Tapa na Orelha – A patrulha ideológica não morre nunca

Minha tia foi a primeira mulher no Brasil a ser torturada pelo regime militar brasileiro. Entre outras barbaridades pelas quais teve que passar, foi estuprada por vários soldados na frente do noivo. O motivo? Panfletagem. Estava na rua distribuindo panfletos que divergiam dos ideais praticados pelo governo de então.

Minha mãe também foi presa naquele período. O crime dela foi considerado mais leve. Ela contribuía finaceiramente com o PC do B. Passou uma temporada na cadeia, mas teve mais sorte. Não chegou a ser torturada.

Tudo isso por defenderem idéias que estavam fora do senso-comum vigente, por expressarem opiniões que eram desfavoráveis ao regime militar.

Hoje fico me perguntando: será que as coisas mudaram? O simples fato de expressar uma opinião diferente das dos fãs de determinada banda faz de você o pior sujeito do mundo. Parece até caça às bruxas. O gosto dos fãs é tão “perfeito” e a sua querida banda é tão “acima do bem e do mal” que quem ousar falar mal dela, ter outra opinião, é atacado como se fora um inimigo, alguém que é digno de pena e que merece as profundezas do inferno. Apenas por expressar uma opinião.

Eu de fato pouco me incomodo com os comentários no RecifeRock! Se eles me incomodassem, eu simplesmente os apagava, pois tenho ferramentas para isso. Mas acho que eles (os comentários) servem acima de tudo como direito de resposta do leitor. O que me assusta é a tendência xiita, radical, que beira ao fascismo de alguns fãs. A democracia é (ou deveria ser) justamente isso: a liberdade de cada indivíduo expressar o que bem entende, certo ou errado. E, a partir disso, a construção de um debate. Mas fãs não gostam de debate. Gostam de cordeirinhos que concordem de olhos fechados com o seu “tremendo e irretocável” bom gosto. “Quem não gosta do que eu gosto não presta”, parece ser a mensagem por trás disso tudo.

É uma pena que tanta energia e ódio sejam desperdiçadas por causas tão bobas. Eu queria ver o mesmo empenho e afinco desses fãs em questões sociais e relevantes tais como: meio-ambiente, abismo social, política, trabalho voluntário, vontade de mudar as coisas, o governo ou o planeta….

Mas não. Preferem destilar seu ódio a quem não compartilha de seu “gosto impecável e superior”, e não aceitam uma opinião divergente. “Coisa de raros”, dizem os privilegiados por tamanha “sensibildade” e “bom gosto”. “O gosto perfeito e superior, pois é o meu….”

Eu e vocês (fãs) temos sorte. Podemos falar o que der na telha que não seremos presos, torturados e mortos por causa disso. No fundo tenho pena da minha tia e da minha mãe, que foram presas para que as gerações futuras (eu e vocês) pudessem se expressar livremente sem sofrer represálias por causa disso. Uma pena que a maioria dos fãs tenha uma tendência fascista e nem se quer tenha consciência disso. Guardem sua ira para causas mais nobres. E muito cuidado com a intolerância: Hitler e Mussolini foram “apenas” subprodutos da intolerância. Não caiam na mesma armadilha…

Abraços e paz!

Posted domingo, outubro 7th, 2007 under Tapa na Orelha.

70 comments

  1. Eu gosto muito do som do Teatro Magico, gosto das letras, enfim… talvez seja porque eu ainda tenho meus “18 anos” =D

    Mas acho que esse fanatismo todo realmente beira o facismo, e tambem queria ver esse fanatismo em causas mais nobres como voce mesmo disse!

    Gostei do seus textos! embora eu goste do TM, eu sei ser imparcial, e sei reconhecer quando alguem eh!

  2. Brilhante, meu caro!

    Eu costumava ir nas apresentações do Teatro Mágico antigamente, acima de tudo pela energia boa que rolava entre os fãs.
    Contudo conforme a banda foi crescendo os fãs foram mudando, e aos poucos os shows e a comunidade da banda ficou infestada de adolescentes autoritários, fanáticos e dispostos a defender a banda acima de tudo, sem ao menos considerar qualquer crítica! Como você disse, eles se acham os raros, os cultos que conseguem enxergar a arte! Além de se considerarem suberversivos e isso se extende a toda a banda.

    Mas uma coisa não podemos negar, o Fernando Anitelli, responsável por isso tudo, é um publicitário e tanto. Desenvolveu um discurso político que atinge as massas adolescentes com mania de se revoltar e leva milhares de fãs a entorarem seus versos fracos como se fossem a poesia mais linda do universo.

    O que me dá esperança é a crença de que isso é moda! E como tudo na vida, vai passar…

    Parabéns pelos textos bem escritos e pela ousadia de se colocar contra a milhares de fanáticos com 50 pedras na mão, isso sim é para raros. ;)

  3. E o pior é que não são só os fãs mesmo!
    Recentemente os moderadores da comunidade do TM no Orkut, que são a maioria componentes da produção do TM, deletaram tópicos e baniram pessoas que tocavam no assunto da saída mal explicada de vários integrantes.
    Até hoje se alguém ousar tocar nesse assunto virão vários babaquinhas (geralmente os mesmos) que acham que são engraçados, acham que são sarcásticos, inteligentes, cultos, enfim, acham que são qualquer coisa que não são, e irão ridicularizar a pessoa que escreveu.

    Mas também acho que essa porra vai passar, se Deus quiser!

    Vão ler um livro seus troxas!

  4. Bom…vamos lá
    não quero me alongar muito..acho que tem uma série de disputas colocadas neste site que o organizador expertamente só escreve nos comentários; como falar mal da prefeitura, da luni, Silvério Pessoa…enfim.
    Vou me ater a um ponto agora: Democracia e Liberdade de Expressão. Certamente, o autor deste site não faz a menor idéia do que significa estes conceitos… normal, no jornalismo vulgar é assim, vc não aprofunda nada…lê rápido sobre as coisas, para depois poder fazer algum comentário cretino.
    É o que nosso coleguinha aqui fez
    Imaginem ….que falta de noção da vida e do mundo, comparar os fãns que defendem um trabalho musical a facistas!!!!Hugo, vc não tem a menor idéia do que foi o facismo, ou simplesmente não tem a menor idéia do conceito de liberdade, a ponto de acusar publicamente de assassinos as pessoas que se preocuparam em escrever no seu site chapa branca.
    Tem uma outra possibilidade tb, que é o fato de ser mais um jornalista razo e sem conteúdo, que acha q pode falar essas atrocidades e compara-las ao nosso público.
    críticas são normais
    mas o que o Hugo faz aqui são comentários grosseiros e ignorantes a respeito do público, sem fazer a menor idéia do que seja o facismo, ou mesmo a ditadura militar…tadinho….se soubesse …jamais teria dito as besteiras que falou…agredindo os fans e sua prórpia família (a historia da vó e da mãe deve ser factóide tb)
    bicho….isso aqui ta mais pra Nelson Rubens do que qq outra coisa

    bjunda

    Gustavo Anitelli – produtor geral do projeto apresentado por Fernando Anitelli e a trupe do Teatro Mágico

  5. Hugo a questão não é o que se dis, mas vc ocmo joirnalisat,a deve saber que muito mais importa a forma como se diz do que o que se diz, ou vc faltou às aulas de Teoria da COmunicação?
    eua cho que vc foi infeiz no tom que usou, e em gneralizar os fãs da “determinada banda” tudo bem vc falar o que vc qsr são as suas impressões e ninguém tem nada com isso o que não é certo é vc atacar diretamente os fãs dessa ou daquela banda, tudo bem vc comentar a respeito de uma banda mas eu acho que que o dever de um jornalista, pelo menos os decentes, é ser imparcial.

  6. você defende seus textos, como os fãs defendem suas bandas [4]

  7. iso ta parecendo serio
    agora coloca a música do Rock Balboa ai
    Survival-

    e deixa o pau comer souto

    e ai T. M é bom ou não?
    rsrrsrrsrsrssrs

  8. luciana Poroli says:

    kkkkkkk só rindo mesmo…

  9. Antonelli Vargas says:

    Estou chocada com o que li aqui, um absurdo!!!!
    Enquanto um verdadeiro artista como Maestro Duda está a mingua, pelo crime de não ser do PT, o trio Lula, Silverio e Roge saqueiam a verba publica com projetos que só servem mesmo a seus bolsos, instalando assim um grande CURRAL CULTURAL, em que todos tem que comer na mão deles. nunca mais ouvi um artista criticar nossa prefeitura. Será que está tudo bem mesmo? E a violência que campeia, é culpa do Papai Noel?
    Esse Gustavo Anitelli(mais um produtor cheio das lábias e inventor de factóides musicais) é parte interessada em defenestrar o site pois tem uma banda que pertence a esse curral cultural, mais um esperto que inventou um pega bôbo cultural.
    Abram o olho gente, que a grana de nossa cultura deve ir para a mão de quem realmente tem talento e já fez por nossa cultura e não na no bolso de pessoas que nunca mostraram a que vieram e só fazem falar palavras bonitas e arcabouços de oratória. Esse trio é realmente desprovido de qualquer talento artístico, mas manipulam como poucas vezes vi a opinião de muita gente. É cantor sem sucesso e público, cantor desafinado e sem carisma, apresentador sem Ibope mas com muita grana pública mantendo um programa demagôgo e sectário, enfim,é muito triste!

    Abram os olhos Pernambucanos pois isso já passou dos limites!

  10. Huuuuuugo querido…
    conseguiu o q queria ein..
    saaaca a repercussao q sua “critica” gerou…

    sintasse amado…ou odiado ^^

  11. Hugo, seu primeiro texto foi agressivo sim.
    Comparações facistas…
    Chamá-los de amadores… dizer que empobrecem a poesia, a música…

    Li o que a Folha de São Paulo publicou sobre o Mombojó; assim como o que a veja sobre o T.M, Mombojó e Moveis de Acaju.
    Aprecio bastante tb o Mombojó e, não gostei o que eles publicaram sobre eles. Assim como não gostei do que vc publicou sobre o T.M!

    Como eu havia dito respeito a sua opinião e, concordo que vc tem direito de expressá-la da forma que quizer, mas que essa forma, seja de uma maneira JUSTA em criterios e opiniões!!!E com fundamentos sérios e verdadeiros, não em cima de algo que vc mal conhece.

    Maturidade? A-haha, não sou eu que saiu criticando o que não conheço como um moleque que só porque achou feia a cara de alguém sai criticando aquela pessoa sem conhecer o resto.

    Critique, exponha o que pensa de forma justa com fundamentos sérios!

    abraço

  12. Ah… e em momento algum me julgo superior.
    Gosto músical pra mim não passa de gosto músical!Pra mim é preciso bem mais que isso pra falar sobre alguém.
    Garanto que não me dei ao trabalho de deixar comentários no seu site pelo simples fato de vc não gostar do T.M e me achar superior e sim pela forma que vc se expressou, essa sim diz um pouco sobre alguém!!!

    abraço

  13. andré barbosa de barros says:

    aí cabeça, primeiramente expresso aqui meus pêsames a sua tia. discordei de pouquíssimas do seu texto,mesmo
    assim sendo, não tratarei delas aqui.
    gostaria mesmo de me dirigir ao tal do sal,do seu,do sol,do céu,do só,do sí,do lá,do mí,do fá,do dó -dá dó-sei lá,é tudo com ésse e soa,bom soul,eita, “som”,primeiro
    :som, vc sua? ; o cara veio envergando uma verborragia técnica apurada e …pou!cagou no pau né
    sustenido? pôrra sou! abre aspas,Gostaria de encontrar mais informações nas críticas que leio e não apenas os sólidos que provocaram esse vômito!!!
    palavras do ré,óóóóóóhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh. menor,vc blasfemou acorde,pôrra arranjos,explique para mim e para todos,especialmente pra eu sono,quando é q a simplicidade seria nociva,numa região analfabeta e mal alfabetizada como a nossa e quando é q ela seria
    nociva numa região alfabetizada e bem alfabetizada,sono?

  14. andré barbosa de barros says:

    …pouquíssimas coisas…-corrigindo.

  15. Não me causa estranheza alguma perceber a total pseudo-eloquência do rapazinho que escreve o que quer, que fala do que entende, que coloca o sofrimento da mamãe e da titia durante a ditadura militar, como pano de fundo para seu discurso tão desprovido da democracia que as “tadinhas” delas deram o sangue pra que hoje, nós pudessemos desfrutar.
    O discurso do rapazinho burguês é um banho do que se classifica como DICOTOMIA. O cara vai defender uma idéia negando-a ao mesmo tempo. Louco, infantil, imaturo e na fundo, fruto do seu total desconhecimento. Ou melhor, do seu conhecimento enlatado. Sua mente é pequena, suas idéias são pequenas, seu comportamento diante do outro e do gosto musical do outro, é tão reacionário quanto o pensamento que motivou os militares a baterem na mamãe e na titia dele. Defende democracia é faz mau uso do espaço que tem para DESRESPEITAR os outros, seu bom ou mau gosto. Que te importa? Você não é pago pra julgar, classificar ou criticar. Você nem tem competência para tal. O dinheiro que paga suas contas está sendo muito mal empregado…muitíssimo.

    Um conselho: Estude mais, leia mais, ouça mais, veja mais, sinta mais, saía do enlatado, do pausterizado, saía da comunicação massificada, tenha sua própria opinião sobre as coisas, mas sobretudo, tenha argumentos para defendê-las. Se não os tiver, faça-nos e faça-se o favor de guardá-las a sete chaves com você. Isso vai evitar que a cada dia, mais e mais pessoas tenha a mesma impressão que tenho de você: Um tolo!

  16. Realmente poucos gostam de ouvir verdades. Como tem gente mal amada nesses comentários, coisa de doido!

    Hugo deu um banho de verdades encima de alguns infelizes. Concordo com quase tudo que Hugo falou. Está de parabens ele e esse site independente, um dos poucos que fogem da hipocrisia e puxasaquismo. Sou fã de voces Recife Rock!

    (e essa turma que quer ter razão falando dificil hein? Com complexos de ditadura, vivem ainda desse discusso velho e requentado. Ou o cara é de esquerda ou reacionário)

    Dá pena!!

  17. o último a sair, apague a luz por favor!

  18. ué, acabou a arenga foi?

  19. Justin Meadows says:

    ktf7n2irbh6qehhh

  20. São as 7 Profecias Maias se cumprindo…