Entrevista – Camarones Orquestra Guitarrística

Camarones

Dona de uma sonoridade curiosa e até um pouco extravagante, que vai do reggae ao metal, passando por surf music e trilhas de desenhos animados, a potiguar Camarones Orquestra Guitarrística desembarca no Recife para participar do primeiro dia do Rec-Beat, dividindo a noite com o Afrika Bambaata. Entrevistei por e-mail Ana Morena, baixista da banda, que contou um pouco da trajetória do grupo e de como será o show deles no festival. A conversa você confere abaixo.

Como surgiu a Camarones Orquestra Guitarrística?
O Foca (Anderson Foca, produtor do Festival DoSol e baixista do The Sinks) tava com uma idéia já martelando na cabeça de montar uma banda de música instrumental calcada em guitarras. Ele teve a ideia e chamou todo mundo, Dante, Henrique, Rafa nas guitarras, Daniel na bateria e eu no baixo. Ele queria quatro guitarras. Chegamos a ensaiar com essa formação, mas o quarto guitarrista, Marlos, não tinha muito tempo pra ensaiar e viajar, aí decidimos ficar “só” com três guitarras mesmo.

Como você classificaria o som da banda?
Rock divertido. Estilo musical não existe: temos músicas pop, surf, reggae, rockão, metal. Mas eu acho que o Camarones tem uma unidade sonora muito grande, apesar da mistureba. A forma de tocar, os arranjos, os timbres e a pegada das guitarras, esse é o diferencial que une os sons.

O grupo tem rodado bastante ultimamente. Tem idéias de quantos shows fizeram e aonde já tocaram em 2008?
Tenho todo o histórico :D. Fizemos 20 shows em 2008. Em 2009, contando com os 3 que vamos fazer no Carnaval (Recebat, Campina Grande e Natal) já teremos feito 12 shows até o final de fevereiro. Um número bem bacana.
Os shows mais marcantes de 2008 foram no Festival DoSol e Nordeste Independente (RN), Festival Mundo (PB). E no Recife fizemos shows muito bacanas no Quintal do Lima e no 7° Festival Rock na Tamarineira. Ah, e teve o nosso primeiro show, que foi no Carnaval passado, na Segunda Chamada Carnavalesca do Rock, em Natal.
Esse ano a gente participou do Festival Rock Cordel, promovido pelo BNB. Tocamos agora no final de janeiro nos três Centros Culturais do BNB (Sousa/PB, Juazeiro do Norte/CE e Fortaleza/CE). Na semana anterior a gente tocou com o Mundo Livre aqui em Natal.

O que estão preparando para o Rec-Beat? Como será o show?
Olha, a gente vem bem azeitado dessa turnê que acabamos de fazer pelo interior, indo até Fortaleza e voltando. Tocamos 6 vezes em 5 dias. Um show atrás do outro para públicos bem diferentes. Isso nos fez amadurecer bastante no palco. Estamos preparando um show instigante, divertido e rock ‘n roll!

Alguma atração específica na programação deste ano do Rec-Beat que a banda deseja ver?
No nosso dia, o Afrika Bambaataa, sem dúvida. E eu queria ver os shows do River Raid, que veio pro DoSol, mas não consegui ver, e, principalmente, o Eddie. Queria ver um show deles no Recife.

Quais são os planos para 2009?
Conseguir cumprir toda a pauta que está surgindo. Fomos convidados para o Bananada (GO) e pro Calango (MT), dois festivais incríveis, estamos bem animados. Ainda tem uma tour que estamos planejando em São Paulo. Temos várias coisas boas surgindo. Mas o objetivo é TOCAR, VIAJAR, TOCAR, VIAJAR, TOCAR… :D

Se quiser acrescentar algo, o espaço é seu!
Só agradecer a oportunidade ao Rec-Beat, uma honra pra gente tocar no Carnaval de Recife, que para mim, é o mais incrível do Brasil.

Serviço:
Rec-beat 2009: Primeiro Dia
Sábado (21/02/2009) 20h
Cais da Alfândega
(Na frente do Paço Alfândega – Recife Antigo)
Preço:
Grátis – Info: http://recbeat.uol.com.br
Catarina Dee Jah, Camarones Orquestra Guitarrística (RN), Original Hamster (Chile), Dj Dolores e Banda e Afrika Bambaataa (EUA)

One comment so far

  1. legal