Macaco Bong Grátis no Recife Antigo

release:
Realejo Frenético – Macaco Bong GRÁTIS no Recife Antigo

O Macaco
Bong
gostou de Recife. Recife gostou do Macaco Bong. Sábado, 18, os caras
se apresentaram na segunda edição do Quintal do Lumo, no Quintal do
Lima e, como diz a expressão, não deu pra quem quis. Depois da
repercussão, o que teve de gente triste por ter perdido o show não foi
brincadeira. Então o Lumo Coletivo deu corda no realejo, para esses
macacos espertos fazerem seu espetáculo na rua, dando uma chance pra
quem não foi e mais uma graça pra quem estava lá. Nessa sexta (já!)
eles vão tocar em frente ao Bar Casa da Moeda, no Recife Antigo.
G-R-Á-T-I-S, meu amigo. Não tem nem um chapeuzinho amarrotado
circulando ávido por sua moeda.

Pra completar, ainda tem
a banda Mandala no interior da Casa da Moeda, tocando antes e depois
dos Bongs.

Serviço:
Show do Macaco Bong em frente ao Bar Casa da Moeda
Sexta, 24 de outubro, às 23:30
Rua da Moeda, Recife Antigo

Posted sexta-feira, outubro 24th, 2008 under Notícias.

19 comments

  1. Alexandre Morais says:

    Que banda boa da porra!!!
    Fui já pra 2 shows deles, vale muito a pena!!!

  2. E hoje ainda tem shows com 4 bandas na Praça do Arsenal:

    FESTIVAL MÚSICA RECIFE – 24/10
    SEXTA-FEIRA

    20h – Malvados Azuis
    21h – A Comuna
    22h – The Dead Superstars
    23h – Mellotrons

  3. Depois da praça do arsenal, todo mundo rumo à rua da moeda!

  4. esses doidões são muito bons mesmo!

  5. Lenne Ferreira says:

    Onde é que a gente encontra o CD dos caras do Macaco heim?

  6. Tanto na banquinha do Recife Independente lá na praça do arsenal quanto lá no show dos caras, Lene.

  7. Salve Macaco Bong!

  8. Gustavo Marques says:

    Cara, apesar da chuva qua caiu na moeda e fudeu tudo, o show foi bom pra caralho!!!

  9. tudo por culpa de serginho da casa da moeda que não cumpriu o que prometeu…

    A história toda, com vídeos tá lá no blog:

    http://www.lumocoletivo.blogspot.com

  10. Gustavo Marques says:

    Porra, que sacanagem!!

    Bom, mas nada tirou a vontade da banda de tocar e a empolgação da galera que estava por lá pra conferir!

  11. Rose, explica aí essa coisa de que é covardia colocar a macaco junto a bandas como a comuna, por favor. Quem ta ganhando espaço a toa e pq vc diz que está sendo jogado fora?

  12. raphael eu falo de qualidade comprovada&&
    .é covardia colocar uma banda de nivel junto a bandicas que mal conseguem sair da garagem.é isso entende?fica desproporcional,uma covardia.então quando voce coloca lado a lado uma banda legal pra cacete junto as bandas que vi no uk bar fica um negocio esquisito sabe?satisfeito?agora não me venha por favor com regionalismo barato e aquele papo de que somos foda,pernambuco e bla bla bla.o nivel aqui está muito rasteiro sabe.é minha opinião.

  13. nao vou com papo de regionalismo, pq isso nao qualifica nem desqualifica nenhum artista. Acho que vc foi redundante na resposta e acabou nao explicando direito e/ou sendo generalista. E vc ainda nao respondeu quem tá ganhando espaço a toa e pq esse espaço está sendo jogado fora. Nomes, por favor. De quem tá perdendo a oportunidade e de quem deveria estar no lugar. Com argumentos (que nao preciso necessariamente concordar) eu fico satisfeito.

  14. lester bangs says:

    Eu não tenho medo de subir no palco com banda de fora nenhuma. ainda mais uma de um cara q fica fazendo o maior esparro com uma guitarra em cima do palco e q no fim das contas admitiu na maior cara de pau q não conhece nada de jimi hendrix, como o fez no auto falante da tv cultura.

    É pra uma banda feito essa q as de pernambuco tem q pagar pau e dizer algo do tipo: “pai nos perdoe pois não sabemos o q fazemos?(ou tocamos)”
    Pra mim um guitarrista q solta uma dessa é tão redundante quanto a um ator “promissor” q diz q nunca viu um filme do Marlom Brando, ou um cantor de folk q nunca ouviu dylan ou woodie gutrie.Não se trata de conservadorismo, se trata simplesmente de um mínimo de BOM SENSO músical.No final das contas é tudo falta de cultura pra cuspir na estrutura.

  15. Pois eu acho massa ele não sacar nada de Jimmy Hendrix. Hendrix tem um apelo tão chato quanto os Beatles.

    A banda – referências e cultura musical a parte – é fodaça sim. O baterista é um dos melhores que eu, rodando o Brasil, vi.

    E não se trata de pagar pau não, pequeno Lester, ninguém quer isso de ninguém não, mas é legal ver o Macaco Bong em Recife, o que tem demais nisso?

  16. Galera tem outras coisas rolando na cidade.
    Toda terça-feira na parte superior do Burburinho o projeto do Via Sat “Esse é o som do Recife” traz duas bandas convidadas.O ingresso é baratinho (R$3). A estrutura tá muito legal. Palco com o som muito bom.
    Quem nunca foi, dê uma passada para conferir.
    Eu fui e gostei muito da proposta do evento, que é de movimentar a cena mesmo. A única ressalva que tenho a fazer é o fato de toda semanaa o Via Sat fechar a noite e ainda mais com o mesmo repertório… Mas normalmente as duas bandas que integram a programação são interessantes. (Já rolou Plugins, Zé Brow, Charles Teony, Tiger, B.U, Zé Pilintra, Inquilinos).

  17. Graham Coxon says:

    Na minha modesta opinião, Recife possui sim bandas de alto gabarito. Acho que o que falta é uma vontade de fazer coisa nova, sabe? Existe um comodismo, e não falo do comodismo de não ir atrás de shows e etc…falo do comodismo, da preguiça que existe nas bandas em geral daqui de tentar ao menos criar algo novo, algo que não siga sempre as mesmas linhas…. A mellotrons por exemplo, na minha opinião, era muito melhor cantando em inglês, arriscou agora cantando em português e perdeu um admirador. Deu um passo atrás. Porque não dar um passo a frente? a Canivetes mesmo lançou um disco que mostrou para quem quisesse ver a evolução sobrenatural da banda em alguns anos. Diria que é o Cachorro Grande daqui. Agora se ficarmos com esse complexo de “ah não, porque banda tal veio numsei de onde e bota pra fuder, e nenhuma banda daqui faz isso” vamos morrer na praia MAIS UMA VEZ. Pelo menos uma coisa posso falar a vocês. Acho que nós não devemos simplesmente ficar falando que falta isso ou falta aquilo na “cena” recifense, e sim, irmos atrás de realizar as coisas. Por isso que o Lumo COletivo é uma iniciativa positiva. Vamos atrás. Vamos criar algo de bom. E não vir ao forum do reciferock debater sobre coisas superfluas. Gosto é gosto e não se discute. Qualidade é indiscutível. Eu não achei nada de excepcional no som da Macaco Bong, como outras pessoas acharam (ao ponto de dizer que era uma banda do caralho e numseiquelá), acho normal, feijão com arroz, mas enfim, respeito.

    Grato.

  18. Eduardo Tavares says:

    engracado o sr.Graham Coxon falando em falta de ousadia das bandas, falta de criatividade, falta de inovacao….e citando a Canivetes como um Cachorro Grande local….as vezes essa ideia de novidade hype dah no saco.

  19. a verdade é que a Macaco Bong conseguiu se inserir no mercado nacional, sendo uma banda que toca e cativa o publico em qualquer lugar.Estas bandas desse site só tocam pros amigos, para a prefeitura e governo do estado, só viajam na boquinha, veja só o incrivel exemplo da Eta Carinae que na maior cara de pau sem um minimo porque já vai na segunda viagem internacional.E fica por isso mesmo.Por isso que somos de segunda linha e isso é um fato,não adianta espernear macacada!