Lumo Coletivo promove a Semana Limbo

Bandas de Cuiabá e Uberlândia, além de oficinas, invadem o Recife na Semana Limbo.

Macaco Bong (divulgação)

Semana Limbo
Bandas de Cuiabá e Uberlândia, além de oficinas, invadem o Recife na Semana Limbo.

O Limbo é o lugar onde as almas inocentes vivem sem o olhar de Deus, mas nem por isso infelizes. Recife não possui a maior circulação de bandas, entretanto, ações como as do Lumo Coletivo – e mais trinta e nove outros espalhados pelo Brasil integrantes da rede Circuito Fora do Eixo – vêm facilitando a circulação delas entre os estados, além de possibilitar a troca de informações e tecnologias entre esses agentes da cadeia produtiva cultural.

Desta vez, a música não vem isolada. Ela vem acompanhada de oficinas e eventos, que começam em Boa Viagem e acabam em Santo Amaro, entre os dias 25 e 30 de Agosto.

A semana começa na terça-feira (25), quando os mineiros da banda Porcas Borboletas (Uberlândia) apresentam o repertório do seu novo disco no UK Pub, trazendo de bagagem a experiência de terem passado pelos maiores festivais do país. A passagem do grupo pelo Recife é conseqüência do seu primeiro trabalho, o álbum “Um carinho com os dentes”, já em sua segunda tiragem.

Macaco Bong (Cuiabá) – Uma das maiores revelações do cenário nacional, concorrendo atualmente ao VMB – Vídeo Music Brasil – como “Melhor banda instrumental” e “Revelação”, também não fica de fora do circuito pernambucano e se apresenta no Club Nox, na quinta-feira (27).

Celebrando os eventos, na sexta-feira (28), haverá na clássica Rua da Moeda uma reunião de músicos cuiabanos que tem como proposta exportar a música mato-grossense. O projeto “Música do Mato”, reúne os mais diferentes estilos numa só banda. Além do Macaco Bong, o projeto é formado pelo baixista Ebinho Cardoso, o DJ Rodrigo Farinha, o rapper Linha Dura e o violonista Paulo Monarco.

Oficina e Debate – No sábado (29), os interessados em aprender mais sobre o funcionamento das rádios independentes, podem comparecer ao Espaço Cultural Santo Amaro, onde Felipe Silva e Jovem Palerosi, coordenadores do programa “Independência ou Marte”, de São Carlos (SP), farão palestras e mostrarão novas tecnologias e formas viáveis de como manter uma rádio, tanto no formato padrão, quanto para web. Para se inscrever, basta enviar um e-mail contendo nome e RG para lumocoletivo@gmail.com.

No mesmo dia e local, ainda acontece um debate sobre os fundamentos da Economia Solidária, com o produtor cultural Talles Lopes do Espaço Goma, de Minas Gerais.

A programação se encerra na tarde do domingo, 30. Ainda no Espaço Cultural Santo Amaro, haverá exposição de produtos feitos pelas cooperativas do bairro (costura, culinária, artesanato, etc)  e uma apresentação com bandas da comunidade.

Porcas Borboletas (Foto: Roberto Chacur)

Serviço:

Semana Limbo

Terça-feira, 25
Porcas Borboletas (Uberlândia)
Uk Pub
20h
8$ (homens) / Ladies Free até 22 horas / Clone de chopp até meia-noite.

Quinta-feira, 27
Macaco Bong (MT) e Porcas Borboletas (Uberlândia)
Club NOX
22h
R$ 15 e R$ 10 com o nome na lista (lumocoletivo@gmail.com)

Sexta-feira, 28
Música do Mato (Cuiabá)
Rua da Moeda
22 horas
Grátis

Sábado, 29
Oficina de produção radiofônica com Independência ou Marte – São Carlos (SP)
Espaço Cultural Santo Amaro
9 horas
Grátis

Posted terça-feira, agosto 25th, 2009 under Notícias.

10 comments

  1. de novo! essa galera do lumo só faz evento pra banda de fora. principalmente pro macaco bobo! ô banda sem graça! pra não dizer coisa pior, se não apagam o meu comentário

  2. Iniciativas assim são sempre bem-vindas. Mas as datas (terça e quinta) não são boas e acabam levando pouca gente.

    Correção:
    Música do Mato é o nome da turnê do Macaco Bong, ao menos tem isso o myspace deles.
    http://music.myspace.com/index.cfm?fuseaction=music.showDetails&friendid=119971145&Band_Show_ID=38552705

  3. Oi, PH

    Música do Mato é um projeto de músicas cuiabanos que tem como objetivo exportar a música criada naquele local. Entre eles, se encontra o Macaco Bong, que apresenta essa reunião de artistas, entre eles, um rapper, dj, violonista e baixista.

  4. Quanto às datas, organizar shows são sempre complicados, ainda mais quando dependemos de vários fatores, como situação financeira, local pra dormir, disponibilidade das bandas que vêm de longe e etc. Estamos procurando fazer sempre o melhor. Pode ter certeza disso.

  5. mermão…

    kd as bandas de recife galera?

  6. gabriel cardoso says:

    Quais as bandas de Recife e região que o pessoal aqui gosta?
    Que pagam pra ver, que compram cds, camisetas, que acessam material virtual da banda etc…

    Lista aí pra gente também ir se atualizando. : )

  7. cara não precisa ter isso tudo não, basta dar oportunidade, acho que quem tem banda em recife deveria ter seu espaço independente do gosto musical ou do estilos. em recife não precisa procurar muito não…basta ir num fim de semana dá uma circulada no recife antigo vc vai encontrar uma pá de bandas. que independente do estilo merecem espaço.

    o que acontece é que a turma que movimenta (os produtores) definem qual deve ser o estilo por exemplo, nasce o NUDA ai toda as bandas tem que seguir o estilo dos caras .se não estão fora da cena.. E não é bem assim que as coisas funcionam. HAVY METAL< HARD CORE<EMO<REGGAE, ELETRONICA todos, eu disso todos, merecem espaço.

    nada contra o NUDA ou os organizadores do LUMO. mas é assim que funciona em Recife.

    pode acreditar em Recife existem mais de 100 bandas, e só em recife. aqui no recife rock só aparecem em notinhas de show. e assim vai…o estilo pode não ser o seu. mas isso não quer dizer que são ruins…

    é isso

  8. mermão doido, tem que se ligar, essa galera do Nuda tá com onda, a turma pensa q eles tao conquistando espaço lá fora, mas o q eu sei é q essa galera tá é pagando pra tocar em São Paulo só pra encher a vista dos otário, é isso que é conseguir espaço é?!

  9. GAlera Lembrando q no encerramento terá show da banda CHÃOCÉU.

    Quem não conhece:
    http://www.myspace.com/chaoceu

  10. Só pra compartilhar que a Chãoc’éu , pra mim, é coisa fina.. Canção e poética erguidas em significados, coisa de quem faz naturalmente, de quem é música naturalmente.. Aquele abraço, Galera.. O mundo agradece as magnificas cançòes, Vini.