Nação Zumbi no Marco Zero

Nação Zumbi
Sábado (08/11/2008) 21h
Marco Zero (Recife Antigo)
Preço: grátis – Info: http://www.sesibonecos.com.br/2008/bonecosdomundo/
Nação Zumbi

release:
O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA

Após quatro anos o projeto Sesi Bonecos retorna ao Recife e daqui dá início a uma caravana que percorrerá outras cinco capitais do Nordeste (Salvador, Aracaju, Maceió, João Pessoa e Fortaleza). Durante uma semana, entre os dias 3 e 9 de novembro, a capital pernambucana conhecerá atrações inéditas e inusitadas do festival que hoje é considerado um dos maiores do mundo no gênero. Com patrocínio do SESI e apoio da Petrobras, Vale do Rio Doce e Bradesco, a temporada no Recife terá apresentações no Teatro Santa Isabel (3 a 7/11) e no Marco Zero (8 e 9/11).

Além de ser a primeira cidade a ser visitada este ano, Recife também será a única que receberá atrações internacionais do projeto Sesi Bonecos do Mundo. Ao todo serão 35 espetáculos, sendo 15 de cinco companhias internacionais e as outras 20 apresentações de 13 companhias nacionais. Seis grupos pernambucanos marcarão presença no evento.

A abertura do festival será feita com o espetáculo “Dirk, o Vagabundo”, no Teatro Santa Isabel. A Compagnie de Draak (Holanda) levará à cena um robô construído a partir de princípios tanto da robótica quanto do teatro de marionetes. Quase não se distingue a máquina de uma pessoa. Em seguida, haverá a apresentação das marionetes sem fio de Phillip Huber (EUA) – o artista que deu vida aos bonecos do filme “Quero ser John Malkovich”, de Spike Jonze.

O Teatro ainda abre suas portas para as sombras chinesas de “Não me toques as Mãos” (Argentina-Espanha), apresentada pela exímia marionetista Valeria Guglietti, e para a estrutura gigante do Gulliver (Chile), com cerca de duas toneladas. No final de semana (08 e 09/11), será a vez do Marco Zero se transformar em uma ilha da fantasia, com um cenário todo interativo para que as pessoas entendam as diversas formas de se manipular uma marionete.

No sábado, o grupo Nação Zumbi apresentará uma performance com bonecos dentro do espetáculo “Fome de Tudo”. Outro grande destaque do Festival será um dragão de 50 metros, que contracenará com os Bonecos Gigantes de Silvio Botelho. Cada parte da figura mitológica é levada por uma pessoa. Em sua apresentação, o dragão se mistura às pessoas na platéia. Ainda terão os bonecos da Divina Comédia (RS), que cabem na palma da mão e o Grupo Contadores de Estórias, com uma temática adulta, recheada de histórias sobre suicídio, masturbação, gravidez e o envelhecimento. No mesmo comboio, também estão o “Romance do Vaqueiro Bendito”, do Distrito Federal, a “Caixa”, do Le Grand Manipule (França).

“Sangue Bom”, com roteiro e direção de Miguel Vellinho, é uma história de amor tragicômica entre o vampiro de um castelo e uma bela jovem, com tendências suicidas, que sofre a interferência de um caçador de vampiros. Sem palavras, o espetáculo mistura elementos do desenho animado, dos filmes de terror e da literatura gótica. Entre tantas atrações, o projeto também embarca em sua viagem nordestina o festejado grupo mineiro Giramundo, o paulista Rafael Leidens (Estrelas do Brasil) e o Circo Minimal (RS), cuja principal atração é uma galinha que canta ópera.

O mestre-de-cerimônias oficial do projeto Sesi Bonecos, é peça construída pela técnica “luva com varas”. A mão do artista é introduzida por dentro, para manipular a cabeça e o corpo. Varetas de aço são usadas nas extremidades das mãos e movimentam os braços. Seu temperamento é divertido e eloqüente. Ele é uma espécie de garoto-propaganda do festival.

Oficinas – O projeto, ainda, oferecerá oficinas gratuitas para quem se interessar em desvendar esse mundo mágico. Serão três cursos. O primeiro é o “Boneco quadro a quadro”, que tem como objetivo apresentar a criação de um filme stop motion (técnica de animação em que objetos são fotografados em progressão de movimentos). A segunda oficina é sobre “Máscaras, Bonecos, Formas e Objetos”, que busca despertar um novo olhar sobre o inanimado e suas possíveis relações. O terceiro curso é o “Bonecos Passo a Passo”, que apresenta o processo de criação de um boneco ao acabamento. Para maiores informações, o telefone é (81) 3227.0749.

Percurso – Após as apresentações no Recife, quatro carretas e seis caminhões circularão nas estradas do Nordeste, com a missão de levar a magia do teatro de bonecos para mais cinco cidades nordestinas. Além de 60 toneladas de equipamentos, a caravana transporta centenas bonecos para a montagem. Em sua 5ª edição, o projeto já foi visto por mais de 1 milhão de pessoas, incluindo públicos das regiões Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Neste ano, com várias novidades, o SESI Bonecos vai percorrer 3.284 quilômetros para promover apresentações e oficinas em Recife, Salvador (15 e 16), Aracaju (22 e 23), Maceió (29 e 30), João Pessoa (6 e 6/12) e Fortaleza (13 e 14/12). “O festival é um espaço de estímulo para a inteligência. Seja para fazer rir, para fazer chorar, para divertir ou para refletir”, afirma, Lina Rosa, curadora e idealizadora do projeto. O SESI Bonecos traz um sortimento de nacionalidades, abordagens e estilos nunca visto, com encenações para crianças e adultos.

Posted sexta-feira, novembro 7th, 2008 under Agenda.

20 comments

  1. vai ser lindo.

  2. vai ser do caralhor mas tem que cantar musicas do eterno chico scienc ,,.olha teve ja o show de mundo livre foi massa mas eles tinham que demorar mas no palco ;o show no deu nem 30 minutos ;mas foi massa du carai ..;;to la amanhã viu quero ver tem que arrepiar viu ;;;;;

  3. Vai ser muito massa! Estarei lá a prestigiar.
    Tá aqui a banda com o qual faço parte e que também possui um pouco de influências do grande Chico Science e Nação Zumbi.
    Dêem uma olhada lá!
    http://www.palcomp3.com.br/nhamalu ou http://www.myband.com.br/nhamalu

  4. Essa é a Banda Nhá Malu!
    Valorizando a cultura negra (afro), a feminilidade e as nossas raízes pernambucanas. Valeu!!!

  5. jah to tratando das coisa p xega …
    vai ser massa q so!!!

  6. Bruno Science says:

    Podes crer o melhro show da terra é nós “MANGUE” PORRA

  7. Josea Ricardo says:

    Isso é o que me faz ter saudade de Recife, show no Marco Zero, que antes era uma praça, de graça e da melhor banda que os pernambucanos já viram e verão, Nação Zumbi, vão curtam, me matam de inveja. Pois aqui no Amapá só a saudade me resta.
    E quem tiver perto e não for foda-se!

  8. José Henrique says:

    Já pediu José Ricardo, lá vai.
    Foi um dos melhores shows da Nação que eu já vi!
    Os caras enfileiraram umas 15 músicas seguidas da fase pós-Chico( Quando a Maré encher, jornal da morte, Blunt of Judah, Hoje,amanha e depois, Meu maracatu pesa uma tonelada, Propaganda e várias do disco novo)
    Só no bis eles tocaram as músicas da fase Chico(manguetown, coco dub, Cidadão no Mundo e para finalizar com chave de ouro, Da Lama ao Caos)
    Tinha umas 15 mil pessoas no Marco Zero, parecia carnaval, só mesmo a Nação para fazer isso.
    O som tava uma belezura, noite linda…
    Enfim, showzaço!!!
    Consegui lhe matar de inveja?
    Se consegui, não vai responder. ehehehehe
    Um abraço a todos.

  9. o som tava uma droga! estralando muuuuito!
    ocilando pa carai! uma hora tava baixo e outra tava muito alto! foi bem complicado!

    e josé henrique, acho q vc naum viu muitos shows da nação! pq o show de ontem foi beeeeem fraquinho!

    soh q nação, é nação!

  10. José Henrique says:

    O som tava muito bom!
    Talvez vc tenha bebido demais ou de menos, depende do enfoque. :>)
    Tem sempre as viuvinhas de chico que não gostam muito e tal, preferem as velharias.
    Mas eu não sou viúva de nínguem.

    PS: Fui em dois shows com Chico, e 5/6 sem Chico.
    Ontem foi dos que mais gostei, repito.

    Um abraço

  11. hahahahahaha

    é, realmente vc naum conhece um instigado show de nação!
    com um verdadeiro e instigado SOM!

    hahahaha, amadores!

  12. José Henrique says:

    Viuvinha, não vou ficar discutindo com vc sobre o som, são percepções, cada um tem a sua.

    PS: Sugiro um manga rosa da próxima vez.

  13. O festival foi mt mas mt massa,o SESI arrebentou. Agora o show da Nação foi bom porque eles tocaram quase todas as musicas do cd FOME DE TUDO foi lindo ver a FLUORESTA tocando junto com a banda a muscia NASCEDOURO,confesso que ja vi shows melhores dos caras mas valeu mt apena pois sou fão pra cacete da NAÇAO e o melhor de tudo é que no final do show bati um papo com Pupilo e Dengue os caras sao mt gente fina.

  14. huhuhuhu! =P

    que deliiicia!

  15. e é como falei! nação, é nação!
    apesar de tudo!

  16. O PA esquerdo estava estourado o som ficou sujo, mas valeu, NZ é NZ em qualquer lugar.

  17. E se o nação zumbi tocasse a 20,00 em algum lugar fechado. Todos irião??

  18. José Henrique says:

    Rapaziada do site, peço desculpas pelos maus modos.

    PS: A Nação não toca cobrando ingresso mais nunca aqui em Recife, acostumaram a galera a ir de graça, agora já era.
    Fica até legal, na sua cidade natal fica tudo free, deixa pra cobrar ingresso em outros lugares.

  19. JÁ PAGUEI PRA IR A SHOW DA NAÇAO ZUMBI VÁRIAS VEZES E JÁ PAGUEI OS EXATAMENTE R$20,00. SHOW EM LUGAR FECHADO PARTICULARMENTE EU ACHO MELHOR. EU ACHO QUE A BANDA FAZENDO SHOW DE GRAÇA PRA GALERA ELES GANHA MAIS POR QUE NAO DIVIDE GRANA COM PRODUTORES DE EVENTOS…..
    TA ROLANDO O BOATO QUE A GRAVAÇAO DO NOVO DVD DOS CARAS SERÁ AQUI EM PE , MAS NADA CONFIRMADO E SE FOR DE GRAÇA OU NÃO ESTAREI LÁ COM CERVEJA HEHEHE!

  20. José Henrique says:

    Grande possível notícia, Resort!
    Esse show merece mesmo um DVD.