Cobertura: Feira Música Brasil – Marco Zero – Primeiro dia

Até parecia noite de carnaval. E começaram os problemas.

Nação Zumbi na FMB 2009 (foto: Priscilla Buhr/Fundarpe)

Hoje vou começar pelo fim. A Nação Zumbi fez ontem, na Feira Música Brasil, aquele que talvez tenha sido o pior show de sua carreira. E a culpa não foi deles. A imponente estrutura de palco, iluminação e som não foi capaz de tirar o gosto de fiasco que o festival acabou passando. Aliás, quanto terá custado tudo? Dois palcos gigantes como o Marco Zero nunca viu igual. Sem contar o restante do aparato que envolve todo o Recife Antigo.

Voltando à Nação: a banda foi obrigada a parar o show várias vezes. Mal se ouvia a voz de Jorge Du Peixe durante boa parte da apresentação. E, em momento de claro desabafo, Lúcio Maia chegou a mandar um “estou afim de quebrar o equipamento lá dentro”.
Acabou sendo frustrante para todos. Para o público, que compareceu em massa em número surpreendente para uma noite de quarta-feira; e para a banda, que elaborou um repertório muito caprichado que, além de cobrir todas as fases da carreira, ainda mostrava novos arranjos para velhas e boas canções. Vai ser difícil extrair um DVD disso tudo. Uma pena.

Já os outros shows transcorreram tranqüilamente, em palco que não chegou a apresentar grandes problemas. E a coisa poderia ser resumida da seguinte forma: Banda Black Rio empolgando apenas com a participação do genial Mano Brown; e Móveis Coloniais de Acaju fazendo o melhor show da noite, embora já tenha visto apresentações bem melhores deles.

Com 35 minutos de atraso, coube à Banda Black Rio a ingrata tarefa de abrir a noite. Ingrata porque ninguém no Marco Zero parecia conhecer nada do repertório deles. Preocupados em agradar, disseram que o pernambucano era um povo bonito e afinado. Mas nem isso surtiu efeito. Pena, pois o grupo faz um som muito interessante, abrasileirando a música negra norte-americana dos anos 70. Ou, como melhor resumiu um amigo, “trata-se do funk carioca que presta”. Mas o clima só esquentou mesmo quando Mano Brown foi chamado ao palco. Carismático, fez boa parte do público vibrar em versão surpresa de “Vida Loka Parte 1”. Foi bonito de ver.

O Móveis Coloniais de Acaju tocou para seu público, que já é numeroso no Recife. O problema é que o grupo anda priorizando o repertório do segundo disco, “Complete”, que é bem inferior ao seu fantástico álbum de estreia. As músicas do disco novo parecem não engatar nunca, e, por vezes, o show fica cansativo e chato. Tanto que é nítida a diferença quando eles tocam “Copacabana”. A banda, como de costume, desceu do palco e tentou abrir uma roda. André, o vocalista, também encarou o público de perto. Mesmo sem fazer um grande show, foi, disparado, a melhor apresentação da noite.

E aí veio a Nação Zumbi. E, com ela, gente saindo pelo ladrão. Até parecia noite de carnaval. E começaram os problemas. Logo na abertura, com “Fome de Tudo”, deu pane no palco, e mal se ouvia o que Du Peixe cantava. Ainda tentaram dar sequência com “Hoje, Amanhã e Depois”. E, na terceira música, tiveram de parar. Du Peixe pediu desculpas e disse que a banda voltaria em dez minutos. Voltaram, tocaram “Etnia”, e novamente não se ouvia o vocal. O problema, infelizmente, aconteceu em pelo menos 80% do show. Arnaldo Antunes precisou ser chamado duas vezes para cantar “Antene-se”. Zeroquatro tocou cavaquinho e cantou em “Rios, Pontes e Overdrives”, mas o som não colaborava. “Risoflora” ficou sem voz durante quase toda a sua execução.  A banda estava visivelmente – e com razão – irritada. O grande momento do show acabou sendo “Cidadão do Mundo”, onde o grupo pareceu descarregar toda sua raiva.

Foi anunciado então um intervalo de cinco minutos para a entrada dos Paralamas do Sucesso, que acabou se convertendo em quase meia hora de espera. Tocaram uma versão espetacular de “A Praieira”, bem diferente da original, e emendaram com “Selvagem”, do Paralamas. E aí resolvi que já era hora de ir embora.

Duas certezas: a banda só levou o show adiante porque sabia que iria causar um tumulto generalizado se o cancelasse. E, se eu fosse Lúcio Maia, teria quebrado tudo lá dentro. Brincadeira. Mas posso compreender perfeitamente a frustração da banda. Que hoje tudo dê certo. Amém!
Nação Zumbi na FMB 2009 (foto: Priscilla Buhr/Fundarpe)
Nação Zumbi na FMB 2009 (foto: Priscilla Buhr/Fundarpe)

Nação Zumbi na FMB 2009 (foto: Priscilla Buhr/Fundarpe)


Nota: Fotos de Priscilla Buhr/Fundarpe disponibilizadas no Portal Pernambuco Nação Cultural com uma licença Creative Commons de Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil

42 comments

  1. Raphael Cavalcanti says:

    Show ridículo
    Engraçado, ouvia-se bem a voz de Herbert Vianna
    Acho que alguém precisa ensinar a Jorge du peixe cantar pra fora
    Volta Chico! Vem gravar esse DVD :P

  2. Excelente texto, Hugo. Concordo em tudo, foi um dos piores shows que já vi da nação zumbi. Quando acabou a participação dos paralamas fui embora. Alguém pode dize o que eles ainda tocaram? Claro que teve bons pontos no show como Risoflora, Cidadão do Mundo e Nascedouro. Enfim, se o som tivesse colaborado… (Se eles tivessem gravado um DVD da apresentação deles em Recife dia 23/12/2008(ou foi 2007? n lembro) No marco zero. Aquele show foi o melhor que já vi deles. (Show de lançamento do fome de tudo.)

  3. Histórico ver um show desses “uma tremenda organização”, divulgação saindo pelos cantos e na hora o inesperado: Nação Zumbi fazendo o que pode, “tirando grito de mudo”, infelizmente lamentavel. Nada disso de Nação é Nação, acho que foi ruim e ponto. mesmo que: o time favorito perder, e os torcedores esbravarem jogou muito mais não deu. 2x Lamentavel.

  4. André Maciel says:

    Discordo da parte que você disse que Móveis. O repertório do novo album é incrível, não deixa a dever em nada ao album de estréia! O show foi fantástico, o final nem se fala.

    Botou Nação no bolso.

  5. gravacao de dvd eh assim mesmo…a de alceu valenca no marco zero foi a mesma coisa e fcou massa…o da nacai vai ficar tb. vcs vao ver…eh so esperar!!

  6. Acho que todo mundo tava com um expectativa muito alta pra esse show (Até a banda…).
    Muita mídia (capa de todos os jornais, anúncios gigantes, propaganda direto na rede globo em horário nobre…), palco gigante, lugar ´ideal´…

    A banda entrou no maior gás no começo e nada de som/voz. Pará tudo. Quando a banda voltou depois da primeira parada, parece q a energia tinha ido embora e travou tudo. Du Peixe tava com uma cara… não rolou. Demorou pro show engranar. Deram umas atravessadas da peste.

    Ficou um gosto de “podia ter sido bem melhor”.

    g!

    ps. Móveis é sempre divertido e Mano Brown é foda. Muita gente foi lá só pra vê-lo. Banda Black Rio passou em branco.

    ps2. vou tentar falar com Pablo e o povo do Fábrica pra saber se o som atrapalhou a captação. Pode ter sido só o som dos PAs que estava ruim.

    ps3. A gravação foi patrocinada pelo Funcultura e Rede Globo. O Dvd deve sair “nos primeiros meses de 2010” (segundo entrevista de André Dib pro DP).

    ps4. Nação nunca faz show ruim :P Até os ruins são legais…

  7. Uai !!!! Rede Globo no patrocinando, então qualquer domingo desses passa depois do Fantastico, 2x Uai !!!!

  8. Porra Hugo, me senti contemplado, frustração era a palavra do DVD da Nação. Esse festival começou errado ja na sua divulgação, atrasos, mudanças, desinformações, etc…

    Deixaram um palco so pra nação, e foi aquela bosta. A versão de praeira eu gostei, mas nao gostei da participação morgada do paralamas, talvez reflexo da irritação da banda com o pessimo som.

    Mano Brown é um artista genial realmente, pena nao ter um show dele aqui.

  9. Sobre o show da Moveis Coloniais, é sempre muito divertido, porem nao existe comparação entre o Complete e o idem, não digo que o complete é ruim, digo que nao funciona ao vivo e é chato, mesmo sendo um disco bem feito.

    O idem é mal feito e com canções MUITO superiores a esse segundo.

    Hoje tem tudo pra ser o melhor dia do Marco Zero nessa Feirinha…

    E ainda tem a Burro Morto no Burburinho.

    abraço!

  10. Vcs não sabem como é a feitura de um DVD?!?
    No mundo mágico da edição e da sonorização tudo tem concerto, rapaziada.
    Como falou o Guto aí em cima, o resultado final vai ficar massa.
    Adorei o repertório do show e não achei o som tão ruim assim, acho que vcs exageraram nas críticas.

  11. este show foi o bicho, meus parabéns Nação Zumbi pelo seu DVD
    eu adorei !!!

  12. Eu fui embora quando Arnaldo Antunes voltou pro palco e o som continuava ruim. Era pra re-fazer a musica pro DVD, mas nada no som tinha melhorado. Um absurdo. Paralamas nem vi. Eu tava já de saco cheio.

    Nação Zumbi não tem figurinista? Com Chico era todo um show no palco. Agora, “bota ai uma camisa listrada, fica ai no teu instrumento, e pronto.”

    O repertorio não foi grande coisa. Teve uma versão massa de uma musica de Siba. Os melhores arranjos da noite aconteceram com os metais de Fuloresta. Risoflora foi o maior desastre da noite. Fred 04 era pra cantar Computadores Fazem Arte; o cavaquinho virou só enfeite em Rios, Pontes e Overdrives.

  13. Só assisti ao show da Nação. E eu falei essa frase na volta do primeiro intervalo. “É o pior show da nação que eu já assisti na vida!” Foi triste mesmo, tomara que tenha rolado uma captação boa, independente do que foi ouvido ao vivo.

    Hoje, pra mim, a noite é instrumental.

    Vou conferir o “Macaco Bong” (Previsto para às 23h, no marco zero. Depois saco um pouco do show de “Mundo Livre”, só pra não passar em branco. Mas antes de acabar “ML S/A”, tô no burburinho pra conferir o “Burro Morto” (0h30). Quem não conhece as duas bandas (Macaco Bong e Burro Morto), devo dizer que são totalmente recomendáveis.

    Abraços. Falou!

  14. ernesto meu caro , voce foi pro marco zero ver o show da Nacao zumbi, ou para ver o Desfile da naçao Zumbi !!!!!!,
    reclamar da roupa dos caras e demais, pq voce nao se candidata a ser estilista deles, e deixa a banda um pouquinho mais fashion em

  15. Ahahahhaha, o Ernesto reclamando das roupas!
    Pô, e os caras estavam super bem. Acho que o Bola 8 estava até de blazer, se não me engano.
    O repeteco do Arnaldo não acho que tenha sido por causa do som(deve ter sido outro problema), o som na vez dele estava ok.
    Tenho certeza que o DVD vai ficar massa. Os cablocos de lança, o Toga Ogan bailando no palco, o boneco do Chico, o Marco Zero lotado e o repertório foda que os caras enfileiraram.

    PS1: Eu coloquei “concerto” aí em cima, leia-se conserto.

    PS2: Burro Morto é bom pra caralho, mas o Macaco Bong eu acho mico.

  16. pode até ter sido somente os PAs como foi dito, mas, o clima ja não fica o mesmo. a própria cara da galera ja não é mais a mesma e acaba denunciando que alguma coisa não tava legal..
    pode corrigir (independentimente do que ocorreu corrigiriam da mesma forma) alguma coisa (mas não tudo) em estúdio.
    sei não, algo me diz que da forma como aconteceu, talvez esse dvd não saia…

  17. Mermão… me irrita como ainda tem gente órfã de Chico po! Fazem 12 anos que o cara morreu e a Nação Zumbi mostra que pode muito bem viver sem o fantasma do companheiro falecido!

    O show de ontem foi bem fraco! Aquele tumulto de gente se empurrando pra lá e pra cá, som baixo, e aquelas repetições chatas para a gravação do DVD. Mas era o que eu tava falando pra um amigo meu… “Show pra DVD sempre é essa frescura, e quando você for assistir na sua casa, vai virar um puta show!”

  18. É impressionante como Recife continua, e pelo jeito ainda vai continuar, pobre em profissionais que atuam no setor de entretenimento…nunca escutei um som tão ruim.!!!! A Nação tocar com um som daqueles é quase um ultraje…conseguiram acabar com o show da rapaziada!!! Mas Nação é Nãção…e ainda bem que está acima dessa incompetência!!!

  19. Foi triste essa problemática toda de estrutura mas a Nação é tão incrível que mesmo assim, é mass vê-los ao vivo.

  20. Gravação de dvd definitivamente é assim mesmo. No de Antônio Nobrega foram 3 horas de show, ele repetiu várias músicas e várias vezes. Show de Nação é que nem pizza, mesmo ruim é boa (no caso..bom!)
    Deixou a desejar, mas deu pra dar umas instgadas!

  21. Não foi o melhor show que a Nação fez, muito mais pelo aparato digital que rolou, mas mesmo com todos os problemas, foi sim, um show memorável. Trincheira foi lindo, os caboclos no palco, Zero Quatro poderia sim ter tocado “Computadores Fazem Arte” ou até “Manguebit”, teria sido lindo, mas quem sabe o que rolou pra que não pudesse cantar. E achei massa eles terem colocado “A Praieira” e “Rios, Pontes e Overdrivres” no estilo Manguefônica. Paralamas foi legal sim, até mais do que eu esperava. E outra, o repertório foi sim muito bom, tocaram ” Jornal da Morte”, quem iria imaginar que eles tocariam ela? Eu sinceramente acho que o que mais estão procurando fazer é críticar, criticar e criticar, o DVD não era uma comemoração ao “Da Lama ao Caos”, o DVD já é outro projeto. Faltou música? faltou, mas eles fizeram o que eles pudiam pra o DVD e o show sairem da melhor maneira possível. E o DVD vai sair muito rochedo, e a gente vai dizer com a maior amostração que a gente tava lá!

  22. No jornal do commercio de hoje foi ressaltado que a paralização do show apos a terceira musica deu-se por conta de um vinho(isso mesmo) que tinha sido derrubado na mesa de som(deve ter sido aquele vinho carreteiro)
    Tudo bem não foi engraçado, mas sobre o show o repertorio foi bom, o problema foi que apos toda a problematica do som vieram algumas musicas desconhecidas do público e isso atrelado a irritação da banda prejudicou a execução das musicas, pois imagino a frutração da banda vendo um público “parado” no show em recife.
    Quanto ao DVD, talvez a tecnologia ajude no resultado final, o problema é que, devido a incontestável qualidade da nação zumbi, todos nos tinhamos uma espectativa muito grande sobre esse show, principalmente quem teve a oportunidade de ver o historico show em garanhuns esse ano.
    Já os saudosistas, acho que eles deveriam desprovir suas mentes de preconceitos e ao assistir outros shows da nação avaliarem que hoje a banda é bem melhor, musicalmente falando, do que na epoca de chico sciense.
    De volta ao show, acho que se tivesse outra banda apresentado-se antes no mesmo palco da apresentação da NZ fosse diagnosticado os problemas e aí, talvez solucionado-os, pois nos shows do dia seguinte não tivemos esses tipos de problemas, pois as bandas revezaram-se nos dois palcos existentes, dando a aportunidade de quem cuidava da som equaliza-lo da melhor forma possivel,

  23. Maurício Guenes says:

    Situação complicada da Nação. Expectativa de todos foi grande, mas mesmo assim acho que deveriam ter tido cuidado e muito cuidado com tudo que estava existindo ali. O presente não era pra Nação e sim pro público. Como Peixe mesmo disse em uma das entrevistas, eles estavam devendo ao público de Recife um belo show gravado na cidade.
    Discordo de João do Ibura no sentido que é melhor ou pior que na época de Chico. Acho que o som deles é atemporal. Eles são movidos de formas diferentes. Colocar em casa, no carro, em festas e até em carrocinhas de cd pirata o cd de Chico Science e nação é foda de bom.
    Nação demorou a encontrar o caminho, mas encontrou o som deles, como eles podem tocar, como eles podem se expressar. Claro que se os caras em doze anos não conseguissem evoluir, estariam fudidos.
    Mas acho que não tem isso se com Chico era melhor ou pior. As duas formações são únicas.
    Sim pra constar. Só esse ano fui para 4 shows de Nação, um deles fora de Pernambuco. Na maioria das vezes a nação me passou que está cansada, precisando de um tempo só pra eles mesmo, pros projetos paralelos, ter novidades na cachóla. E como já ví pelo menos uns 40 shows da nação, posso dizer em minha opinião que foi a pior apresentação deles. Já vi show deles no Francis Drinks, no pocoloco nas Olindas … Mas antes que joguem pedra, eu disse que é a minha visão. Mas continuo gostando muito, tanto que é meu top 5!

  24. Infelizmente aconteceu todo esse problema, os técnicos de som não ajustaram o mesmo como devia, os equipamentos não eram tão bons assim, e o todos esses problemas deixaram a banda irritada, era nitido na expressão de todos, mais tudo isso pode ser resolvido, basta que a banda se apresente novamente no festival, no ultimo dia, e que os técnicos ajustem o som da melhor forma, assim o produtor teria mais materia para edição, se os convidados não poderem participar convida outros, ai o material para edição fica melhor ainda. pensem nisso prudução, no domingo tem espaço para isso.

  25. Putz, achei massa o show do Black Rio, funkezinho de primeira.

  26. A culpa é da PROPRIA NAÇÃO ZUMBI, já que os tecnicos eram quase todos deles mesmo. Disseram que caiu bebida na mesa de som, disseram que tinha gente perambulando pela área de trabalho do som. Se eles realmente fossem competentes, tinham CUNHAO pra levar a parada toda adiante

  27. Qd tem patrocínio da Globo , tudo dá errado, parece q ela existe pra colocar os outros na geladeira, deveria dar outro show pra nação zumbi, lançar um dvd c este material n tem a mínima graça, pelo q a nação foi com Chico, sem chico, e agora c ela msmo, deveria ter um tratamento melhor, poxa, acho sacanagem c eles. Conosco tb !!! E olhe q meus espirros não passaram do meu quarto.

  28. Posso estar enganado, mais pelo que fiquei sabendo a aparelhagem na hora do NZ foi trazida pela propria banda de SP. Vi isso em algum jornal local daqui, não se procede ne.

    Acho estranho ter sido o som do festival, pois em outras bandas que vi achei quase perfeita a qualidade para ser em local aberto. No Sepultura msm, q o som faz um som pesado (e é dificil de equlizar em local aberto) estava otima a qualidade do som.

    PS: NÃO TENHO CERTEZA QUE O SOM FOI DA NAÇÃO, APENAS ESTOU COMENTANDO O QUE VI NO JORNAL.

  29. Solução: A Nação faz uma shoe em quelaquer outro Lugar: Portugues Chevolet hall, Cobra meia : R$20,00, só vai 5.000 (como eu sempre fui) Pra mim o melhor show foi Cocha da Federal. logo que depois que Chicoi partiu(Faltou luz) Choveu. 2 da manhã. Mas os VERDADEIROS FÃO TAVAM LÁ. CANTAM COM A BANDA SEM ELETRICIDADE!!!!
    nA BOA. Show de graça de uma banda desse porte não dá pra gravar nada , pois vai tudo quanto é desoucupado. Na hora de valorizar pra valar a banda , some todo mundo. A Nação merece muito, mais muito um publico melhor e foda-se a globo!!! nunca apoiaram , não ia ser agora.

  30. Pior show da Nação Zumbi(2),muita gente que foi só para esperar esse show que era para ser fuderoso como disse Hugo vai ser díficil extrair um áudio do dvd,também o som tava péssimo isso não ajudou a ouvir a voz de do peixe,quanto ao público tinha muita gente que ia porque achava que o show ia ser foda mais o som péssimo e também não cantaram monólogo ao pé do ouvido,da lama ao chaos.Não foi só Guenes nem só eu não uns 2 amigos meus também acharam isso

  31. fui ao shol de voceis e gostei de mais

  32. dá próxima vez vão um show na fábrica tacarua, classic hall, tirem os escorpiões da carteira, e paguem para ver um show, seus desocupados lisos. Vão arrumar um emprego e pagar para ver um show bom.

    Feira da música = vagabundos desocupados nas ruas. Bares com movimentação músical vazios.

    Dia de quarta feira bando de desocupado nas ruas, essa é a verdade.

    Quer um show bom/?, Pague!

  33. o repertorio dexou mt a desejar, o som tava ruim… xou de 15 anos da lama ao caos sem A CIDADE, sacanagem, ne? e paralamas salvou o final da apresentação. pior xou da nação ja visto em recife… moveis coloniais fez um excelente xou e as musicas novas são mt boas, tb… em nenhum momento a apresentação ficou monotona, pelo contrario, os caras tem uma perfomance de palco que empolga e instiga o tempo todo… carisma e interação c o publico esses sao os pontos altos e incontetaveis da banda. alguns amigos q nao conheciam a banda ate comentarão: ” nao gostei do som q eles fazem mas carisma e performance de palco: os caras sao foda”

  34. Amigo zé já fui para 7 shows da Nação Zumbi pagos lembro nos 10 anos do abril pro rock,2 festivais de verão,outro no palco Pernambuco na época ainda da Fasionh Club que foi bem melhor que esse,outro no quital PE ,a gente não tá aqui discutindo que pode pagar ou quem não pode pagar não ,antes de vc chamar a galera desculpado vá olhar para vc
    fâ que é Fâ vai

  35. Concordo em quase tudo. exceto que a versão de a praieira remonta sim a ORIGINAL, nao a que foi a publico, mas aquerla que a nação zumbi tocava antes de gravar seu disco de estreia, informe-se e verá! O show foi realmente frustrante, uma porcaria, tal qual todos os da noite e, sinceramente, dizer que móveis coloniais de lá vai o trem, aquela imitação barata e sem sal da já irritante los hermanos é bom? PACIÊNCIA amigo.

  36. moveis coloniais salvou a noite. vigorosa e carismatica, o tempo, realmente salvou a noite. nação ficou devendo. a outra banda nao vou comentar pois nao gosto do estiilo musical dos caras…

  37. ( Mano Brown é um artista genial realmente, pena nao ter um show dele aqui. )

    um show deles no marco zero ia congestionar a delegacia de plantão mais proxima, com certeza absoluta!!!

  38. eu estava nesse show que foi um show que eu nunca vi na minha vida…