Cobertura: Pátio do Rock 2007 – Noite Rock

Primeira e significativa constatação: incrível como melhorou o nível das bandas nesta quarta edição do Pátio do Rock. E, mais inacreditável ainda, impressionante como cada show conseuiu sempre superar o da banda que se apresentou antes, resultando numa linha crescente que parecia não ter mais fim. Ultralev foi bom, Novanguarda foi muito bom, Erro de Transmissão foi ótimo, River Raid foi impecável e o Vamoz! fez simplesmente o melhor show de sua carreira. Aliás, trata-se hoje da melhor banda de Pernambuco (quem quiser que chie à vontade).

Só duas coisinhas: o público que compareceu foi bem escasso, e as bandas novas precisam se dar conta da importância de ter um técnico de som próprio. Ele faz toda a diferença.

Foi o grande pecado da Ultralev. Banda ainda verdinha, mas bastante promissora, passou o show inteiro brigando com o som precário do palco. Ainda assim conseguiu dar a volta por cima, muito por conta do carismático e talentoso vocalista/guitarrista Josué Fly (antigo batera da banda). Despejaram boas canções que têm como base a jovem guarda, modernizada por guitarras mais pesadas e uma pegada bem interessante. Desafinaram e perderam o prumo em alguns momentos, mas boas canções como “O Grande Personagem”, “Acorde pra Viver” e “Tudo de Novo”, todas com ótimas letras, garantiram a eles o saldo positivo.

Depois foi a vez do surpreendente Novanguarda, de Floresta. Trio competentíssimo, ele adiciona peso à fase “cabeça” do Los Hermanos. Simplificam ao máximo o que os barbudos faziam, adicionam vocais melodiosos e uma guitarra gritada que contrasta com as letras de “cunho bolerão”. Belo show.

A grande revelação da noite, e se duvidar do festival, foi a Erro de Transmissão. O fato é que Isabel Feitosa (Voz), Carlos Lima (Baixo), Maíra Fischer (Guitarra) Anderson Gustavo (Guitarra) e Mariana Sabino (Bateria), apesar de muitos novos, já possuem uma sonoridade bem madura: paredes de guitarras que servem de fundo para a excelente Isabel Feitosa deitar e rolar nos vocais. O charme de ser uma banda com três mulheres e dois homens só reforça o apelo estético que suas canções contém. As referências mais óbvias são Radiohead e uma cacetada de guitar band, tudo muito bem composto, ensaiado e executado. Me arrisco a dizer que é uma banda pronta para tocar em qualquer festival. Seguros no palco, ótimos músicos, carismáticos e talentosos, eis aí uma banda que tem tudo para ir longe.

Aí veio o River Raid, que conseguiu fazer um show ainda melhor que o do Erro de Transmissão. Transbordou experiência, com um som “cheião” saindo das guitarras, uma pegada assustadoramente rock e uma porrada atrás da outra, sem dar trégua para o público. Fica até difícil de entender o que leva a banda a não alçar vôos mais altos. E mais incompreensível ainda o fato de fazerem tão poucos shows. O de ontem foi de uma harmoniosa barulheira que poucas bandas são capazes de produzir.

Escrever o que sobre o Vamoz!? Que melhoraram o que já era sensacional? Que estavam instigadíssmos? Que usaram cada metro quadrado do palco como jamais fizeram antes? Que Gomão parecia a própria encarnação do demônio roqueiro? Foi uma verdadeira avalanche de guitarras e estocadas violentas de Pedrinho na bateria, algo que deixou todos boquiabertos no Pátio. Até os velhos bebuns que sempre se encontram por lá. Em determinada hora, Gomão chamou um dos velhos loucos. Pegou dele uma garrafa de guaraná Frevo atolada de cachaça, deu umas três goladas, sentou no palco, passou o microfone para o sujeito e disse “fala que eu te escuto”. Entre o pouco que deu para entender do que ele falava, ficou marcada a seguinte frase “o negão ali não precisa ser tão violento. Não precisa de violência”. O “negão” em questão era Pedrinho, baterista da banda. E a reclamação era a de que ele tocava de forma violenta demais. Cada figura que aparece…

Henrique e Gomão duelaram, rasparam suas guitarras nas caixas de som, tocaram a versão mais envenenada que já fizeram para “Beside”, que fez com que todo mundo deixasse o pátio de queixo caído, inclusive quem já conhece a banda há tempos. Inesquecível! Não viu? Então confere o set list deles abaixo e veja o que você perdeu. Meus ouvidos estão zunindo até agora…

Set list Vamoz!

1 – You Are Right
2 – Big League
3 – Target of Rock
4 – Rock Me
5 – Fleting Songs
6 – Hopeless Case of a Kid in Denial
7 – Beside
8 – Damned Rock
9 – Beside
10 – Sweet n’ Sour
11 – The Sun Comes Up

p.s. Na lista ainda tinha Heart of Gold (Neil Young) e Letter, que acabaram ficando de fora devido ao fator tempo… .

Posted sábado, novembro 24th, 2007 under Coberturas.

28 comments

  1. A noite foi rock, como deveria ser!

    :D

  2. foi muito legal o show…
    bandas de primeira…

  3. Caralho, Hopeless Case os a Kid in Denial? Foda!

  4. o rock and roll de alma lavada em recife!!

    puta que pariu!!

    daqui a uns dez anos vão dizer!!!

    porra!!!!
    aquela cena de 2007 era massa!!
    rsrs

  5. Pois é, recife de fato é um caldeirão.Erro de transmissão me encantou.Parabens

  6. “Me arrisco a dizer que é uma banda pronta para tocar em qualquer festival.”

    Go EdT.

    Melhor show, sem dúvidas.

  7. achei os shows muito massa…
    mas achei exagero dizer que a erro foi a revelação da noite…
    a banda é muito verde…
    as músicas são muito parecidas…
    a mesma pegada em todas…
    mas o vocal foi o melhor da noite…

  8. a River é muito boa…
    tbm..
    muitos anos de experiência…
    os caras sabem oq faz…
    equipamento pró…
    SOM MUITO BOM…

  9. com já disseram no comentário…achei a Ultralev bem verdinha…mas poxa…uma música diferente da outra,tornando um show diferenciado…adorei as letras…peguei um panfleto,dei um lidinha na letra aurora…achei muito legal…sem contar com a presença de palco deles…
    próximos shows eu vou…

  10. a Novanguarda já era de esperar um ótimo show…
    eles tem uma pegado muito boa na guitarra…
    os caras tem uma boa sacada de música…
    PARABÊNS CARAS…

  11. Lucas Medeiros says:

    classico

    classico

    classico…

    noite historica,
    a nova safra da musica pernambucana…

    agora é so espera o que esta por vim deles.

  12. Ultralev Dia 30 no Bar do Barata as 22:00 hrs….

  13. Júlio Ferraz(Novanguarda) says:

    Pô não tenho do que reclamar da noite!!!!
    Não consigo nem reproduzir tal felicidade por ter passado pelo patio com bandas tão talentosas,acho que foi o mais correto a ordem crescente em competecia.Mas acho que o mais real porem ainda não tão explicito para alguns ouvidos é como esta crescente a cena rock pernambucana.

    Parabens a todossss!!!!!!

    Aproveitar e deixar um recadinho rapido;
    Para a galera que procurou nossos 2 singles na noite e não adiquiriram pois esgotou todo o estoque,ta p sair um box duplo com singles e bisides nossos com alguns bonus,esta sendo prensado e acredito q sai agora em dezembro.

    Valeu mesmo, pela competecia do festival do publico e jornalistas em geral!!!
    Todos ajudaram a fazer dessa noite um verdadeiro espetaculo!!!
    abração a todos!!!!

  14. SEM DÚVIDA, VAMOZ! É A MELHOR BANDA DE PERNAMBUCO NA ATUALIDADE!! QUEM NÃO CONHECE, COMPRE O DISCO, OUÇA, VEJA O DVD, VÁ AO SHOW, QUE É MUITO ROOOOOCK! E OS CARAS SÃO MUITO GENTE BOA, PRINCIPALMENTE GOMÃO! VIDA LONGA AO VAMOZ! E ROOOCK!!

  15. Na moral, desde o show de volver, lá mesmo no pátio,
    nenhuma outra Banda tinha me encantado tanto, quanto a novanguarda, e a erro! Achei muito Perfeito!!

    A erro tinha uma maneira toda deles de passar um som estrondoso, mas ao mesmo tempo lírico! botaram pra lascar!! ameeeei!!!

    a Novanguarda tem um som poetico e … quase indescritivel!!

    as letras são maravilhosas e os arranjos são fuderosos!!
    sem contar os caras que são pessoas maravilhosas e sem frescura!!

    Gostaria muito se sacar uma entrevista com a galera da Banda… ates que eles estorem de uma vez e num tenham tempo pra dar entrevistas!! hehe

    “eu fui andando e percebendo que você ainda via, razões para nós doooois…”

  16. O clipeeeee de Razões para nós dois sai quando???

    amei a musica!!! aaaaaahhh!

  17. Eu achei a noite, no patio do rock um show, todos mbandas foram otimas, porem a NOVANGUARDA me encantou, pois as letras das musicas (Júlio Ferraz) são otimas, alem de ser um otimo trio. Essa turma vai longe.

  18. Ultralev banda massa, bom som!
    Dale meu amigo simpatico Fly!
    E o palhaço guitarrista Ivo!!
    xhaisxhhaxauxiaxsa..
    eh isso awe galera!

  19. Não pude ir pra esse show, mas tenho certeza que a Erro detonou, como SEMPRE!

    Pessoal muito talentoso, seguro…e faz rock com vontade! Fico feliz em ver a valorização da banda e as críticas positivas à EDT!!!!

    Parabéns Bel, Maíra, Carlos, Anderson e Mari!!!!

  20. Pouuuuxááááá

    muito massa a novanguarda!!!

    eu queru maaaaaaaaaaaaaaaaaiiiixxxxx!!!

    achei perfeito o show e as letras!!

    beijos a todos!!!

    Aninha!

  21. Achei o show da Erro de Transmissão muito fraco, não me empolgou em nenhum momento. Já os shows de River Raid e Vamoz chegaram perto da perfeição(se o público fosse maior seria perfeito). Eu fui pra ver River Raid e foi muito melhor do que eu esperava, foi uma pancadaria atrás da outra com aquelas 3 guitarras. Time Up e Experiência foram as melhores do show. E show da Vamoz foi fuderoso, só isso que eu tenho pra falar do show deles.

    P.S. Quando o coroa falou “o negão ali não precisa ser tão violento. Não precisa de violência”, ele não estava se referindo ao baterista e sim a um imbecil que tava com um grupo de amigos vendo o show e ficou dando tapa e murro no coroa.

  22. Esclarecido, Santos. Eu tava sem entender até agora =)

  23. “Me arrisco a dizer que é uma banda pronta para tocar em qualquer festival.”

    adorei a frase!

    muito massa o show da Erro..

    — fiquei triste pq não pude chegar a tempo do show da Ultralev.. imprevistos!
    Os meninos de Floresta detonaram!
    Os dois últimos shows.. não posso comentar o que não se tem o que comentar!
    Não gostei! Para mim foi simplesmente barulho.

    Mas tem gosto e espaço para todos, neh?!

    o/

  24. Só senti falta de uma coisa na banda Erro de Transmissão: o espírito rock.

    Passou looooonge…

    Curti muito River Raid e Vamoz! Aí, sim, o rock tomou conta.

    As outras duas eu, infelizmente, não vi.

  25. Vamoz! é??? Me lembro qdo o RR fez a resenha do “Damned rock and roll” e de cara o indicou como disco do ano em PE. Mais uma vez o RR tava certo!!!!
    Os shows atingiram o ápice da perfeição, os caras estão mais azeitados do que nunca. O prazer q temos, é q esta turnê começou aqui no agreste, e eu q não sou besta coloquei “Target of rock” pra abrir a coletânea do Capibaribe in Rock….esse caras vão longe!!!!
    Como diria meu brother Gomão:Roooooooock!!!!!!!!!

  26. ACHEI IRADO O SHOW,PRINCIPALMENTE A NOVANGUARDA DE FLORESTA,ELES MOSTRARAM QUE ENTENDE DE ROCK,AMEIIIIIIIIIIII. O JULIO FERRAZ BOTOU A GUITARRA PARA MIAR.BEIJOS A TODOS E MUITO SUCESSO…

  27. Bom… por motivos de viajem não pudemos estar presentes nesta edição do Pátio do Rock, para prestigiarmos muitas dessas bandas novas que conheçemos e torcemos!
    Enfim… li a crítica e preciso dizer que estou orgulhosíssima da Erro de Transmissão (banda que acompanhamos desde os primórdios) pelos elogios que estão recebendo tanto do pessoal do Reciferock como de outros que compareceram e nos falaram como tinha sido!
    É assim que deve ser… é não desistir nunca e tentar cada dia mais se superar, e fazer, principalmente, música com o coração e com a alma!
    Parabens a todas as bandas e a produção pelas escolhas!
    ^^
    Iana.

  28. marcos vinicius says:

    quando vcs vão aprender o que é musica??? FOI UM ERRO colocar a banda ERRO como revelação……..que triste.