Entrevista – The Sinks

The Sinks (RN)

O potiguar The Sinks é uma das bandas novas mais legais a surgir no Nordeste nos últimos tempos. Com simplicidade e ao mesmo tempo ousadia de colocar para dialogar em seu som nomes como Weezer, Ramones e Nirvana, a banda se apresenta sexta-feira, dia 11, no Abril pro Rock. Conversei por e-mail com o baixista Anderson Foca, que falou da sonoridade da banda e de como será o show deles no APR. Em tempo: Foca, figura das mais importantes no universo independente do Brasil (é dono do Festival DoSol e do selo de mesmo nome) será palestrante amanhã (quinta-feira, dia 10), na Livraria Cultura, a partir das 16h, dentro da programação de palestras do Abril pro Rock. Vale a pena conferir.

Esperava que o The Sinks fosse convidado para tocar no Abril pro Rock com tão pouco tempo de carreira?
Eu realmente não esperava que isso fosse acontecer. Mas calhamos de fazer três bons shows em seqüência no Recife no final do ano passado e acho que isso foi determinante para o nosso convite. Acho que nosso trabalho dando o disco de graça no site do nosso selo e trampando pesado com as mídias gratuitas (youtube, last fm, myspace, entre outras) acabou gerando um rápido reconhecimento para a banda.
Como você definiria o som do The Sinks?
O Sinks é uma banda de rock direto, gostamos de punk77 Ramones, Clash, MC5. Gostamos também de coisas mais novas como Weezer, Danko Jones e por aí vai. Acho que quem ouve o som nota sinceridade e simplicidade. O fato de sermos um trio também deixa as coisas menos “firulentas” e mais centradas. É por aí!
Qual a relação da banda com o Chuck, do Forgotten Boys?
O Chuck curtiu o Sinks desde o início. No nosso primeiro ep ele fez uma mixagem alternativa de todas as músicas. Na tour que fizemos com o Forgotten Boys no final do ano passado ele participou tocando metade do nosso set e um pouco antes foi responsável pela mixagem do nosso mais recente ep, chamado “HardLife Blues”. Nesse trabalho ele faz backing vocals, bota guitarras adicionais e tudo mais. A gente é bem desencanado com isso. Queremos mesmo é trocar experiências com quem admiramos e gostamos, e o Chuck é dessa vibe também.
Estamos indo fazer shows em São Paulo e Goiânia logo depois do Abril Pro rock e ele vai tocar bateria com a gente em algumas datas que o nosso baterista oficial, o Marcelo, não puder ir. Vamos aproveitar também e mixar mais um ep com ele! Parceria total!
Você também lidera a banda Allface. Quais as principais diferenças entre o Allface e o The Sinks?
São duas bandas bem diferentes. O Allface é um projeto totalmente meu cantado em português e tem outra vibe. O Sinks tem muito de Dante (guitarra e vocal) e Marcelo (bateria). Acho que a banda viveria bem sem mim, mas sem eles acho que não rolaria mesmo eu sendo o compositor de quase todas as músicas junto com Dante. A diferença básica é essa!
Como será o show do Abril pro Rock?
Nossa, insanidade, bicho! Teremos entre 20 ou 25 minutos e quero tocar dez faixas nesse tempo. Nem que aceleremos as músicas! ahahahaha. É um sonho, né, cara? Tem Bad Brains no dia, tem noção? Para mim que cresci ouvindo isso é surreal, inacreditável. Tento tocar no APR há pelo menos 10 anos e se tivesse que escolher uma edição para tocar com certeza seria essa.
Se quiser acrescentar algo o espaço é seu!
Bem, se for em tempo quero convidar todo mundo para a palestra que darei junto com o Rafa do Heyho quinta-feira às 16h, na Livraria Cultura, no Paço Alfândega. E não precisa nem dizer, né? O cara que é roqueiro e tem camiseta preta de banda só tem um lugar para ir esse final de semana que é o Abril Pro Rock, sem dúvida o evento mais importante do calendário nacional de bandas independentes. Se não for nem venha me dizer que é roqueiro que eu não vou acreditar, eheheh!

escutem: www.myspace.com/rocksinks

Serviço:
Confira a programação completa do Primeiro dia do Abril Pro Rock 2008

Posted quarta-feira, abril 9th, 2008 under Notícias.

3 comments

  1. Cara, desculpa usar teu post pra isso mas agora que descobri que o Recife Rock virou blog tenho um elogio pra fazer: vocês ganharam pra caralho com o visual viu? Finalmente um troço bonito no ar… ^^

    Boa sorte ai nessa nova jornada. E cuidado porque jornalista blogueiro sofre preconceito, com excessão dos renomados. Se é que tem algum ai.