas são as mesmas informações. Afinal, foi o que o CM propôs a promover essa mostra. Bem, falem o que quiser… o comment é um espaço feito para os leitores do Recife Rock…

  10. Fui,vi e gostei.

  11. Não é verdade, quase todas as cadeiras estavam cheias… Alias, tenho me surpreendido com a quantidade de pessoas que têm comparecido nos nossos projetos na Saraiva. Cara, a primeira vez que realizamos um evento lá deu 5 pessoas!!! A mostra de vídeos deu exatamente quantas pessoas deveriam ir para um lance desses no Shopping Center Recife… Eu amo o local, mas sei que é complicado para alguns irem num sábado ou domingo à tarde (e muitos odeiam shoppings – entendo completamente!). Nos shows normalmente lotamos o local. Bem, eu acho que tem muita coisa boa rolando em Recife e o público está cada vez mais de parabéns. Eu digo baseado na minha experiência apenas, claro. =)

  12. Andre Intruso says:

    Eu quero é novidade…

  13. cleyton,o problema não é esse. você parece que só sabe escrever copiando. no outro texto colocou um verbete inteiro do wikipedia falando de barcelona. só depois que bruno falou é que vc corrigiu no texto dizendo que não era seu. escrever assim é bom demais. ainda quando se copia praticamente um release e diz que é uma cobertura.

  14. TRANEBLUT, du bist schon!!!

  15. Andre Intruso says:

    Acho interessante quando o texto é montado por perecepções proprias.

  16. Andre Intruso says:

    percepções..

  17. Gostei da briga pela autoria do texto!!! e isso aí pessoal, vamo lavar roupa suja em público. Bom , para que o público compareça é preciso divulgação. Para que a cena cresça é preciso união.