Resenha: Lula Queiroga – “Tem Juízo mas Não Usa” 2009

Já passa da hora de o Brasil fazer uso do juízo e descobrir o belo som globalizante de Lula Queiroga.

Lula Queiroga - Tem Juízo mas Não Usa

Lula Queiroga capta urgências em alta voltagem
Por Mauro Ferreira

Resenha de CD
Título: Tem Juízo mas Não Usa
Artista: Lula Queiroga
Edição: Luni Produções
Cotação: * * * *

Lula Queiroga despontou no mercado fonográfico em 1983 com Baque Solto, um álbum dividido com seu conterrâneo Lenine, alma gêmea artística do compositor pernambucano. Nada aconteceu de imediato. Mas, a partir de 1997, Lenine engatou carreira solo que lhe deu projeção, inclusive além das fronteiras brasileiras. Queiroga continuou à margem, na terra natal, embora seu terceiro CD solo, Tem Juízo mas Não Usa, confirme o que os anteriores Aboiando a Vaca Mecânica (2001) e Azul Invisível Vermelho Cruel (2004) já haviam sinalizado: o som do artista atingiu ponto de maturação que nada deve à obra de Lenine. Como seu irmão artístico, Queiroga se conecta ao mundo a partir de Pernambuco. Programações eletrônicas (pilotadas por Yuri Queiroga, sobrinho de Lula) interagem com sons orgânicos em vigoroso mix de sabor contemporâneo. Tem Juízo mas Não Usa capta inquietudes, urgências (Agora Corra é o título de uma das melhores músicas do CD) e angústias desse mundo moderno. “Vou comprar uma lanterna/Vou morar numa caverna/Antes que o teto caia/Sobre a minha sombra”, anunciam versos de Tectopop, faixa na qual figuram a voz de Silvério Pessoa e o trombone de Nilsinho Amarante, que evoca sons de Carnavais de Pernambuco.

São múltiplas as referências que saltam aos ouvidos neste CD de alta voltagem. A faixa-título – Tem Juízo mas Não Usa, parceria de Queiroga com Pedro Luís, cantada por Lenine – dialoga com o samba carioca. Geusa agrega a poesia derramada de Lirinha (do Cordel do Fogo Encantado), a voz de Silvério Pessoa (egresso do Cascabulho) e a bateria de Pupillo (habitante da Nação Zumbi). Fulana é balada de múltiplos sotaques formatada sob os cânones da globalização. Contudo, a música de Queiroga não tem sua força diluída por conceitos. Temas como Você Não Disse, Meus Pés (com a voz de Alceu Valença, menos elétrica do que de costume) e, sobretudo, Altos e Baixos (outra faixa da qual participa Lenine) têm potencial para fazer sucesso. Já passa da hora de o Brasil fazer uso do juízo e descobrir o belo som globalizante de Lula Queiroga.

fonte: http://blogdomauroferreira.blogspot.com/2009/04/lula-queiroga-capta-urgencias-em-alta.html

Posted quarta-feira, abril 15th, 2009 under Clipping, Colunas.

19 comments

  1. Deixa o coitado do Brasil fora dessa, cara.
    Vc é argentino?

  2. na moral…que babada do cacete essa matéria.

    esse lula não é essas coisas todas. não curto!

  3. essa matéria ta com cara de release de assessoria de imprensa.
    Nada contra as composições do artista mas acho que Lula quer forçar uma barra quando se mete a ser cantor, ai o papo é outro.
    Lula imita Lenine, até quando está falando, impressionante, é sem carisma e fica perdido no palco. Usa seu pode para cooptar elogios dos que querem tocar no Carnaval daqui, é fato!
    Aos 50 do segundo tempo quer recuperar um passado que ele não escreveu.
    Lula, volta para a política que foi assim que voce enriqueceu!

  4. Jorge D´emery says:

    Juliana Borges, falou e mais, disse.

    Pra mim o pior é aquele grande climão de tratar o lula como um cara super relevante, tipo, dia desses eu vi um lambe lambe anunciando o show dele: todo preto, bem grande, só com o nome “Lula Queiroga”, beeeeem parecido com o lambe lambe de lenine… Até parece que o nome dele arrasta uma multidão… sei não viu

  5. O texto é de Mauro Ferreira, do Rio de Janeiro. Ele é um cara bem respeitado no meio, não é do tipo que copia release (só pra constar, não é cópia).

    O lance é que, geralmente, o que sai daqui chega lá fora já com metade dos elogios garantidos só por ser do Recife, né? Também não gosto de Lula, como não gosto de várias bandas daqui, que lá fora são endeusadas. Até carreira que já encerrou aqui ainda existe em SP e RJ.

  6. Tem tanta coisa boa e má que falaria do Lula Queiroga, sobre o ponto de vista artístico (lógico), mas diante de certos comentários…

    Só queria pontuar um detalhe: Lula é parceiro e tão artista quanto o Lenine, a grande diferença que Lula além de compositor (premiado e reconhecido) é (co) autor de músicas como:Dois Olhos Negros, A Balada do Cachorro Louco (Fere rente), A Rede, Alzira e a Torre, Atirador, Rosebud (o verbo e a verba), Sentimental, todas gravadas pelo “Galego” e sucesso nos shows e nem citei todas.

    Prefiro-o que admirar gente do naipe de Wander Wildner, mas isso é outro papo.

    “Immerse your soul in love”.

  7. Vou me entorpecer bebendo vinho! Atençao..sem essa de apagar post!

  8. Putz, as mais chatas de Lenine são dele. ehehhee
    Eu prefiro mil vezes Wander Wildner
    Bruno, bacana essa moral de PE no eixo RJ/SP, mas como vc bem sabe, nem tudo que reluz é ouro.

  9. são paulo é mundo. Tem pra tudo quanto é gosto lá…tem gente que gosta de NXzero. cpm 22…tem até gente que gosta de Eddie. não o do iron mas o da voz de pato rouco.

    lula é pura forçada de barra. se ele fosse bom como lenine não estaria aqui nesta bosta de cidade.

    essa matéria pode ser de quem for…mas é uma babada da porra.

  10. Muito chato esse carbono de Lenine, que também é outro chato e cheio de lábia e essa turma toda, a galerinha que constrói o belo cenário pop musical que agente vive, realmente ta tudo uma maravilha, o Brasil esta de 4 para Pernambuco.

    e assim vamos nós, eternamente no quase, todo mundo cheio de milha de avião acumulada e muito papo brabo na minha orelha!

  11. eu fui na torre e vi o show.
    tinha um cara lá que é locutor é pasmem nós, o cara é gago. nunca tinha visto um locutor gago!
    Acho que Lula tem que parar com essa mania de querer ser a inteligência em forma de ser humano, o modernoso da parada. linkado com a galera antenada de Casa Forte, Gaiamum Treloso, o rei da paródia, o espirito leve e desencanado, sinceramente eu passo, joguei a toalha. Essa lombra desses caras ainda dura uns anos, mas eu vou resistir prometo a voces!

  12. O bicho pegou na Femuarte em Garanhuns.
    Silverio não compareceu para defender a canção de Andre Rio, alegando motivos pessoais.
    O único concorrente de Garanhuns acabou ganhando o prêmio de melhor música(50 mil no bolso).
    Varios prêmios de melhor intérprete foram questionados pelos envolvidos no Festival.
    Muitos reclamam de favorecimentos.
    Vamos aguardar o desenrolar dos acontecimentos e como a mídia vai tratar da questão!

  13. putz, fiquei meio chocado com o q a galera anda falando do lula.
    Pior. falaram do tal do wander e eu perdi o maior tempão baixando os sons desse cara.pior ainda, comparar o lula com esse cara foi o fim da picada. vcs só podem estar de sacanagem.brasileiro tem esse esquema, se o filho, ou o amigo, ou parente se deu bem o outro é cópia. pra mim o lula tá mais pra sciense do q pra lenine, mas….depois de ouvir esse wander cara, deve ser pegadinha.

  14. Wander Wildner pra quem não sabe era o vocalista ( é) da banda gaucha Replicantes!Punk rock misturado ao romantismo sarcastico.
    Cá enter , nos… Quem nao ouviu falar do cara até hoje naopode postar num site dito rocker!!

  15. Poxa… eu acho Lula perfeito… livre demais!

  16. Ê rapá, Lula é Pernambuco falando para o mundo. O cara faz parte da história da música pernambucana e ninguém vai tirar isso dele, assim como Lenine, Chico, Cordel, Alceu, Antônio Nóbrega, Naná, Erasto, Lia, Lula Cortes, Ave Sangria, Renata Rosa e tantos outros nomes. Pernambucano deveria é se orgulhar de ter uma rapaziada dessa da pesada. Se vocês não querem manda pra gente aqui no Pará. Ô Lula, o jeito é sair voando numa panela e passear no céu azul de Belém do Pará.

  17. Eu fico feliz quando ouço o Lula.