The Offspring no Recife

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show
THE OFFSPRING NO RECIFE
data: 24/10/2004 (Domingo) – local: Chevrolet Hall
com Democratas e The Offspring (EUA)
Resenha por Guilherme Moura – Fotos por Bruno Negaum

Excitação, excitação, excitação ou A primeira vez a gente nunca esquece…
em 24/10/2004 por Guilherme Moura

Primeira vez que vou ao Chevrolet Hall, pelo menos desde que mudou de nome e a primeira vez dá sempre trabalho… Antes das 18h, congestionamento, vinte minutos para passar o primeiro obstáculo, que foi chegar ao Centro de Convenções e depois mais 20 minutos para achar uma vaguinha no estacionamento lotado.

Pronto, hora de ver The Offspring e Democratas. Vou caminhando sem pressa em direção ao Chevrolet Hall, já são 18h30, grupos de pré-adolescentes passam por mim correndo, todos apressados e muito excitados, afinal não é sempre que se tem uma banda gringa por essas bandas. “Que isso ? fila aqui ?” É! A fila tá longa, quase dá a volta no Chevrolet Hall, um banho de água fria na excitação… quem disse que a primeira vez seria fácil…

Na entrada, fomos avisados que os shows da banda “- Zé Bronca e Dj Elias Cabuz” seriam depois da apresentação do Offspring… “- hein ? Não é mais Democratas ?” “- Ah, essa mesmo!”.

Falando nisso, essa é a primeira vez que vou assistir um show de uma banda de rock do Recife no Chevrolet Hall. Mesmo quando era Classic Hall, eu não lembro de ter assistido nenhum show de banda do Recife por aqui. Talvez alguma banda cover… mas cover não conta, né ? Acho que o último show de uma banda de rock do Recife por aqui foi dos Devotos, que tocou com Charlie Brown Jr, em janeiro de 2003.

Bom, mas vamos aos shows. Hora de Offspring ? Ainda não! As cortinas do palco lateral se abrem, sete em ponto, a primeira vez que os Democratas tocam para um público tão grande. Acho que tem mais de 10 mil pessoas no Chevrolet Hall, hora de “hardcore nordestino”, como disse a banda.

Primeira roda de pogo no Chevrolet Hall, os seguranças se assustam “- O que é isso ? briga ?”. Essa hora a banda já está tocando “Todo Dia” e o som que tinha começado bem embolado, já está melhor. O melhor do show veio a seguir, a participação dos metais (trompete e trombone) da banda Hajjah Arsenal Reggae em duas músicas. Com os metais, o power-trio ganhou mais molho e mandou um ótimo punk-ska.

A banda estava bastante excitada, o que atrapalhou o show. O momento que mostrou isso claramente foi quando no intervalo entre duas músicas, parte do público começou a pedir músicas. A banda reagiu “- Cover não, né ?”, “- Vamos bater palmas!”… e a banda começa a tocar um COVER: “Casinha Branca” (“Ter uma casinha branca de varanda, Um quintal e uma janela, Para ver o sol nascer“), clássico sertanejo tocado por uma banda de hardcore no Chevrolet Hall. Emblemático.

Ironias à parte, a reação da platéia parece ter desconcentrado a banda. A partir daí, a música ficou em segundo plano e o baixista Rafael Infa não parou mais de falar “- Todo mundo unido pelo hardcore!”; “Democratas, vocês ainda vão escutar muito” e a mais interessante: “- Nesse show eu prometi que não ia falar muito… mas vendo essa galera não vai dar… do caralho!”. Depois de mais alguns “do Caralho”, o momento mais ‘do caralho’ foi o mosh de Leco, roadie da banda, de cima do palco de quase 4 metros de altura. Rock!

Para ‘neutralizar’ a enxurrada de palavrões, a banda anuncia a última música do show, um hino católico-infantil “Tem que ter luz, tem que ter esperança. Ter no coração um pouco de criança. A luz do amanhããã…”. 19h30 a banda sai… volta minutos depois e puxa o grito de guerra dos Ramones. Começam a saídeira, mandam uma versão de “Pet Sematary” em inglês ‘raimundico’ , o famoso inglês ‘embromation’, apenas o refrão saía, o resto era só gemidos mantendo a melodia. Punk! (?)

Quase esqueço de falar do público, devia ter umas 15 mil pessoas, eu nunca tinha visto tanta gente no Chevrolet Hall. A censura do show era de 14 anos, mas a média de idade do público não devia passar muito dos 16 anos. Os pais sentados nos cantos, as espinhas na cara da meninada e a reação ‘meio-perdida’ não deixavam dúvidas, Offspring foi a primeira vez de grande parte deles… err… a primeira vez em um show de rock!

Logo após o fim do show dos Democratas, começou uma tortura ‘sonora’, não que o som estivesse ruim, só toca clássico do punk. Mas a cada silêncio entre as músicas, a meninada corre para frente do palco gritando… e nada do show começar. A excitação só aumenta…

Finalmente às 20h21, excitação total, começa a passar a vinheta do Chevrolet Hall, dois minutos depois as luzes são apagadas. Impossível descrever o clima de excitação… mais dois minutos, 20h25, The Offspring abre o show com “Neocon”, primeira música do cd “Splinter”. No palco, apenas o baterista Atom Willard (ex-Rocket From The Crypt) e o percussionista/agitador X-13. Luzes sincronizadas com a bateria e todo público gritando e batendo palmas ao mesmo tempo.

Sem dar espaço para o público respirar, Offspring emenda “All I Want”, “Come Out and Play” e o clima vai crescendo até “Hit That”, a música mais esperada e cantada do show. No palco, o grande destaque é o percussionista, guitarrista, backing vocal e agitador X-13 (sim, esse é o nome ‘artístico’ dele). O galego magrinho que não para de correr pelo palco um minuto e como ele mesmo disse “You all crazy! Thats the rock’n roll idea!”. A banda se dirigiu poucas vezes ao público, nem precisava, tudo que a banda falava era respondido pelo público com mais gritos e palmas. “Lets drink alot” ok! Ordem dada… quem sou eu pra desobedecer, hora de pegar uma cerveja.

O palco é super ‘clean’, sem nenhuma frescura, não tem nem fundo de palco. Os únicos adereços do palco são três ventiladores ao redor do vocalista Dexter Holland, a bateria pintada nas cores do Brasil e umas caveirinhas que enfeitavam a percussão. Ah sim, como eu poderia esquecer… o baixo – “árvore de natal” com luzinhas vermelhas do Greg K.

A partir do meio do show, a banda deu uma reduzida na velocidade, mas o público não, todos pulavam sem parar, mesmos nos skazinhos e na balada “Why Don’t you Get a Job” tocada com violão e palmas. Já estamos na reta final do show, a banda de acelera de novo e manda “Staring at the Sun”, “Nitro” e “Pretty Fly (For a White Guy)”. Aplausos e gritos, o show acabou, olho para o relógio 21h24, exatos 59 minutos de show, que passaram voando.

Mal dá tempo de correr até o bar e pegar outra cerveja, dois minutos e Offspring já está volta puxando um coro de “Hey Ho! Lets go!”, hora de mais Ramones! “Blitzkrieg Bop”. Uma imagem que vai ficar na minha memória pra sempre. Quando acendiam as luzes do público e dava pra uma multidão braços levantados gritando, ou melhor berrado, “Hey! Ho! Lets go!!!!”. Suor escorrendo, sorriso no rosto, mais uma música e o show acaba com uma versão bem acelerada de “Self Esteem”.

Uma hora e dez minutos de show, 20 músicas, um show rápido, direto e sem firulas. Com certeza, o ‘gordinho’ Dexter Holland calou a boca dos que disseram que Offspring cheira a mofo. Esse foi, com certeza, o show de rock de maior público do Chevrolet Hall, e foi apenas, a primeira vez que uma banda rock tocou por lá, desde que a casa mudou de nome. Que venham outros shows!

E pra toda meninada que estava lá pela primeira vez em um show de rock!, pode ter certeza, a primeira vez a gente nunca esquece…

Setlist Offspring (valeu a galera que ajudou, principalmente Renan Veras. Se ainda tiver algum erro… mandem!)

01 – Neocon (intro, colocada na segunda música, ficou parecendo que era uma só)

02 – The Noose

03 – All I Want

04 – Come Out and Play

05 – Hit That

06 – Long Way Home

07 – Gone Away

08 – Da Hui

09 – The Worst Hangover Ever

10 – Gotta Get Away

11 – Want You Bad

12 – Why Don´t You Get a Job?

13 – Americana

14 – Bad Habit

15 – Have You Ever

16 – The Kids Aren’t Allright

17 – Staring at The Sun

18 – Pretty Fly (For a White Guy)

Bis:

19 – Blitzkrieg Bop

20 – (Can’t get) My Head Around You

21 – Self Esteem

Clique na foto abaixo para abrir a PopUp com as fotos do The Offspring em Recife:

CLIQUE AQUI para abrir a janela pop-up com as fotos do show

Links:
» Democratas no RecifeRock
» The Offspring – Site Oficial

——–

Posted segunda-feira, outubro 25th, 2004 under Coberturas.

Comments are closed.