RESENHA: Volver – Acima da Chuva

Volver - Acima da Chuva - 2008

Volver – Acima da Chuva – 2008 (Senhor F)

Escute: Volver – Tão Perto, Tão Certo

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Primeiro a notícia:

”A banda Volver lança seu novo disco em parceria com o portal MySpace Brasil neste dia 3 de julho. Batizado de ”Acima da Chuva”, o disco traz onze canções com a marca registrada da banda recifense. O disco integral ficará disponível para “download” gratuito por um mês, até o lançamento de sua versão física. É o décimo – primeiro lançamento de Senhor F Discos e segundo da banda pelo selo”.

http://www.myspace.com/volverbrasil

Fonte: Senhor F

Agora a resenha: Volver – Acima da Chuva

O segundo disco de uma banda serve, entre outras coisas, para reafirmar a identidade dela. Para deixar claro, de uma vez por todas, qual o tratado estético a ser seguido por ela. Com “Acima da Chuva” o Volver consegue tal intento na maior parte do álbum. E, quando não alcança esse objetivo, deixa explícito algumas influências, sendo Strokes e Los Hermanos as mais visíveis delas.
“Acima da Chuva” supera a ótima estréia do Volver com “Canções Perdidas num Canto Qualquer”. As letras, que já eram boas no primeiro trabalho, ganham um cuidado ainda mais especial neste. Mas o que salta aos olhos mesmo é a evolução vocal de Bruno Souto. Dá para perceber que ele se preocupou bastante com a qualidade da voz em todas as faixas. Parece ter sido essa também uma das preocupações dos produtores Leo D e William P, do Mr. Mouse, que novamente fazem um trabalho primoroso com a banda.
“Acima da Chuva” abre com a bela “Pra Deus Implorar”, e fica de cara a impressão de que estamos diante de um disco do Strokes com Marcelo Camelo nos vocais. Antes que os mais chatos (como eu) se apressem em atirar as pedras, vale ressaltar que a comparação aqui não é depreciativa, muito pelo contrário. Outras duas faixas seguem essa linha: “Não Sei Dançar” e “Tão Perto, Tão Certo”. Esta última sintetiza o trabalho lírico de Bruno Souto, simples e direto, criativo mas sem frescuras, vide o verso “para sentir tão perto sua ausência em mim”. O trabalho de guitarras é notável, assim como a evolução deles como músicos.
Mas é quando o Volver se aproxima do Volver que o disco extrai seus melhores momentos. “Acima da Chuva” não foi escolhida à toa como canção-título. Trata-se da composição que melhor retrata a personalidade da banda, aquela que carrega o DNA e a assinatura do Volver: balada entre o inteligente e o ingênuo.
Outro momento de destaque é “Coração Atonal”, que traz a melhor letra do disco, sem vergonha de citar Elton John e de ser corajosamente brega em sua poética. Aliás, um brega de categoria, diga-se de passagem, pois não é qualquer um que é capaz de escrever algo como “eu desafino com você nesse meu coração atonal”.
Em suma, não dá para escapar do chavão nessas linhas: “Acima da Chuva” apresenta um Volver mais maduro, tanto na parte musical como nas letras. E a conclusão parece lógica: quem gosta do Volver vai gostar ainda mais. Já quem não gosta…

Cotação – ótimo

Volver (divulgação)

Posted sexta-feira, julho 11th, 2008 under Discos.

Tags:

87 comments

  1. Nelson Ribeiro says:

    “Outro momento de destaque é “Coração Atonal”, que traz a melhor letra do disco, sem vergonha de citar Elton John e de ser corajosamente brega em sua poética. Aliás, um brega de categoria, diga-se de passagem, pois não é qualquer um que é capaz de escrever algo como “eu desafino com você nesse meu coração atonal”.”

    tirou as letras de minhas palavras !!!!

    Muito bom esse trabalho que até o momento é virtual,
    esperando a capinha do cd cheia de arte .

    Hey, girl
    Usei Elton John pra dizer que te amo
    Mas errei da sétima vez,
    Na sétima nota do meu piano
    Industrialmente feito pra dizer
    Que eu desafino com você
    Nesse meu coração atonal….

  2. Diogo Silva says:

    O melhor disco que escutei nos últimos tempos!!!
    Melhores músicas: Tão Perto, Clarice e Pra Deus Implorar.

  3. Nelson Ferreira says:

    Fico pensando quanto tempo ainda, os cegos dessa cidade vão demorar para descobrir a Volver. Não só a cidade do Recife e nosso estado, mas nosso Brasil. A banda mostra que Recife tem tudo em qualidade para tocar qualquer rítimo. Enquando isso, a Prefeitura e o governo continuam a bancar as panelas falidas.
    Vamos torcer para que a Volver vivendo por muitos e muitos anos com toda essa força. Não só a Volver, mas Mula Manca, Carfax, SFA, AMP, Julia Say e muita gente q tá por ai batalhando e se sustentando para mostrar o trabalho sem precisar de mesadinha do Governo.

    Sou do Recife com orgulho e com saudade
    Sou do Recife com vontade de chorar,
    O rio passa levando barcaça pro alto mar
    E em mim não passa essa vontade de voltar.
    Recife mandou me chamar.
    Nelson Ferreira

  4. Banda mais ou menos.
    Um bom cantor, bons musicos e tudo muito ensaiadinho, mas as musicas são aquela coisa meio clichê, não acrescenta muito a historia do Brasil, aquela coisa meio mamão com suco de uva. As letras não cativam.
    A referida banda não vive da mesada da prefeitura e do governo, isto é verdade. Mas tambem não vive, pois sem a mesadinha do prefeito namorador a coisa não rola macio, entende?
    acho que a Volver já apareceu muito, gastou uma cara com assessoria de imprensa, tocou em vários festivais chapa branca, deu entrevistas, radio e tv, viajou, e coisa e tal, e é isso ai mesmo que vimos, acho que já deu o caldo que tinha que dar, combinemos aqui e agora.
    Oje em dia não da mais para ser uma bandinha boazinha, isso tem aos milhões tocando por ai.
    Nota 6,5 para eles, abnegados musicos da Veneza Brasileira!(falei bonito gentem?)

  5. Ao fantasma Capiba…
    Existe a diferença entre letra e música. Muitas pessoas escutam música em inglês sem nem saber o que o cantor fala, pode até tá esculhambando o ouvinte, mas o carinha gosta do que faz bem. A sintona. Se não gosta de balançar a cabeça de um lado para o outro, tudo bem, Tem muita gente que não gosta, e defendo você por isso. Continue assim, pois músico que é músico normalmente é assim, faz o que gosta,escreve músicas que convivem com o dia a dia dele, sem tá preocupado em agradar produtores,empesários e fãs. Dá uma olhadinha nessa entrevista -> http://www.powerpopstation.blogspot.com/ . Mas não vim aqui para falar nisso. Vim para dizer q a banda nunca gastou um centavo com assessoria de imprensa, pois não tem grana. Mas se tivesse, com certeza gastaria, pois sabemos como é importante ter uma comunicação boa, para ter matérias, pautas, fotos, notas, dicas, entre outros termos usados na imprensa escrita e falada. Tudo que rolou até agora são méritos do próprio grupo e de amigos, que tem a mentalidade de deixar todos informados, ter uma comunicação sempre que possível com esse orgãos, entre sites, blogs, comunidades, jornais, revistas e tvs. Essa situação não ocorre só com a Volver, mas com muita gente da turma de música independente. Todo mundo que rala nessa área de música independente, trabalha assim, até João do Morro, que não é do gênero rock, mas como dito aqui por Hugo, Bruno, Moura e muitos que acesssam: João do Morro é rock, é independente pela maneira de suar e se fuder para divulgar o trabalho. É isso espírito perdido de Capiba. Espero que um dia você tenha um pouco de bom senso e coragem de mostrar a carinha, ter um identidade própria, não ter vergonha, seja tão sincero com essa sua identidade, quando com as boas palavras que você falou aqui nos comentários do Recife Rock!
    Uso as palavras do outro fantasminha que tá aqui nos comentários – Nelson Ferreira – Sou do Recife com orgulho e com saudadas … Mas as vezes me dá uma vontade de chorar!

    Maurício Guenes

  6. Patrícia Ramos says:

    Agora é sério: se considerarmos o Rock como um gênero sem misturas ou regionalismos, a Volver é de longe, a melhor banda de Pernambuco. Isso é fato!

  7. Patricia e Mauricio, não levem a crítica para o lado pessoal, é apenas ao som da banda e se alcance.

    Pretem atenção: Definitivamente, não basta voce, a outra, o amigo, o parente e meia dúzia de gatos pingados acharem o que voces acham. Isso chamam de gueto. Pronto, acabou.
    O fato é que essa banda está ai a um tempo e nunca saiu muito disso, é um fato e não adianta se revoltar contra isso nem tentar mudar isso com argumentos suspeitos e tudo mais.

    querer é algo diferente de poder.

    Não me interessa o processo da banda, se fez tudo certo, se pagou a alguem ou não, se isso ou aquilo, a verdade é que a Volver, gostem ou não, ficaram naquela média cruel, nem lá nem cá, uma banda mediana que está muito longe de conquistar um público numeroso e fiel. sobre as letras, quando voce diz que letra é uma coisa e música é outra. realmente faltava voce falar isso e nos mostrar o caminho da luz, pois todos nós pensávamos que era tudo a mesma coisa. Não diga Mauricio, descobrise a pólvora. Musica estrangeita agente não entende mesmo e fica curtindo o som, mas quando a banda é nacional, com uma musicalidade mediana, a letra é fundamental para cativar. E isso tambem a Volver é muito fraca.

    Não me queiram mal nem me odeiem por achar a Volver uma banda muito limitada e que gostem ou não não foi a lugar nenhum, pois não traz nada de novo no front falei?

  8. fato é fato.
    Factóide e factóide.
    Presunção é presunção.
    Vontade é vontade.
    Balela é balela. um beijo.

  9. boas são essas bandas que um dia j’;a foram independentes;

    Jota questa
    Skank
    Paralamas
    titãs
    Charlie Brown
    Pitty
    Rappa

    que vendem discos, lotam shows, tocam na rádio, na Tv e não ficam dando reles desculpas para isso ou aquilo. Agradaram logo de cara, pá e pow!
    entenderam menininhos revoltadinhos?
    voces não devem gostar dessas bandas pois a inveja é triste mas ser um compositor de hits não é para qualquer um, acho melhor voces migrarem com suas trouxas para outro terreiro amigos,
    muito fraca essa banda e ponto final!

  10. Rafael Góes says:

    Acho que o Volver está abrindo uma clareira que incomoda em vários sentidos, como sempre rola com coisas que estão prestes a aparecer nacionalmente e levar o nome de Recife de volta para a palta musical; eles são bons músicos, criativos, não tem vergonha de dizer que gostam de Guilherme Arantes (como vi na entrevista que o Maurício colou) e além de tudo são uns caras legais, pelo que conheci. Vejo que no palco eles se divertem juntos e parecem não estar preocupados com inovar nada, já vi o próprio vocalista falando isso numa entrevista. Mas mesmo sem essa preocupação eles inovam. Achei o disco muito bacana, não acho que a voz de Bruno lembre a de Marcelo Camelo, aliás, são beeem diferentes. Volver estou com vcs, parabéns pelo disco!

  11. Rafael Góes says:

    Ah sim, pô Capiba, quer inovação? Faz a inovação ae meu chapa! Fica só de léro meu velho. Grava um frevo, bota de trás pra frente e sóca uma alfaia no traseiro! hahahaha

  12. Gustavo Marques says:

    Olha, achei o disco da Volver muito bom. Admito que não sou um fã ardoroso da banda ( e nem conheço nenhum do integrantes dela ), mas achei o trabalho novo muito acima, em termos de qualidade, do de outras bandas da cidade. Rock despretensioso e direto, sem muitas firulas e afetações. As letras também são de muito boa qualidade.

    Quanto ao comentário feito por Capiba, que me parece ser uma mulher, não ví o mínimo sentido. Tudo bem que todos devem ter sua opinião independente sobre tudo, mas citar o SKANK, JOTA QUEST, PITTY e por aí vai, como representantes do que há de novo e bom no cenário nacional é realmente uma piada! Eu acho que ela deveria escutar mais as bandas indpendentes Brasil afora e atualizar o seu conceito de novidade musical.

    Vai no Myspace e procura!Garanto que vai achar coisa muito melhor do que essas bandas manjadas que vc citou aí no seu comentário.

    abraço

  13. Quer dizer q pra qualidade das músicas ser considerada boa, a banda tem q inovar ou fazer hits que cheguem a toda massa, agradando a gregos e troianos q vão pra festivais de verão assistir O Rappa e etc juntamente com as Ivetes da vida? Num é pq eles tao no pedestal que sejam bons fazendo hits e são inovadores…eles entraram pra o grande mercado principalmente pq se venderam, não são mais honestos no q fazem…

    Pernambuco vive esse grande problema, pq após o manguebeat e chico science, toda banda tem q ser inovadora e fazer diferente pra poder se dar bem.

    Um ótimo exemplo de uma banda q estourou mundialmente e é até grande referência da volver: Strokes. Por acaso tem algo de inovador no som deles? Pelo contrário, voltaram la p atrás. E hj são referência pra mts bandas. Mas pq? São as músicas q conquistam, se ela é boa, bem arranjada e honesta, vai da certo.

    A volver nesse sentido é mt honesta no que se propõe e fez sim um grande disco, independendo de fazer um som que nao inove (não é a pretensão deles). Eles tocam as vivências deles, suas referências e isso é o q importa pra eles. Antes de criticarem, vcs deveriam tentar entender a historia da banda, suas experiências, sua evolução e sua pretensão. A música quando é honesta, é um resultado disso tudo!

    Parabens a Volver pelo belíssimo trabalho!

  14. Gustavo Marques says:

    Sair do igual, procurando uma sonoridade antiga tb é inovar…

  15. Volver neles!

  16. Parabéns ao Volver. Para mim, a única coisa que importa são as canções. Folk, regae, emo, hardcore, trash, black metal, pop. Para mim não importa, o que importa são músicas como “Pra Deus implorar” e “Não sei dançar”, que são cativantes. E quem não gosta, como o Capiba, é absolutamente normal. Eu não perco mais tempo na minha breve vida para tentar convencer ninguém do que eu acho. Se já tem opnião formada sobre a Volver Capiba, ótimo, acho que o que voCê pensa não está baseado em inveja.

  17. E Montarroyos, que legal que você entendeu o que eu quis dizer. Você sabe que esse é o ônus de trabalhar em algo público. As pessoas acham que são donas, não só da sua obra, mas do indivíduo. Eu só torço para que vocês sigam em frente da melhor maneira possível. De qualquer forma, você já foram pioneiros e prestaram um ótimo serviço. Muitas pessoas são gratas a vocês.

  18. cara. depois de escutar algumas vezes o disco. chego a uma conclusão que para mim é fatal!!

    falar mal do disco acima da chuva é inveja!

    não tem pra onde correr!

    uma qualidade da porra! em todos os sentidos!

  19. Caro capiba, é muito fácil não gostar de uma banda, eu mesmo não gosto do Volver, não ouvi o 1º album, nem vou ouvir o 2º. Porém é um tanto medíocre vim aqui e postar um monte de bosta , achar que música é algo racional e simplesmente rasgar o verbo dizendo que “muito fraca essa banda e ponto final!”. É por essas e outras que vira-e-mexe lemos por aqui nos comentarios do Reciferock um velho clichê: Recife é a pior cidade para a sobrevivencia de uma banda; produtores incompententes, publico acostumado com shows gratuitos, invejosos urrando as maiores asneiras, desrepeito das bandas umas para as outras e incompentencia brutal nossa, do publico, que prefere o esperar Rec Beat para ver as pseudonovidades-do-novo-velho-som-made-in-taiwan, ou esperar para que paulo andré tome um chá de coerencia e chame alguma cousa descente pro APR. Resumindo cara.. se tu não vai ajudar, enfia essas tuas mal-tecladas em algo que feda menos que tua boca.
    Um abraço.

    Boa sorte pra Volver, que apesar de não ter nada a ver com os sons que curto, merece todo respeito!!

    OBS: se tanta gente especializada no estilo de som dos caras rasga o verbo em elogios, qualidade eles têm.

  20. Volver Neles!
    E alfaia no traseiro de capiba!

  21. Concordo com o Capiba. Enquanto todo mundo fica dizendo que o Volver “vai fazer isso e aquilo, levar o nome de (sic) Recife pra num sei aonde”, as bandas que Capiba citou já o fizeram: estão estouradas no Brasil há muito tempo, e todas, desde o primeiro CD. A verdade a música do Volver não é ruim não, mas parece Moptop, Strokes, etc. Não é algo que surpreenda, que chame a atenção de cara.

    E essa estória de dizer que fulano e cicrano criticam uma bando porque tem inveja dela é falta de argumento, na minha opinião. Quem quiser vender o Volver como uma futura grande banda, devia argumentar como chegou a essa conclusão, e não sizer só que a letra é boa. Boa sorte para o Volver e abraços a todos.

  22. A todos que me ofenderam;

    Sinto uma inversão de valores e desvitualização de contexto.
    Eu apenas acho que a Volver é uma banda aguada e sem força. Ponto. e o que isso tem demais? eu sou invejoso por causa disso, sou obrigado a gostar de tudo?
    estamos ou não numa democracia?
    Desconfio muito dos posts elogiosos, podem ser da própria banda e de seus amigo !
    Desconfio que uma banda que precisa ser defendida em um site não tem café no bule. quem é bom não necessita disso. A música fala por si só.
    As bandas que citei acima não revolucionaram nada mas fizeram SUCESSO em suas épocas até hoje.
    E bom é a Volver gente? Ora, para com isso meu amigo! Voces não estão invertendo tudo?
    quer dizer, o bom é a Volver que mal se aguenta das pernas.
    o ruim são bandas que são conhecidas por todo o Brasil e fizeram estória, não apenas posts suspeitos em um site numa cidade pequena e sem relevância no mercado formal de música.
    Um beijo a todos, eu e minhas amigas vamos ao próximo show da Volver mas acho dificil que mudemos de idéia. A banda é ruinzinha mesmo!

  23. VOLVER
    Melodia para os ouvidos e para o coração…
    e para isso não se precisa de explicação!!!

  24. até quando conviveremos com os absurdos proferidos por esse tal de Ariano Suassuna, um sujeito RECALCADO, FRUSTRADO, DESELEGANTE, DESEDUCADO, ANTIÉTICO E INFELIZ?
    Enquanto esse escritor faz essas aulas ridículas que ele se propõem para 2oo gatos pingados, a Calipso toca para uma multidão no mesmo evento.
    O senhor Suassuna realmente não se conforma de não ser lido, não ser um artista popular. A única hora que ele se sente popular é na hora do jogo do Sport, pegando carona na situação.
    O senhor Suassuna, malandramente, como não consegue e nunca vai conseguir ser um artista popular, usa habilmente a estrutura plítica do Estado para se divulgar bem como suas patéticas, arcaicas e frustradas idéias políticas, porque sem isso ele é um nada diante do público.
    Quando o povo ouve Calipso ele se morde, se corrói de inveja. pois jamais conseguiu algo parecido junto ao povo. Ai começa a xingar todo mundo, que o povo é idiota. O povo é idiota é de votar nele isso sim.
    O povo na hora que vota nele é sábio, quando ouve Calipso é idiota.
    Para o bem de Pernambuco e de nossa democracia, que nosso Estado veja-se livre dessa figura horripilante que há decadas assombra nossa música e nossa cultura. Só quem gosta desse encosto são os políticos de esquerda. o povo mesmo nem sabe que essa mala é. Essa mala xinga todo mundo quue é melhor que ele e fica todo mundo calado, ele tem que respeitar aos outros para ser respeitado, por isso é um cara que não merece o respeito de ninguem.
    Fora Suassuna!!! Para de encher o saco de todos!!!!
    Tua mini série na Globo foi um tremendo fracasso, abafado pelos políticos!!
    Algume ai já leu um livro dessa cara ou conhece alguem que já leu?
    algume já viu esse cara fazendo algo de bom com as próprias mãos sem ter o governo por trás?
    Que Pernambuco livre=se logo dessa mala de despeito e oportunismo, que só destila ódio e desunião!
    Suassuna é um dos maiores responsáveis por nossa cultura estar fora do mercado há anos.
    Ariano, porque não te calas?

  25. Desde quando a qualidade de uma banda se mede pela quantidade de discos que ela vende ou a quantidade de pessoas que vão aos seus shows?
    O Velvet Underground, por exemplo, vendeu pouquíssimos discos e tocava pra pouquíssimas pessoas e hoje é uma das bandas mais influentes da história do rock.
    Acho também que esse lance de uma banda não ser boa porque lembra bandas x ou y é um critério um tanto estúpido. Música boa é que se aproxima de vc, que te cative ou te descreva de alguma maneira. Independente de onde ela saiu. O problema que as pessoas não se permitem gostar verdadeiramente ou não, e sim julgar primeiro.
    Enquanto vcs fazem pesquisa de mercado (quem vendeu x milões e quantas vezes apareceu no Faustão), eu vou aproveitando e me jogando sem preconceitos em tudo que escuto.
    Não morro de amores pela Volver e acho que a banda não tem nada de original (mas que banda do planeta faz um som relamente original???), mas vamos combinar que as músicas são muito boas (algumas são verdadeiros hits em potencial) independente se vai tocar nas rádios ou não. Me parece ser uma banda honesta e que está se divertindo. Queria eu saber tocar alguma coisa e fazer parte de uma banda assim.

  26. citando o falecido Tony Wilson, ao ser questionado a respeito do pretenso fracasso de público na noite de estréia da Factory (casa de shows):
    – Fracasso ? Você sabe quantas pessoas havia na Santa Ceia ?

  27. Pois é, nego fala quençao importa quem toca em faustão, mas encontra “hits em potencial”. Volver num é ruim não. Só é igual. A turma diz que essa banda vai levar o nome de pernambuco até o confins do universo, num orgulho que nunca existiu igual. Verdade? não, pura ilusão. Por quê? porque, como a Volver, existem 5.504 bandas, só em São Paulo. Porque a galera de lá vai parar de ouvir uma banda local para ouvir volver, que está só na média das letras melodias? Não vão. Agora, nação zumbi, mombojó, e etc, fazem outra história, com destaque e chamam a atenção. E o sucesso de uma banda se mede por público e vendagem sim. Se não, nenhuma banda tinha acabado até hoje. Aliás, nem seria necessário fazer banda, se a intenção é tocar apenas para o pai e a mãe.

  28. Caro Alemão: eu disse qualidade e não sucesso! Este segundo vem não só com qualidade e sim com trabalho e, MUITA SORTE!!!
    Citando outro Rafel que já postou aqui “Vejo que no palco eles se divertem juntos e parecem não estar preocupados com inovar nada, já vi o próprio vocalista falando isso numa entrevista.”
    Lembrando que o 1º disco da Volver foi o escolhido melhor do ano em um dos principais sites de rock na espanha! E acho q só lá existem 13.726 bandas parecidas.

  29. seus zés manés invejosos…

    vão queimar a lingua … volver vai estourar!!!

    queria conhecer-los pessoalmente para tirar uma onda da porra na cara!

    é foda tem gente torcendo contra…mas não adianta galera .. o que é bom é bom pelo simples fato de ser bom…

    infelizmente pernambuco seria um ótimo estado…mas SEM os pernambucanos!!

    cambada de invejoso!!!

  30. rock, ninguem está torcendo contra a Volver não amiguinho, agente apenas acha a banda uma bosta, passados alguns anos de sua existência.
    Voce é que é uma bicha revoltada e presunçosa, o que tu acha não interessa e querer não é poder. Lasque-se!

  31. kkkkk

    nooosssaaaa !!

    que bofe ousado!

    mostra teu som aqui…e agente diz se tem qualidade ou nao!1

    ah não ser que vc seja mesmo um invejoso e não tem COMPETENCIA…sim eu disse COMPETENCIA…quer que eu repita , bem COMPETENCIA, para fazer um trabalho a altura do disco da volver…

    o espaço tá aberto…mostra ai teu trabalho..garanto que se tiver o mínimo de qualidade…claro que não precisa ser como o exelence acima da chuva…mas se tiver o mínimo de qualdade eu vou ser o primeiro a elogiar…pois é disso que precisamos não de
    comentário invejoso!

    não fale merda!!

    mostre!

    eu mostro o disco acima da chuva como sendo um pernambucano orgulhos de ouvir um trabalho de tanta qualidade…não sou músico mas aprendi a ouvir !

  32. hehehe, ok, Rafael. Não quis dizer que é uma obrigação inovar, porque não é. Quero que se entenda que será muito difícil a Volver fazer o estardalhaço que muitos propagaram aqui, porque segue uma linha mais que conhecida e batida. A banda pode fazer bonito lá fora? até pode, mas, só com muita sorte, chegará a ser reconhecida como um dos grandes expoentes do rock.

    E acho que esse usuário chamado rock deve ser pai ou mãe de um dos integrantes do volver. caro, coloque na sua cabeça que estamos falando do volver, e não dos Beatles, que são praticamente incontestáveis. e, mesmo se fosse, todo mundo tem o direito de achar ruim ou bom. e se o problema são os pernambucanos, vai morar em outro estado. e leva a volver junto contigo que vai ser bom pra eles e pra nós.

  33. ah sim cara. dá uma olhada no myspace dos caras…

    não é só eu que acho massa não o som do disco!

    da uma olhadinha no numero de pessoas que já escutarm em alguns dias de lançamanto!!

    kkkk

    sera que sou eu mesmo que devo me lascar!!

    não estou dando atenção para o que vc escreve aqui não caro amiguinho JAZZ…só estou dizendo que vc é invejoso…não tem pra onde correr!!

    vc sabe disso!

  34. André Mantra (Parte 1) says:

    Sinceramente, há um bom tempo não “presenciava” uma discussão com um nível tão interessante (falo sério!), sobre um trabalho MUITO BOM (o da Volver e do MR.Mouse e por que não, do site através da resenha e anos de trabalho por amor a camisa).

    Embora pessoas inteligentemente covardes (ou escrotas) escondam-se em seus nicks ao invés de usarem nomes que ao menos causem algum reconhecimento do nome/pessoa, para tais comentários SEMPRE denegrindo a imagem dos citados em questão.

    Defendo a liberdade de expressão do “falecido Capiba”, de falar o que bem entende, quando se tem algum CONHECIMENTO para tal, pois, quando isso não ocorre, fica feio! E suas referências de bandas que foram independentes, vamos lá…

  35. André Mantra (Parte 2 e1/2) says:

    Jota Quest – Gastou a sua grana conquistada em shows (covers), dos parentes e qualquer outro meio honesto (acredito) para bancar um álbum que fora adquirida pela SONY MUSIC, a partir disso, deixa de ser independente mesmo.

    Skank – Um caminho idêntico sendo que antes, entraram para o CAST do selo CHAOS, selo destinado a apostas como Chico Science & Nação Zumbi e Planet Hemp.

    Paralamas – Os caras dois deles saíram de BRASÍLIA para estudar e depois foram que formaram a banda no RIO onde havia uma RÁDIO que divulgava DEMOS, ora pois, a EMI, gravadora da maior parte de sua imensa discografia é sediada adivinha onde?

    Titãs – Estavam no BOOM de contratos que a WARNER DO BRASIL, fizera nos anos 80, pois o rock estava despontando como MODA. E somente a partir do terceiro e derradeiro disco do primeiro contrato, que tiveram alguma possibilidade de opinar a respeito do próprio trabalho (independente?), resultado – O melhor álbum da década do gênero.

    Charlie Brown Jr. – Chorão era um cara que se metia em produtoras (vídeo), ou seja, estava sempre no meio artistico além, lógico de ralar (bancar shows e afins), e o primeiro álbum lançado pela VIRGIN fora produzido por DOIS PRODUTORES entre eles Rick Bonadio ( Mamonas Assassinas e CPM 22 NO CURRÍCULO), independente demais…

    Pitty – Talvez a criatura que mais se enquadre na comparação correta de ex-independente da lista do saudoso Capiba – Veio da Bahia decidida a fazer valer seu trabalho de compositora, ex-baterista e vocalista de hardcorde, Pitty não teve dúvidas e foi ao RIO onde pôs seu DEMO nas mãos de Rafael Ramos, ainda sem banda completa, o cara apostou no rock básico com uma mulher a frente dos vocais. Também na estréia dela (álbum e carreira) não eram mais independentes.

    O Rappa – Cariocas, banda formada por músicos de reggae, pessoas bem informadas profissionalmente pois sempre estavam dentro do meio musical, precisavam apenas de um bom vocalista para gravarem material e negociarem um CONTRATO com uma grande gravadora, uma vez que seus amigos do Planet Hemp conquistaram seus trocados através do selo já citado pertecentes a Sony Music Brasil.

    Paralamas e Titãs não seriam NADA sem JABÁ, por TV´S E RÁDIOS.

    Skank, Jota quest, O Rappa e a Pitty – Todos sabem que no mínimo devem 50% a mídia que a MTV oferece.

  36. André Mantra says:

    Não há como comparar isso! Sei como é difícil pra muitos elogiar uma obra pop, e concordo que não deve ter unanimidade, mas pra descer o pau, faça-o com autoridade, informação e segurança beleza?

    Aliás… Volver Neles!

  37. André Mantra says:

    Alemão, sobre ser igual ou melhor EU penso da segunite forma: Originalidade é conversa fiada, o que vale é como se VENDE o peixe. Há muitos trabalhos originais (acredite) que não têm “ressonância”, isto é fato, mas em relação a um trampo POP como é o da VOLVER que falta ou sempre faltará é MÍDIA FORTE + GRANA = FORÇA POLÍTICA (não partidária, ok?).

    Vejam a Bahia com a porra do AXÉ! Qualquer, disse QUALQUER banda faz sucesso em seu estado, no nosso e quaisquer que eles possam difundí-lo. Isto também é fato. Quantas vezes vi “bandas MTV” chegarem aqui e terem centenas de pessoas cantando a plenos pulmões todas as faixas enquanto as bandas locais que os trouxeram sequer tinha uma música, clipe como referência? E olhe que há casos como o do Teatro Mágico e do pasmém, Fresno e Mallu Magalhães (fenômenos, sim via internet), mas são exceções, tem tanta gente, inclusive os citados, sem qualidade artística (não musical, às vezes o inverso, ouviram falar em Wander Wildner?)neste e quaisquer listas de bem sucedidos…

    É que quando tentam denegrir o álbum da Volver, de tabela falam mal de quem os produziram e produzem (MR. Mouse, o álbum e o Maurício Guenes pela produção artística) e do Hugo e o Recife Rock, pois pimenta no olhos dos outros costuma ser uma delícia a quem nada faz.

    Fui.

  38. Estou estupefato com a quantidade e qualidade de asneiras que Andre Mantra diz nesse tópico. Quer mostrar erudição musical, cheio de teorias, querendo bajular a Volver, como se minha opinião fosse ruim e a dele boa. fez até uma biografia digital computadorizada sobre várias bandas, esse cara não trabalha não?
    Vai trabalhar Andre, arrume um serviço de vigia de motel que é melhor que teus comentários e não perde teu tempo falando asneiras que meu ouvido não é nem nunca foi um pinicão de merda.Quanto ao tal de Rock,coitado, parece uma lambisgóia no cio,parece que vai tirar a Volver da forca.Para com isso meu valete,está pegando mal.
    E para encerrar esse assuntado, se os Beatles tem quem não goste,porque essa bandinha de aniversário e batizado Volver não pode ser contestada?voce é tão louco que passados anos de sua fundação,a Volver para a latrina continua como começou, na mesma!Aqui mesmo nesse site já disseram que eles cansaram e já trabalham com outras coisas para sustentar a família e seus agregados.
    Mas o fanatismo é de tal monta que nem os fatos valem, a trajetória da banda. Imagina se eles fizessem sucesso quem ia segura os malucos aqui?Para esses fanáticos tudo que faz sucesso é ruim. Bom é tocar no recife antigo. Ficar no underground, no Garagem enchendo a cara de birita e divagando sobre a energia da música, correndo atrás de políticos e produtor cultural vigarista, muito massa.Te manca o cara!A Volver é daquelas que acha que tudo que toca na rádio é uma merda, mas quando ela toca na rádio avisa para todo mundo, quer dizer, seus amigos, porque todo mundo nem conhece essa bandinha de piquenique!
    E antes que eu me esqueça rock e Andre, vão tomar nos seus respectivos orifícios anais!

  39. DANUZA LEÃO

    Espetacularização -mas que palavrinha!

    OUTRO DIA, num programa de televisão, me questionaram: “se você estivesse no exterior e perguntassem se tem orgulho de seu país, o que você diria?” Sem nem pensar, respondi: “diria que não, não tenho”. Depois achei que, apesar de ter sido sincera, ia pegar mal, diante dos telespectadores; mas pensei. Eu gosto do Brasil, muito, e não só quando ele ganha a Copa. Mas mantenho minha resposta: orgulho não tenho.

    Como alguém pode se orgulhar de um país onde a polícia mata tanto quanto os bandidos, em que a maior parte dos políticos não tem o menor caráter, a menor ideologia, e trocam de partido três, quatro vezes, de acordo com seus interesses? Que recebem um mensalão para votar de acordo com o governo? Que transformaram a Câmara dos Deputados -salvo algumas exceções- em uma delegacia de polícia? Basta abrir o jornal, qualquer dia da semana: 80 por cento das notícias são de escândalos, e a maior parte deles, ligados aos políticos. Os ministros são nomeados não por sua competência, mas para agradar a um partido e tê-lo como aliado, a polícia dá mais medo do que os bandidos, nosso risonho governador só faz viajar, é dinheiro na cueca, dinheiro no escritório do marido de uma governadora, dinheiro para subornar um delegado. Mas de Celso Daniel não se fala mais. Não há uma pessoa que faça um plano sério para reformular a polícia, expulsar a banda podre, para que a população viva sem medo. Se em Nova York conseguiram, por que não no Brasil? Falo sobretudo do Rio, onde se vive em estado de guerra permanente. Na última semana dois amigos foram vítimas de assalto: um teve quatro fraturas no braço, o outro se salvou porque, como era mais gordinho, a gordura protegeu a bala que o teria matado. Isso às seis da tarde, em ruas de movimento.

    Ministros dão declarações na televisão palpitando sobre a maneira como foram presos os empresários e já sinalizando que o habeas corpus iria sair; era pule de 10. Na minha modesta opinião, ministros, sobretudo os do Supremo, devem ter o maior cuidado não só no que falam como também com quem andam. Ministros existem para julgar, e pronto. Penso que a polícia pegou os graúdos na madrugada, antes que um Citation os levasse para longe. E na minha modesta opinião, eles foram detidos não só pelos crimes atuais mas também pelo conjunto da obra. Quem nunca ouviu falar do passado dos três mais famosos presos desta semana?

    Diariamente crianças são mortas por policiais, militares que dão de presente aos traficantes três adolescentes, sabendo que eles seriam assassinados, 271 analfabetos pretendem se eleger, um bispo, apoiado pelo governo federal, quer ser prefeito sem ter nada a ver com a cidade, 262 bebês morreram nas maternidades de Belém desde o início do ano, o Senado contrata 97 novos funcionários a R$ 10 mil, sem concurso nem necessidade, a adolescência que sai à noite para se divertir arrisca a vida, e os brasileiros acham que é normal viver assim. Aliás, onde andará Marcos Valério?

    Quem pode vai morar em outro país; quem não pode vive com medo, enquanto nosso governante morre de orgulho de conviver com os poderosos do mundo. E como a maioria do povo não é politizada -e não interessa aos governos que seja-, vamos piorando, a cada eleição. E se passar a idéia de que só pode se candidatar quem tiver ficha limpa, como se faz com qualquer candidato a entregador de pizza, isso só valerá a partir de 2010 -isso se passar.

    Não, eu não tenho orgulho do meu país. Tenho é muita vergonha do que fazem com ele.
    Subject: ” Não, eu não tenho orgulho do meu país! “

  40. Vixi, que polêmica hein?
    Quem gosta da Volver, gosta. Quem não gosta, não escutem e pronto!
    Eu pelo menos adoro.
    E se os caras tiverem tocando numa esquina, eu vou. Porque não é o lugar q eles tocam q vai dizer se são bons ou ruins.
    Os tricolores vão aos jogos mesmo com o time na 3ª divisão.
    A Volver pode continuar no mesmo patamar em popularidade que eu não tô nem aí! Só quero que eles continuem lançando discos maravilhosos como o Acima da Chuva. Azar de quem não escutar! Eu me alimento é de música boa e não de hype e propaganda.

  41. Fabio casa forte says:

    Sabrina, uma bela mulher de personalidade forte, irreverente , sofredora , masoquista , independente e que muito provavelmente não tem muitas opções de lazer em sua vida feliz e desencanada.

  42. André Mantra says:

    “Estou estupefato com a quantidade e qualidade de asneiras que Andre Mantra diz nesse tópico. Quer mostrar erudição musical, cheio de teorias, querendo bajular a Volver, como se minha opinião fosse ruim e a dele boa.”

    Sua opnião é tão boa que você admite que seus “conceitos” de ex-bandas “independentes”, questionadas por mim são no mínimos coerentes, tanto que não as rebate com argumentos,fatos, mas sim com o seu altíssimo nível intelectual de gente frustada e muito provavelmente reprimido sexualmente – mandando os outros (no caso a mim mesmo) fazer com os “orifícios anais” aquilo que unicamente lhe convém, agora lascou! – não quero saber o fazes com o seu CU, então não me venha me atingir com baixarias, use A R G U M E N T O S. Outra, aqui não FALO – teclo,digito, ok? Ou vossos ouvidos lêem? (se isso não for uma daquelas metáforas de um certo “Coxinha”)

    Você continua sendo BABACA em não usar o SEU NOME tal como um devedor,um foragido, do contrário, um vigia de motel ou de qualquer sauna gay o pegaria – mas “fica peixe” eu não quero nada com o sr, absolutamente.

    Continuo com a minha certeza de ignorar os beatles,e a sua bandinha (que certamente nunca saiu do papel) e qualquer outra por conceito ou desqualificação (musical) e não por preconceito (de qualquer natureza) pelo visto me conheces bem (quem diria?!), pena quem ninguém saiba quem está por trás de um nick de gente literalmente morta.
    Eu trabalho e muito bem, mas tenho tempo pra me ocupar ainda mais, quem sabe lavando ouvido de defunto, mas pra variar de ti ,cabloco, quero distância.

    Seja HOMEM e assuma-se, não vai doer nada, e “respeito é pra quem tem”.

  43. Fernando Barreto says:

    Minha gente, ninguém aqui é DEUS para julgar ninguém, sou o baixista da VOLVER e não estou e nem nunca estive interessado em fazer sucesso,(até porque os anos 80 acabaram quando os 90 chegaram e nenhuma banda fará o sucesso que as daquela época fizeram) sempre quis tocar por diversão, das pessoas gostarem já é outra história. Capiba, você tem todo o direito de gostar ou não da volver ou de qualquer outra coisa que venha surgir no meio artistico seja ele musical, teatral ou videos, mas, vou ser bem sincero, meu pai nunca me viu tocar….rs. cada um da banda tem seus oficios e podem ter certeza acho que os peladeiros nunca vão deixar de jogar fotebol por que não serão jogadores de um clube muito menos da seleção brasileira, VAN GOGH morreu pobre, em vida só vendeu um quadro para comprar alimentos e hoje seus quadros valem uma fortuna (não faço isso a referencia de que a volver algum dia seja um icone da musica brasileira).Aliás, qual banda que hoje vende um milhão de cópias? só o calipso garotada, o ultimo disco dos paralamas vendeu 30 mil cópias e o de capital inicial vendeu 20 mil, e essas bandas não sobreviveria sem midia, ninguém sobrevive sem ela(do meio artistico). Outra coisa, só quem ganha dinheiro com venda de disco são as gravadoras e olhe lá, pois o ultimo trabalho de Vanessa da Mata foi feito com o recurso de 900 mil reais que sairam de projetos de lei de icentivo,que também não vendeu um milhão de cópias, até as gravadoras estão mal das pernas e quem dessa discurssão aqui compra disco?Até Ivete Sangalo não sobreviveria sem a mídia. A internet está ai com tudo o que se precisa e muito mais. As pessoas que fazem parte da VOLVER estão mais interessadas em tocar juntas e se divertir em ensaios e shows, sem itenção de inovar.

    Ps: PETE TOWNSHEND, começou a tocar guitarra para agarrar mulheres porque se achava feio e, formou nada mais nada menos que o THE WHO.

    As coisas começam com certas pretenções e tomam outros rumos, podem acreditar que a VOLVER nasceu com a ideia de amigos tirarem um som no estúdio e com isso as coisas foram tomando outro rumo.

    Entam, parem com essa discurssão que não vai levar a lugar nenhum, respeitem as opniões uns dos outros e pronto.

    sejam felizes, vão nos shows se quiserem se não queserem fiquem em casa assistindo filme e comendo pipoca e viva a liberdade de expressão seja ela qual for.

    Um abraço a todos e não se ofendam mais por ai, pois é feio. hahaha.

  44. andre Mantra, vou repetir pois parece que inteligência não é o seu forte. Bem, vamos lá bichona, eu disse que essas bandas como J Quest UM DIA FORAM INDEPENDENTES, ninguem nasce com uma gravadora no cordão umbilical seu tapado. entendeu agora. se esse tempo como banda independente foi pequeno é outro x, entendeu seu mísico frustrado e revoltadinho!
    e parabéns ao baixista da Volver pela educação na resposta. Mas filho, se música para voce é só um passatempo não fique chateado com as críticas ok? Já que musica é apenas uma brincadeira sem maiores consequências não se chateie ok? um beijo e andre Mantra, vai catar coquinho na feira de Acari meu, tira essa tua banda gorda e cheia de pereba, para de falar merda achando que é um intelectual e faça algo nessa vida, seu bunda!

  45. André Mantra says:

    Capiba, tu já morresse, tá? Não queira mandar ninguém fazer nada, fica na tua, seu intruso!

  46. na verdade,mal conheço a Volver amigos.foi tudo uma boa brincadeira,ver como está o emocional do pessoal.De boa não conheço mesmo o trabalho desta banda mas tirei minhas conclusões,após alguns post só botando pilha:
    esse tal de André se meteu num negócio que em nada dizia respeito a ele e deu um mocado de opiniões,troço muito estranho,nõ sei se querendo aparecer,fazer uma média ou se chegar nos caras da Volver.Esquisitíssimo esse sujeito.
    Quanto aos meninos da Volver achei um pouco de incoerência musicos que tocam por hobby sem nenhum compromentimento real com o mercado,sem maiores aspirações se incomodaram tanto com as críticas.
    Desculpo-me pela brincadeira,pelas ilações e pelas catucadas que dei nesta banda que pelo que ouvi aqui deve ser boa.
    Desejo para todo um bom fim de semana,menos stress em sua vidas e continuo minha vidinha de comerciário e psicólogo fustrado.
    Boa noite.

  47. Pois é galera, a Volver faz musica boa sim. A única diferença é que ainda nao fez um pop pastoso e de fácil aceitação em novelas da globo, como NX Peidas da Vida e Skanks.

  48. fernando barreto falou tudo!

  49. André Mantra says:

    ZZZ…

  50. A briga tá feia aqui para ver quem é mais imbecil, já está ficando pessoal. Quem critica deveria fazer melhor, pois geralmente é frustrado que não sabe nem o que é um acorde de guitarra, ou confunde ela com um baixo.
    Agora pronto, mais um post para vocês perderem tempo metendo o pau.