Saiu a Programação do Festival No Ar 2010

Acabou de sair a programação completa do festival do Coquetel Molotov

FESTIVAL NO AR: COQUETEL MOLOTOV 2010

SHOWS

SEXTA (24/09)
Sala Cine UFPE – A partir das 17h
Voyeur (PE)
Massarock (SP)
Taxi Taxi! (Suécia)
Bemba Trio (BA)

SEXTA (24/09)
Teatro da UFPE – A partir das 21h
Zé Cafofinho e suas Correntes (PE)
SoKo (França)
Otto (PE)
> falta uma banda ainda?

SÁBADO (25/09)
Sala Cine UFPE – A partir das 17h
Wassab (PE)
Ubella Preta (PB)
Anna Von Hausswoff (Suécia)
Do Amor (RJ)

SÁBADO (25/09)
Teatro da UFPE – A partir das 21h
A Banda de Joseph Tourton (PE)
Taken by Trees (Suécia)
Emicida (SP)
Dinosaur Jr. (EUA)

Ingressos:
Preços: Não divulgado
Vendas: DeltaExpresso (Shopping Recife, Plaza Casa Forte, Tacaruna e Recife Antigo)

De 03 a 23 de setembro: Atividades culturais descentralizadas

COQUETEL NO PÁTIO – SHOWS
SEXTA – 03/09 – 21h
Team.Radio (PE) e Labirinto (SP)

SEXTA – 10/09 – 21h
Sweet Fanny Adams (PE) e Apanhador Só (RS)

SEXTA – 17/09 – 21h
D.Mingus (PE), Debate (SP) e The Baggios (SE)

QUINTA – 23/09 – 21h
Semente de Vulcão (PE), FireFriend (SP) e Guizado (SP)

SANTANDER CULTURAL – SHOW

SÁBADO – 18/09 – 17h
Rômulo Fróes (SP)

CTCD / NASCEDOURO DE PEIXINHOS – OFICINAS

SEGUNDA – 13/09 – 09h
ECONOMIA SOLIDÁRIA – Trabalhando em conjunto

TERÇA – 14/09 – 09h
MODA – Aprendendo a customizar e criar acessórios

QUARTA – 15/09 – 09h
DESIGN – Cartazes criativos e divulgações melhores

QUINTA – 16/09 – 09h
HOME STUDIO – Edição de som em software livre

MEMORIAL CHICO SCIENCE – OFICINAS

SEGUNDA – 20/09 – 14h
TRANSMISSÕES ONLINE: Como realizar webcasts ao vivo

TERÇA – 21/09 – 14h
REMIXANDO – Criando novas músicas com loops e beats

QUARTA – 22/09 – 14h
TECNOMELODY: Das aparelhagens aos batidões

QUINTA – 23/09 – 10h
MURAIS URBANOS: Técnica de criação

QUINTA – 23/09 – 14h
ANATOMIA DE UM SOUND SYSTEM – Improvisação com rimas, sons e delays

MOSTRA PLAY THE MOVIE

SEGUNDA – 20/09 – 17h
Freestyle: Uma forma de vida (2008) – 45 min – Dir: Pedro Gomes
Dub Echoes (2008) – 80 min – Dir: Bruno Natal
Cine-concerto: Adis Abbeba Dub (PE)

TERÇA – 21/09 – 17h
Do Morro? (2010) – 20 min – Dir: Mykaela Plotkin e Rafael Montenegro
Moleques Maravilhosos (2010) – 30 min – Dir: Cristiano Bastos e Pedro Hahn
Cine-concerto: Anjo Gabriel (PE)

QUARTA – 22/09 – 18h
O Rei da Munganga (2008) – 70 min – Dir: Carolina Paiva
Cantoras do Rádio (2009) – 81 min – Dir: Cristiano Xavier de Oliveira
Brega S/A (2009) – 60 min – Dir: Vladimir Cunha
DJ Set: Patrick Tor4

QUINTA – 23/09 – 18h
Profissão Roadie (2010) – 50 min – Dir: Gabriel Câmara e Gilmar R. Silva
Bitols (2010) – 75 min – Dir: André Arieta

DEBATES (AESO)
QUARTA – 22/09 – 10h
ONDAS DE RÁDIO PARA TODOS: QUEM TEM VOZ NOS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO PÚBLICOS?
Patrick Tor4 (ARPUB) / Alexandre Ramos (TVU)

QUINTA – 23/09 – 10h
DEMOCRACIA DE LINKS: COMO IDENTIFICAR NOVOS E PROMISSORES TALENTOS NA INTERNET?
Tiago Agostini (Scream&Yell) / Mateus Potumati (+Soma) / Alex Antunes (Na Agulha)

24 e 25 de setembro: Centro de Convenções da UFPE

DEBATES (UFPE)
SEXTA – 24/09 – 15h
PCULT: MOBILIZAÇÃO POLÍTICA EM TORNO DE AÇÕES CULTURAIS
Pablo Capilé (Fora do Eixo) / Gilberto Monte (FUNCEB) / Rafael Cortes (Fundarpe)

SÁBADO – 25/09 – 15h
MECENATO CULTURAL: O PAPEL DA INICIATIVA PRIVADA NO FOMENTO À CULTURA MUSICAL
Red Bull / Trident / Renato L (Prefeitura do Recife)

LANÇAMENTOS DE LIVROS
18h (Intervalo entre os shows da Sala Cine UFPE)
SEXTA – 24/09 – Música Ltda. (Leo Salazar)
SÁBADO – 25/09 – Devotos: 20 Anos (Hugo Montarroyos)

release:

Chegando ao seu 7º ano de vida, o festival No Ar Coquetel Molotov dá mais um passo em sua trajetória marcada por shows memoráveis e por consolidar no Recife um público que prestigia e aplaude calorosamente o evento. Em 2010, apresentado pelo Conexão Vivo e Petrobras, o festival prossegue com uma programação musical que prima pela ousadia e qualidade artística e ainda amplia seus dias de evento com mais oportunidades de aperfeiçoamento técnico e momentos de reflexão cultural.

E se expandindo para além do Recife, o Conexão Vivo apresenta uma edição especial do festival No Ar Coquetel Molotov em Salvador, que conta com aprovação do edital FazCultura, do Governo da Bahia. A edição baiana do festival acontecerá quase que simultaneamente à edição do Recife, com alguns shows em comum e outras atrações exclusivas. Em Salvador, os shows acontecerão na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, nos dias 25 e 26 de setembro, em parceria com a Caderno 2 Produções Artísticas.

Além dos shows nas etapas do festival No Ar Coquetel Molotov no Recife e Salvador, o Coquetel Molotov também realiza mais uma edição do projeto Invasão Sueca, desta vez com atrações femininas vindas da Escandinávia. Taxi Taxi!, Anna Von Hausswoff e Taken By Trees fazem shows no Recife nos dias 24 e 25 de setembro e se apresentam também em Fortaleza, no Órbita Bar, no dia 26, e em São Paulo, com shows no SESC Pompeia nos dias 24 (Taken By Trees e Anna Von Hausswolff) e 30 (Taxi Taxi!).

Atrações – Após uma maratona de quase um mês de atividades, o festival No Ar Coquetel Molotov 2010 atinge seu auge nos dias 24 e 25 de setembro, de volta ao Centro de Convenções da UFPE, palco que sediou shows memoráveis na história do evento como o Teenage Fanclub, em sua primeira edição, os americanos do Tortoise, em 2006, e o encontro de Marcelo Camelo e Mallu Magalhães, em 2008. Além do palco principal, no Teatro da UFPE, o festival realiza uma “matinê” de apresentações ao vivo na Sala Cine UFPE, agora reformada e com maior capacidade para o público.

Será na Sala Cine UFPE onde se apresentarão os grupos Voyeur (PE), Massarock (SP), Taxi Taxi! (Suécia) e Bemba Trio (BA), na sexta-feira, a partir das 17h. No sábado, no mesmo horário é a vez de shows com os grupos Wassab (PE), Ubella Preta (PB), Anna Von Hausswoff (Suécia) e Do Amor (RJ). O acesso para os shows neste espaço é gratuito.

Teatro – O grande destaque e que encerra a primeira noite de evento no Teatro da UFPE é o cantor pernambucano Otto, que mostra com sua grande banda o repertório do incrível disco “Certa manhã acordei de sonhos intranquilos”. Otto não se apresenta no Recife desde o carnaval, mas de lá até agora, ele tem alcançado vôos cada vez maiores, tendo sido headliner na edição baiana do Conexão Vivo e com música até em trilha de novela.

Na sexta-feira, apresentam-se também a cantora francesa SoKo e Zé Cafofinho e Suas Correntes. Com canções simples de melodias cativantes e de letras intensas tal qual seu primeiro hit “I’ll kill her”, a jovem SoKo surgiu como um fenômeno do MySpace e hoje em dia já consegue fazer shows com ingressos esgotados na Escandinávia, Inglaterra e Austrália. Imagine o encontro entre Beirut e Bezerra da Silva. Assim pode ser descrita rapidamente a música que o multi-instrumentista Tiago Andrade, conhecido como Zé Cafofinho, faz com sua banda. Maduro na inventividade e seguro em seu olhar poético e social, “Dança da noite”, seu segundo disco traz participações especiais de Arnaldo Antunes e Rildo Hora.

A noite de sábado no Teatro da UFPE começa com o show de lançamento do disco de estreia dos pernambucanos da A Banda de Joseph Tourton. O grupo, que foi alçado a condição de revelação no festival No Ar 2008, agora retorna ao evento tocando as composições de seu disco, produzido por Felipe S e Marcelo Machado, da Mombojó, e contemplado pelo Programa Petrobras Cultural. A banda, de som instrumental, apresenta um som maduro e repleto de referências que vão de grupos como Hurtmold e Tortoise a Nação Zumbi e Asian Dub Foundation.

A cantora Victoria Bergsman dá continuidade à noite de shows com seu projeto solo Taken By Trees. Victoria, que é uma das fundadoras do The Concretes, é bem conhecida mundo afora por sua parceria nos vocais com o trio Peter Bjorn and John no hit “Young Folks”. Apesar da veia pop inerente, Victoria curte o experimentalismo musical de grupos como Animal Collective, de quem fez uma versão para a música “My Girls”, presente em seu segundo e mais recente disco, “East of Eden”, gravado no Paquistão com percussões, flautas e instrumentos de corda da cultura Sufi.

Dando voz à um dos mais versáteis rappers da atualidade, o No Ar 2010 vem trazendo pela primeira vez ao Recife o EMICIDA. Nome da vez no hip hop brasileiro, Roque de Oliveira fez do apelido uma sigla que significa “Enquanto Minha Imaginação Compor Insanidades Domino a Arte”. EMICIDA coleciona um grande número de vitórias incontestáveis contra seus adversários em batalhas de rap e improviso, graças a suas rimas precisamente ácidas e debochadas. Suas mixtapes vendem pela Internet como água em dia quente porque ele consegue com versatilidade, descontração na medida certa e profundidade literária fazer um rap que conquista qualquer espectador em seus shows.

E finalmente, encerrando a última noite de eventos, o festival No Ar Coquetel Molotov tem a honra de apresentar em solo recifense um dos maiores ícones do rock alternativo dos anos 90: Dinosaur Jr. Com guitarras altas, distorção e barulho somado a um som temperado por letras depressivas, vocais desleixados e riffs melódicos, o Dinosaur Jr criou um estilo que foi seguido por boa parte do cenário alternativo em meio a um cenário dominado pelo punk e hardcore nos EUA daquela época.

Com mais de 20 anos de estrada, nem mesmo o tempo que J. Mascis e Lou Barlow pararam com a banda e se dedicaram a seus trabakhos solos, no começo dos anos 2000, deixou a banda desmotivada. Os dois últimos discos do Dinosaur Jr receberam muitos elogios da crítica e “Farm” (2009) ficou em 36° lugar entre os 50 melhores álbuns de 2009 do site Pitchfork. Não é à toa que Dinosaur Jr. é citado como grande influência para o Sonic Youth, Nirvana, Mudhoney e toda uma geração de bandas surgidas nos anos 90.

Prévias – Em sua programação oficial, o No Ar 2010, conta com debates, workshops, mostra de filmes, lançamento de livro, exposição e muitos shows. O início do festival acontece no dia 03 de setembro, com o projeto Coquetel Molotov no Pátio Sonoro, com shows das bandas Team.Radio (PE) e Labirinto (SP) no Pátio de São Pedro. A cada semana, grupos locais e nomes nacionais se apresentam no palco do Pátio de São Pedro em uma parceria do festival com o projeto Pátio Sonoro. As bandas Sweet Fanny Adams (PE), Apanhador Só (RS), D.Mingus (PE), Debate (SP), The Baggios (SE), Semente de Vulcão (PE) e FireFriend (SP) completam a escalação de shows no local.

No dia 18 de setembro, o projeto Ouvindo Música, do Santander Cultural recebe em parceria com o festival No Ar Coquetel Molotov o cantor paulistano Rômulo Fróes. Considerado pela crítica como um dos compositores mais incríveis do início deste século na música brasileira, Rômulo foi do samba ao experimentalismo roqueiro mantendo sempre em sua carreira uma preocupação com a canção. Com três discos lançados, sendo o último “No Chão Sem o Chão” um ousado disco duplo com 33 músicas, o cantor vem ao Recife pela primeira vez e se apresenta em um show solo no local, às 17h, com ingressos a R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia).

Oficinas – A partir do dia 13, tem início a Plataforma Integrada de Encontros Musicais no Centro Tecnológico de Cultura Digital – Nascedouro de Peixinhos, com oficinas voltadas a comunidade local, com técnicas aplicadas a áreas como empreendedorismo cultural, moda, design e música. As inscrições são gratuitas e limitadas a 20 pessoas em cada dia, mas a preferência nas vagas fica para moradores de Peixinhos. Na semana seguinte, entre os dias 20 e 23, o Memorial Chico Science abriga uma segunda rodada de oficinas, desta vez com conteúdo mais avançados focados na música, com temas sobre Transmissão de Shows na Internet, Remixes musicais e Sound System para produção.

Em um dos dias do Laboratório de Arte, Música e Ideias no Memorial Chico Science, o artista plástico Stephan Doitschinoff, conhecido como “Calma”, realiza um bate-papo com o púbico falando de sua técnica e mostrando um vídeo sobre suas obras. Calma é uma figura singular no mundo dos designers. Influenciado por motivos religiosos, candomblé, umbanda, folclore e gravuras alquímicas, o trabalho dele consegue fundir o universo pop do grafite ao universo devocional medieval. Nos anos 90, antes de trabalhar com murais e telas, o artista fazia cenários de shows de bandas punk e capas de discos.

Debates – Em parceria com a Faculdade Barros Melo – AESO, o festival No Ar 2010 realiza seminários e debates nos dias 22 e 23 de setembro no auditório da faculdade pela manhã. Jornalistas e produtores culturais convidados de outras partes do país participam de discussões sobre temas ligados à crítica musical e a difusão das informações nos meios de comunicação. Nos dias 24 e 25, os debates passam a acontecer no Centro de Convenções da UFPE, focando temas como incentivo cultural privado e mobilização dos agentes culturais nas políticas públicas.

Após os debates nos dias 24 e 25, o Centro de Convenções da UFPE também será o local escolhido parao público conhecer alguns dos mais recentes lançamentos de livros voltados para a área musical. O jornalista e produtora cultural Leo Salazar e o jornalista Hugo Montarroyos vão apresentar ao público seus livros “Música Ltda.” e “Devotos: 20 Anos” respectivamente. Através de um bate-papo, autógrafos e venda dos exemplares, os dois irão falar sobre seus trabalhos.

Cinema – Documentários inéditos e filmes de cineastas independentes de várias partes do país integram a programação da Mostra Play The Movie. De norte a sul do país, diversos personagens e cenas musicais dialogam entre si na mostra deste ano, montando um belo quebra cabeça de estilos e gêneros. A Play The Movie volta a acontecer no Cine-Teatro Apolo, entre os dias 20 e 23 de setembro, com sessões a partir das 17h e com entrada gratuita. As bandas Anjo Gabriel e Adis Abeba Dub fazem cine-concertos nesta edição da mostra apresentando ao vivo suas músicas como trilha para outros filmes. No terceiro dia de exibição, o DJ Patrick Tor4 apresenta sua discotecagem após a exibição de “Brega S/A”.

Entre os demais filmes selecionados estão o documentário “O Rei da Munganga”, de Carolina Pires, sobre a vida e obra do irreverente cantor paraibano Genival Lacerda. A irreverência continua na tela do cinema com a exibição de “Do Morro?”, de Mykaela Plortkin e Rafael Montenegro, com a trajetória do fenômeno João do Morro. O rap e o reggae ganham espaço com a exibição dos documentários “Freestyle: Um estilo de vida”, do cineasta Pedro Gomes, e “Dub Echoes”, de Bruno Natal.

E além dos documentários apresentados, a Mostra Play The Movie deste ano encerra com a ficção “Bitols”, de André Arieta. Evidente troça com o nome do quarteto de Liverpool, “Bitols” narra uma noite dos anos 90 na vida dessa fictícia banda gaúcha, entremeada por participações especiais e imagens de arquivo de ícones do rock gaúcho como Frank Jorge, Plato Divorak e Júpiter Maçã.

Histórico – Antes de se tornar festival, o Coquetel Molotov surgiu como um programa de rádio. Foi no ano 2000, quando o embrião deste projeto apareceu pelas mentes de Tathianna Nunes, Viviane Menezes e Thiago Marinho em um programa piloto, que em pouco tempo passou a ser veiculado duas vezes por semana, ganhando as colaborações de Ana Garcia e Jarmeson de Lima. O programa Coquetel Molotov, que atualmente é transmitido na Universitária FM, foi por um bom tempo o único programa das rádios FM de Pernambuco que divulgou, de fato, o trabalho dos novos artistas do cenário pernambucano e independente brasileiro. De lá pra cá, o projeto amadureceu e está focado na abertura de um espaço cada vez maior para a valorização dos grupos e artistas independentes.

Mundo Livre S/A, Eddie, Profiterolis, Academia da Berlinda, Devotos, Júlia Says, Siba Vamoz!, China, Isaar, Alessandra Leão, Sweet Fanny Adams, Chambaril e Mombojó foram só algumas das bandas e artistas que passaram pelo programa Coquetel Molotov nos dois últimos anos. E apesar das mudanças em sua equipe principal e as eventuais mudanças de horário e dial, o Coquetel Molotov sempre manteve seu compromisso inicial de “tocar música boa”, seja ela de qualquer estilo e região.

E neste meio tempo, surgiu o festival No Ar Coquetel Molotov, que em sete anos percorreu uma gratificante trajetória, provando que não é preciso subestimar o gosto popular para se fazer um evento de sucesso. O festival, que nasceu no Recife em 2004, surgiu com a necessidade de se tornar um diferencial na região, primando em sua programação pela criatividade e pela constante inovação. Esta sintonia entre público e produção fez com que o No Ar Coquetel Molotov tenha crescido gradativamente e tenha conseguido lotar a capacidade do local onde é realizado nos últimos anos.

O festival já trouxe ao Recife grupos como Beirut (EUA), Nouvelle Vague (França), Tortoise (EUA), Peter Bjorn and John (Suécia), Spleen (França), Those Dancing Days (Suécia), CocoRosie (EUA), Sebastien Tellier (França) e Teenage Fanclub (Escócia), além de muitos outros. Crescendo a cada ano, o festival se torna sucesso entre público e crítica não apenas por sua programação internacional, mas também pela diversidade de suas atrações locais e nacionais. O foco na qualidade musical está sempre presente no festival, que tem uma preocupação constante em trazer nomes interessantes da cena independente em seus diversos estilos: folk, rock, experimentalismos eletrônicos e o que mais couber.

Conexão Vivo – Assim como o festival No Ar Coquetel Molotov, dezenas de projetos musicais de todo o país fazem parte do Programa Conexão Vivo, que reúne shows, festivais independentes, gravação de CDs e DVDs, produção de videoclipes, programas de rádio, oficinas e seminários que compõem uma rede nacional e permanente de atividades culturais envolvendo artistas, gestores e produtores culturais, iniciativas públicas e privadas.

O Conexão Vivo realiza ao longo do ano um circuito próprio de eventos onde toda essa diversidade de ações acontece conjuntamente. Além disso, o programa também está presente em muitas das mais importantes iniciativas da cena musical brasileira, seja com o patrocínio de projetos ou parcerias artísticas em eventos de destaque no calendário nacional, e outros festivais independentes.

A construção e articulação de redes culturais nacionais, em diferentes segmentos artísticos, é o foco da Política Cultura da Vivo, que tem no Conexão Vivo uma de suas principais iniciativas. Detalhes sobre as outras linhas de atuação e sobre as formas de participação nos Programas Culturais Vivo estão disponíveis no www.vivo.com.br/cultura. E para saber mais sobre o Conexão Vivo, acesse o portal www.conexaovivo.com.br.

Programa Petrobras Cultural – O festival No Ar Coquetel Molotov é patrocinado pelo Programa Petrobras Cultural, que apoia iniciativas culturais em todas as regiões do país. Desde que foi criado em 2003, o Programa já patrocinou mais de mil projetos culturais em todos os estados brasileiros.

Este ano, a Petrobras está investindo R$ 3 milhões em 17 festivais de músicas de todas as regiões do país. Os projetos foram contemplados pela seleção pública de festivais realizada no início do ano. Além da área de música, o Programa Petrobras Cultural patrocina projetos de formação e educação para as artes; preservação e memória; artes cênicas; audiovisual; cultura digital e literatura.

Com a seleção pública de festivais, a Petrobras busca proporcionar acesso democrático aos recursos e ampliar o espaço de circulação comercial e cultural da produção artística brasileira, incentivando ações formadoras de novos públicos e valorizando a cultura brasileira em toda a sua diversidade regional.

Conexão Vivo e Petrobras apresentam:
FESTIVAL NO AR COQUETEL MOLOTOV 2010
De 03 a 23 de setembro: Atividades culturais descentralizadas
Dias 24 e 25 de setembro: Shows no Centro de Convenções da UFPE
Patrocínio:
Petrobras, Vivo, Trident, Fundarpe e Prefeitura do Recife
Apoio Cultural: FADE/UFPE, Faculdade Barros Melo, Red Bull, Literato, Revista Continente, TV
Universitária e Mingus
Ingressos à venda no DeltaExpresso (Shopping Recife, Plaza Casa Forte, Tacaruna e Recife Antigo)
Mais informações: www.coquetelmolotov.com.br

22 comments

  1. Senti falta de um nome na sexta mesmo, quer dizer que nao anunciaram?! Po, a disparidade da sexta pro sabado ta notoria. O Sabado muito melhor.

    Legal que o festival ta tomando conta da cidade mesmo, tem coisa em varios cantos diferentes, destaque pra zona sul completamente excluida do processo, mas isso nao so do Coquetel ne?!

    hehehehehehe

    Foda essas palestras na AESO, muito longe e no meio da manha, dificil chegar, mas tem bons shows e bons eventos durante o mes de Setembro todo.

    Achava que utilizariam mais o Santander Cultural dentro do Festival no ar, mas so pegaram uma data mesmo pro coquetel, quero saber o que vai ter mais nesse mes por la….

    :)

  2. Estou feliz em ver recife, mais uma vez, movimentada por eventos culturais, haja vista que, normalmente, nesse periodo temos poucos eventos, a excessão sempre ficou por conta da mimo(que acontece principalmente em olinda), todavia, desta vez, teremos o coquetel molotov seguindo a mesma formula utilizada este ano pelo Abril pro rock, trazendo shows durante todo o mÊs.
    Vale a pena assisir o show do musico quizado(tive a felicidade de velo em garanhuns, no fig), trata-se de um trompetista que usa elementos jazzisticos e eletronicos, ficou bem conhecido nas participações que fez com a nação zumbi, cidadão instigado, dentre outros, mas, a sua apresentação solo é bem diferente do usual, vale a pena conferir, no dia 23/09, no patio de são pedro..

  3. Caralho! Dinosaur Jr e Firefriend! OBRIGADO DEUS!

  4. algumas bandas boas outras ruins voyver que coisa mais sem graça sem futuro

  5. Acho que todas as bandas que vão tocar são queridinhos do molotov…

    dúvido que eles botassem algo que não fosse querido.

  6. Querinhos sim!!!

  7. Quem não gostou da programação que monte seu próprio festival. Sempre tem alguém pra reclamar, depois de anunciarem Dinosaur Jr ainda tem nego que reclama, deusulivre.

  8. a joseph turton tem uma musica utilizada numa campanha da tv americana! a eddie tem uma na campanha da club social!

  9. sim mas e dai então?

  10. Ei Enzo! Paulinho do Julia Says toca no Voyeur também! É por isso!!!

  11. Quem não gostou da programação que monte seu próprio festival. Sempre tem alguém pra reclamar, depois de anunciarem Dinosaur Jr ainda tem nego que reclama, deusulivre. (2)

  12. Fernando não é por isso não já revi o conceito que eu tinha em relação ao Júlia Says porque 1 show acho que era no maximo o 3 ou 4 eles ainda estavam muito amadores então critiquei por isso fiquei com nausea pode ser que depois que eu veja o show da voyver eu possa rever meus conceitos também essa menina vocalista todo ano tenta um projeto para tentar ganhar o microfonia sempre tem banda passando para tras a única banda legal dela era astar

  13. Dá-lhe Pit!!

    Dinosaur Jr. vai ser foda!

  14. Estarei lá, Puta que pariu Dinosaur Jr *_*

  15. Dinosaur Jr???????????????????

    Não é possível uma coisa dessa em minha cidade, vou me atirar em queda livre no morro da Conceição, genteeeemmmmmm, que maravilha essa notícia, nunca pensei que um dia veria um show dessa maravilhosa,–impetuosa e memorável banda, eles são demais, os melhores, lindos demais, sonzeira monstra, sinistra a sonzeira meu, um divisor de águas na vida de todo mundo que sabe o que é boa música e curte o que tem de mais moderno na cultura pop e no main stream,-sei nem o que é isso mas todo mundo fala então deve ser chique-caraca-vejo voces lá vou logo comprar meus ingressos e de todos os meus amigos que com certeza vão comigo e vamos beber todas e curtir a náite numa boa como uma descolado deve ser;-;recife entra definitivamente no circuito da musica e na rota dos grandes eventos musicais do século e isso merece uma breja bem gelada que tal?

  16. Caralho… tiraram meu comentário? Foi ofensivo… foi? Ah… acho que foi porque eu falei dos LOSER MANOS! Aí ninguém gosta né! Hehehe…

  17. Alexandre, isso é normal aqui. Guilherme Moura e companhia ltda tiram os comentários da galera que detona os “queridinhos” deles. É isso mesmo Loser Hermanos !!

  18. É tudo farinha do mesmo saco, ou melhor, da mesma panela !!!

  19. Pois é… tá beleza mesmo! Essa galera que pinta o nariz é foda mesmo!

  20. poxa galera…! sem palavras… parabéns a todos aí do coquetel molotov, demais a programação!!!!

  21. sei que não é espaço adequado, mas gostaria muito de sugerir pois o melhor carnaval do país já está em cima, então queria indicar uma banda daqui de buenos aires onde estou desde de agosto que me encantou muito, vi a galera tocando na rua perto da praça de maio pelo dia numa tarde normal de terça feira, tudo a ver com o recbeat, se chama DOMINGA PETRONA, tenho eles no meu myspace: http://www.myspace.com/andre__barbosa
    grato, abraços…