Rock In RIO DOCE: Agora vai…

Vamos?

Posted sexta-feira, julho 22nd, 2011 under Notícias.

25 comments

  1. andré barbosa disse:

    eu vou e vc!?

  2. ishaisuhaiuhsauha1 Eu rii vú
    Escrooto não, se amostra! kkkkkkk
    ‘Todos Vai’!(Y) ;D

  3. Ana Carolina disse:

    teste

  4. Ana Carolina disse:

    testeeeeeeeeee

  5. vcs estão sem assunto mesmo que merda !!!!!!!!!!

  6. Recife nunca foi uma cidade rocker… Alguns locais como Jaboatao exibem uma verdadeira face rock and roll, sem modismos e afins. No mais, é samba yeyeye pseudocultural,alfaias aos borbotoes,menina vocal com sindrome de pirry e musicos amigos da turma da prefeitura…
    Por isso, meus caros, que nos ultimos 10 anos NADA DE SIGNIFICATIVO NO MEIO ROCKER aconteceu em Recife. Se tem cabeça falta cabeça pra entender o que diz a cabeça…

  7. Ah…aprendam a fazer rock com o exemplo da verdadeira cidade rockeira do Brasil e seu Porao do Rock!

    Festival bate recorde em arrecadação de alimentos: 174 toneladas nas 14 edições

    O Porão do Rock 2011, o festival mais importante no circuito do rock independente brasileiro, em sua 14ª edição, foi grande sucesso de público. Em Brasília, ponto de culminância do PDR 2011, apenas no primeiro dia (29 de julho), levou cerca de 35 mil pessoas à Arena montada nas áreas interna e externa do Ginásio Nilson Nelson. O público total, no dois dias de evento, foi de 55 mil pessoas incluindo as seletivas em Sobradinho, Taguatinga, Gama e Plano Piloto e, também, as edições em Buenos Aires, São Paulo e Goiânia. Até hoje, segundo a organização, mais de 750 mil pessoas já prestigiaram o Festival.

    O PDR 2011, realizado pela ONG Porão do Rock, Secretaria de Cultura do GDF e Instituto Brasileiro de Integração (IBI), bateu recorde na arrecadação de alimentos. Foram 24 toneladas arrecadadas nos dois dias, as quais serão distribuídas entre 100 instituições carentes atendidas pelo Serviço Social do Comércio (SESC/DF). Somente no primeiro dia, foram 18 toneladas arrecadadas. Os alimentos serão encaminhados ao projeto “Mesa Brasil”, parceiro do Festival, que, neste ano, ainda teve o Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), como correalizador deste projeto, e seus alunos se responsabilizaram em organizar e catalogar as doações recebidas. Agora, contabilizando todas as edições do Festival, já são mais de 174 toneladas de alimentos arrecadados. A Campanha Rock contra a Fome, premiada com certificado de empresa socialmente responsável, é recorde absoluto. Nenhum outro Festival atingiu esta marca.

    O PDR 2011 levou o público à loucura. Foram patrocinadores a Petrobrás, Governo Federal, além da Chilli Beans, UniCEUB eAntarctica Sub Zero, que colocaram nos palcos homônimos, bandas revelação do Distrito Federal para tocarem juntas com os fenômenos do ROCK MUNDIAL. Com o apoio da Cooplem Idiomas, MTV, Hotel Mercure, Triskélion Produções, Capital Comunicação, Clausem Fotografia e da Transamérica FM, a rádio oficial do Porão do Rock 2011, o Evento manteve a tradição de ser 100% Rock.

    Além de passar pela Capital Federal, o evento igualmente esteve, em versões menores, na Argentina, com shows das bandas Satan Dealers, The Tormentos, The DT’s e Jon Spencer Blues Explosion (27/07); São Paulo (28/07), com Jon Spencer Blues Explosion; Goiânia (28/07), com Space Truck e The DT’s; e São Paulo (30/07), com The Tormentos e The DT’s.

    Foi tão grande o êxito do PDR 2011, que, aqueles que deixaram para imprimir seus ingressos na última hora, pelo site do Festival, tiveram de esperar um pouco mais. A cada segundo eram registrados 300 acessos simultâneos e, em determinados momentos, houve picos ainda maiores. Quem resolveu chegar mais tarde enfrentou filas. Fica, portanto, para a próxima edição, a dica: chegue cedo para não pegar fila. De acordo com a Polícia Militar, as noites foram tranquilas, sem registro de ocorrências graves. Nada de roubos, furtos ou brigas para atrapalhar a alegria de quem estava se divertindo no Porão.

    Shows – No primeiro dia de Festival, os destaques foram as bandas Ratos de Porão (SP), que simplesmente abarrotou o Palco Antarctica Sub Zero (dentro do ginásio); Angra (SP), que, como sempre, congregou uma legião de fãs; Hamilton de Holanda (DF), que saiu do palco Chilli Beans ovacionado, surpreendendo a todos com um show roqueiro, com participações do gaitista Gabriel Grossi e a irreverente presença do vocalista Frango Kaos, da banda Galinha Preta. Ainda no mesmo palco, o Helmet (EUA) fez, com certeza, um dos shows mais cobiçados da noite. Mas o Helmet teve, literalmente, de competir com os Raimundos (DF), que lançaram no Festival o DVD Roda Viva (2011). O show foi de 1h30, um dos mais longos do Festival. O público veio abaixo, cantando todas as músicas do começo ao fim.

    No segundo dia do Porão do Rock, as grandes atrações ficaram por conta das bandas Jon Spencer Blues Explosion (EUA) e Symfonia (Escandinávia/BR), que não decepcionaram quem esperou até às 2h da madrugada. Outro destaque, sem dúvida, foram os shows dos gaúchos do Krisiun, Wander Wildner (um dos mais animados da noite) e DeFalla, cujo vocalista, Edu K, fez muitas brincadeiras no palco – como, por exemplo, dependurar-se nas caixas de som. A banda brasiliense Bílis Negra, de Alf (guitarra), Breno Brites (guitarra e voz), Bruno Pietro (baixo e voz) e Fabrício Cinelli (bateria), a cada ano, tem conquistado mais público em Brasília e, neste dia, não foi diferente.

    O festival Porão do Rock 2011 reuniu 43 bandas (20 delas do Distrito Federal) e, mais uma vez, consolidou-se, sobretudo, como evento que prestigia a cena rock – não só brasileira, como a internacional -, mas especialmente da capital do país. No ano que vem tem mais!

  8. Dan Metal Undergroun disse:

    REALMENTE TENHO VERGONHA DA MINHA TERRA, Pra onde eu olho so tem esses carinhas com colarsinho prateado se achando o Fodão e menininhas de 14 anos ja Buchudas, agora querem fazer a imagem do Rock tambem ridicula, se orientem Palhaços ,fiquem nesse mundo lixo de Brega de vcs e deixem o Rock and Rool em paz, uma vez que o Rock nunca precisou de Brega pra nada, pois Brega como toda moda um dia acaba. e ja ta acabando, ROCK IN RIO DOCE QUEQUEQUEQUEQUE , Sou de Recife a 29 Anos e nunca vi algo tão Riciculo como o tal do Brega.

  9. Dan Metal Undergroun disse:

    LIXO MESMO, COMO TODO BREGA LIXO TOTAL!!!!!!!!!!!!!! Essa turminha de brega se acha os fodões mesmo KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  10. è esse Rock in riodoce é muito fajunto, mas ñ deixa d ser ilariante kkkk… [riduculoñseamostraafole]

  11. Minha terra tá fudida mesmo! AuAuAuAUhuAhuHUAuHA!

  12. HUEAHEUAHEUAHEUHAUEHAUHEUAHEUAHEUHAEUHAUEHAUHEA
    era só o que faltava

  13. Tá bom de fechar esse site né?

  14. q merda

  15. bom dia queridos, venho aqui atraves desta pedir ao responsavel uma oportunidade do meu companheiro prestar uma homenagem ao fred mercule, pois ele dubla muito bem e desde os 14 anos de idade e ele agora esta com 42, fomos dia12 na praça sao jorge aqui em campo grande num shwom e la ele se apresentou dublou fre mercules e ai gostarao muito e ate filmou mas ele ainda nao pos no yutub, pois esta esperando meu genro colocar pois ele nao sabe, estivemos vendos algumas pessoas que dublao fredmerc e ai nao tinha nda a ver, querido se interesarem a voces eu mandarei a filamagem dele da festa dos motociclistas e se voces me ajudarem a quem eo responsavel pelo rokim rio me avizem que entrarei em contato para ele poder fazer a apresentaçao dele, ele ate parese um poco com fred, mande um email e colocaremos o video e voces poderao confirma, obrigada e aguardo respostas, boa sorte ai para voces a tenho outro telf: 021 34272728 dificel quem eo couver de fred mercules, tem mais e muito fraquinho.

  16. ROCK ??
    QUE PORRA EE ESSA CARAII… AI MEU OVO VIUM

  17. eu vou e quero frontstage kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  18. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk’

    rialto!!!

    #RockInRioDoce

  19. eca
    vao tomar no cu
    ja basta o rock in rio ter merda
    agora essa poha pra colocar mc sheldon e afins?
    vao se fuder
    façam juz ao nome ‘ROCK’

  20. Ernestino Tripé disse:

    esse tal de heavy metal é uma gritaria louca rapaz, ninguem entende nada, cada guitarra toca uma coisa, o baterista é um insadecido, coisa de louco mesmo, de revoltadinho crasse média proletária do abc paulista meu, que doideira arretada esse som, eles deveriam aprender a trabalhar mais as harmonias, debruçando-se mais tempo sobre a poesia das letras.
    Ao inves disso, parece uma competição de quem toca pior e mais alto, uma balbúrdia generalizada de instrumentos no máximo volume, alto falantes tilintando decibeis aos cuatro quantos e ninguem chama o Dircom, po que merda é essa, não quero mais participar dessa catarse filopeutica.
    não pode tirar foto na galeria de arte do parque dona lindu por que o flash danifica a obra e a escultura, que frescura danada gentem e aqui em casa amarela nesta semana teremos o encontro de duas das maiores bandas de metal de recife, influenciaram todas as bandas atuais; PÉGASUS E BOMBA ATÔMICA CEREBRAL, CARALEO, VAI SER MUITO FODA MEU, xau

  21. po vei, reciferock divulgando uma merd# dessas, bem que vocês poderiam divulgar os shows de verdade do recife, teve show de belhegor e ragnarok no burburinho e não vi divulgação de vocês, vai ter show de dark funeral e nada de divulgação

    só uma dica.
    abraços

  22. Pessoal, o reciferock foi hakeado.
    tomara !

  23. andre intruso disse:

    É…Onde anda a moçada do Recife Rock?? Cade os colunistas entendedores ??A moda passou?? Estao todos ouvindo Ivete Sangalo??

    Eu vou morar la no mato!

  24. Rock???Ai so tem bosta de brega -.-`

Leave a Reply