Ainda sobre o show do Little Joy

Por Guilherme Moura em 10 de fevereiro de 2009

Ficou fantástica essa foto do Chico Porto do JC:

Little Joy no JC - foto de Chico Porto

O que impressiona é que tem umas 15 camêras filmando/fotografando nessa foto. Hoje no Youtube já tem mais de 80 vídeos do show do Little Joy no Recife. Dá uma sacada:

http://www.youtube.com/results.php?search_query=little+joy+recife

Dá pra pra assistir a música “Brand New Start” por uns 5 ângulos diferentes, fora os vídeos de Bruno Nogueira, que ele preferiu postar no Vimeo.

Eu me atrasei e só assisti a última música do show. Então pra compensar vai um clipping dos 3 jornais:

Cenas de devoção para a Little Joy – Por Fabiana Moraes
Jornal do Commercio – 09.02.2009

“Amarante, numa simpatia só, chama para o palco uma fã que personalizou uma camiseta com o nome da banda (o Smile fazendo as vezes de letra O no nome joy). É claro que ela sabia entoar a letra – assim como também é claro que a performance da garota será lançada no You Tube.”

“Sem ter noção do apelo emocional provocado pela junção de duas bandas queridíssimas no Brasil, Fabrizio Moretti começa a tocar os primeiros acordes de Brand New Start, letra composta por ele. “Venham, vamos dançar”, convida. Imediatamente, o palco é invadido por fãs ensandecidos. O clichê não é usado à tôa: teve gente tirando a roupa e ficando só de cueca no meio da confusão. A banda, inexplicavelmente, conseguiu tocar toda a música, com Amarante vez em quando dizendo “Calma, gente”. Os poucos seguranças só apareceram no fim e tiveram trabalho para botar o povo pra fora do palco: para a turba endoidecida, tinha esse negócio de diversãozinha não. “

fonte: http://jc.uol.com.br/jornal/2009/02/09/not_318828.php

Fenômeno // Little Joy em lua-de-mel com seu novo público – Por Lucélia Britto
Uma multidão invadiu o palco do Teatro da UFPE na noite de sábado, durante o encerramento do aguardado show da banda Little Joy.
Diário de Pernambuco – 09.02.2009

“O fenômeno, nunca visto naquele local, é mais uma prova do imenso apelo de Rodrigo Amarante e Fabrizio Moretti, ou melhor, da união de forças das bandas por eles representadas: Los Hermanos e The Strokes. Durante todo o show, Moretti esteve visivelmente empolgado com a recepção dos fãs, que cantaram junto quase todas as letras. Ele inclusive convidou uma fã para dançar no palco, o que incitou os presentes a se posicionarem com mais afinco no gargarejo. Antes de começar a última canção, Brand new start, o músico convidou: “se alguém quiser dançar, pode subir”. O resultado foi impressionante, até porque a banda conseguiu tocar até o fim mesmo com tanta gente empurrando e tirando fotos.”

“Em Shoulder to shoulder, Amarante tocou piano e, ao observar que o pianista Vitor Araújo estava na platéia, brincou dizendo que estava nervoso.
“Este, que pode ser um belo início de carreira, será interrompido pela gravação do novo álbum dos Strokes, banda na qual Moretti é o baterista. Que isso não impeça o desenrolar desta raro exemplo de que popularidade não precisa ser desprovida de talento.”

fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/2009/02/09/viver9_0.asp

Little Joy se consagra no Recife – Por Isabelle Barros
Folha de Pernambuco – 09.02.2009
“Se dependesse das expectativas e reações dos fãs, a próxima apresentação do Little Joy no Recife deveria acontecer em um estádio. O grupo deixou o Teatro da UFPE abarrotado, com um público à beira da histeria, cantando as músicas do único álbum do grupo…”

“No meio da apresentação, uma fã que fez uma camisa da banda aproveitou para subir ao palco, dançou, ganhou abraços dos integrantes e deu a deixa para Fabrizio Moretti fazer um chamado: “Quem quiser dançar, pode vir para o palco”. O público não obedeceu na hora, mas soube esperar. No bis, o convite foi feito novamente por Moretti. O público aproveitou e subiu em peso. Depois da confusão e do fim do show, a certeza era de que o Little Joy pode até não durar, mas já cumpriu o seu papel por aqui.”

fonte: http://www.folhape.com.br

%d blogueiros gostam disto: