Saiu a programação do Rec-Beat 2011

Fechando o 3. dia do RecBeat 2011: Marcelo Jeneci

REC-BEAT 2011

PROGRAMAÇÃO
DE 05 A 08 DE MARÇO

SÁBADO – 05/03
20h00 Patrick Tor4 (SE)
21h00 Sweet Fanny Adams (PE)
22h00 Lurdez da Luz (SP)
23h10 Baiana System (BA)
00h30 Spoek Mathambo Live & Spoek Mathambo DJ Set (África do Sul)

DOMINGO – 06/03
20h00 Solis (PE)
21h00 Felipe Cordeiro (PA)
22h00 Guizado (SP)
23h10 Kumbia Queers (Argentina)
00h30 Mombojó (PE)

SEGUNDA – 07/03
17h00 Rec-Bitinho: “Palhaços em ConSerto” – Doutores da Alegria (PE)
20h00 Los Pirata (SP)
21h00 Rhaissa Bittar (SP)
22h00 Handsome Furs (Canadá)
23h10 Odair José (SP)
00h30 Marcelo Jeneci (SP)

TERÇA – 08/03
20h00 Frevo Diabo (PE)
21h00 Criolina (MA)
22h00 Ana Tijoux (Chile)
23h10 Thalma de Freitas (RJ)
00h30 Comunidade Nin-Jitsu (RS)

Local: Cais da Alfândega – Recife Antigo
Aberto ao público
Patrocínio: Prefeitura do Recife
Mais informações: www.recbeat.com.br

release:
NOVIDADES DO MUNDO REUNIDAS NO REC-BEAT 2011
Marcelo Jeneci, Thalma de Freitas, Odair José, Rhaissa Bittar, Comunidade Nin-Jitsu, Guizado, Ana Tijoux e Spoek Mathambo fazem shows no festival que acontece em pleno carnaval recifense

Reconhecido como um pólo de novas tendências no meio do Carnaval pernambucano, o Rec-Beat completa 16 anos em 2011 cumprindo sua tarefa de revelar novíssimos nomes da música brasileira e mundial. E será neste palco que alguns nomes aportam no Brasil com exclusividade e realizam seus primeiros shows no Recife.
Sabendo da importância da renovação na música brasileira e mundial, o Rec-Beat chega em mais um carnaval apostando como sempre no novo e se destacando com uma programação que foge do lugar comum. Artistas como Thalma de Freitas (RJ), Lurdez da Luz (SP), Rhaissa Bittar (SP), Baiana System (BA), Marcelo Jeneci (SP), Patrick Tor4 (SE) e Guizado (SP) vem ao Recife neste carnaval para mostrar ao vivo os seus novos trabalhos no Rec-Beat.
A irreverência, a farra sonora e o humor tão típico do Carnaval do Recife também podem ser encontrados na música que passeia pelo palco do Rec-Beat nas performances ao vivo de Felipe Cordeiro (PA), Criolina (MA), Los Pirata (SP) e Comunidade Nin-Jitsu (RS). E abrilhantando a programação do festival, vem ao Recife um ícone da música romântica nacional: Odair José (SP), respeitado cantor, cuja obra ainda é relegada pelo primeiro escalão da MPB, mas que vem sendo redescoberta pelas novas gerações em tributos e regravações.
As ligações do evento com a música realizada na América Latina e no mundo afora prosseguem e são reforçadas a cada edição. No 16º Rec-Beat, cada uma das noites da programação conta com uma atração internacional diferente. Spoek Mathambo (África do Sul), Kumbia Queers (Argentina), Handsome Furs (Canadá) e Ana Tijoux (Chile) fazem parte do line-up do festival que conta ainda com atrações convidadas do Recife como as bandas Sweet Fanny Adams, Mombojó, Frevo Diabo e a cantora Patrícia Solis, artistas musicalmente diferentes entre si, mas que estão em ótimas fases em suas carreiras.
O festival Rec-Beat possui patrocínio da Prefeitura do Recife e acontece no Cais da Alfândega no Recife Antigo entre os dias 05 e 08 de março, do sábado à terça de carnaval. Mais de 20 mil pessoas por noite circulam pelo local e assistem os shows que rolam no festival, organizado pelo jornalista e produtor cultural Antônio Gutierrez.
Atrações – A primeira noite do Rec-Beat 2011 se destaca por sua diversidade e pelas conexões entre diferentes culturas no mundo. Da África ao Pará, das guitarras baianas aos sons mais urbanos, o sábado (05) tem como atrações as batidas tropicais do DJ Patrick Tor 4 (SE/PA), o rock da Sweet Fanny Adams (PE), o hip-hop de Lurdez da Luz (SP), o dub/dancehall do Baiana System (BA) e o ragga agitado do sulafricano Spoek Mathambo.
O domingo (06) começa às 20h com o show da cantora pernambucana Patrícia Solis e prossegue com o kitsch-brega-cult do paraense Felipe Cordeiro. A noite continua com o show de Guizado (SP), mostrando a amálgama sonora urbana de seu mais recente disco “Calavera” para depois o público ser contagiado pela cumbia eletrônica do grupo argentino Kumbia Queers. O grupo recifense Mombojó tem a honra de encerrar a noite comemorando no palco seus 10 anos de carreira.
A segunda-feira (07), terceiro dia do Rec-Beat começa às 17h com uma programação especial dedicada ao público infantil e suas famílias. É quando acontece o Rec-Bitinho que nesta edição vem apresentar o espetáculo “Palhaços em ConSerto” estrelado pela trupe dos Doutores da Alegria. Quando chega a noite, é a vez do público mais velho apreciar os shows do festival com atrações de diversos estilos que começa com o surf-rock bem humorado do Los Pirata (SP), prossegue com a música da cantora-revelação Rhaissa Bittar (SP) e culmina no indie rock do Handsome Furs (Canadá). O final da noite reserva boas surpresas tendo na música romântica de Odair José e nas elogiadas composições de Marcelo Jeneci uma ligação entre o passado e o futuro da música brasileira.
Neste ano, o último dia do Rec-Beat, a terça-feira (08) coincide com o Dia Internacional da Mulher e com isso, o festival traz na programação a cantora Thalma de Freitas (RJ), uma das estrelas da Orquestra Imperial, na estreia de seu novo show da que se chama “Asé”, ou “assim seja”, no dialeto Yorubá. A mesma noite ainda reserva uma apresentação da cantora chilena Ana Tijoux, também escalada para o Lollapalooza Chile, com seu projeto solo que combina hiphop, breakbeats e toques eletrônicos. Antes delas, o festival ainda reserva shows ao vivo com o frevo turbinado do Frevo Diabo (PE) e a mistura caliente e brasileira da banda Criolina (MA). E o Rec-Beat 2011 se encerra na mistura irreverente de funk, rock e miami bass do Comunidade Nin-Jitsu (RS), responsável pela aproximação destes ritmos no cenário independente do Brasil nos anos 90.

Posted quarta-feira, fevereiro 16th, 2011 under Notícias.

23 comments

  1. jose brasileiro says:

    A UNICA BNADA QUE MI AGRADOU FOI COMUNIDADE NINJSTU, DE RESTO, EM MINHA HUMILDE OPNIAO E A EDÇAO MAIS FRACA !!!!1

  2. Júlio Ulisses says:

    A UNICA BNADA QUE MI AGRADOU FOI COMUNIDADE NINJSTU, DE RESTO, EM MINHA HUMILDE OPNIAO E A EDÇAO MAIS FRACA !!!!²

  3. hip-hop, dub/dancehall, ragga, kitsch-brega-cult, cumbia eletrônica, surf-rock bem humorado, indie rock, música romântica, miami bass. Tudo junto pra me manter distante. Parabéns RecBeat!

  4. Pô, bem derrubadinho. Para o meu gosto só curtir Baiana System e Guizado.
    Melhor zarpar pro Marco Zero.

  5. Parece-me que a única atração interessante nessa edição do Rec Beat é a cantora Patrícia Solis! Taí uma apresentação que não se deve perder. No mais…

  6. PROGRAMAÇÃO MERDA DA PORRA! TEM NEM UMAS BANDAS DE PAUNK, HARD CORE. CADE A DEVOTOS VAMOS VER NÉ.. PRODUÇÃO!

  7. Pouxa!
    Kd volver que num tah esse ano!?
    Seria perfeito volver e mombojo no mesmo dia!
    O jeito vai ser ir a casa amarela pra ve-los!

  8. E as únicas atrações que me agradaram foi Thalma de Freitas e MombojÓ!
    Apesar de ser um festival onde existe a oportunidade de conhecer coisas novas, num senti uma vontade de comparecer aos outros dias. Só na terça onde tem 23h10 Thalma de Freitas.
    e no domingo de 00h30 Mombojó.
    é néh fazer o que!
    ¬¬’

  9. A princípio não gostei da programação, todavia, existem muitas atrações que não conheço que podem mudar minha opinião.
    Independente disso acho desnecessário um show de odair jose no recbeat, pois o que de relevante sua apresentação trará ao festival? será que a intenção de gutie é promover outros shows dele na cidade voltados para a classe média/alta, que gosta mais tem vergonha de admitir(isso até o rec beat, pois ele agora é “cult”).
    Lamento tambem não ter uma atração de blues, como ocorreu no ano passado com magic slim, que poderia ser uma constante pois alem de ter sido uma unanimidade aquele show no ano passado, existe a suposta facilidade de trazer tais atrações aproveitando o fstival de jazz/blues em garanhuns.
    Bem, pelo menos teremos o show do guizado que vale a pena conferir.

  10. Gostei da programação. Show de bola!

  11. S u k u s t h e i n says:

    Se salvam:
    – Sweet Fanny Adams
    Tem um indie rock a se comparar com uma banda gringa.
    – Guizado.
    Contagiante.
    – Spoek Mathambo Live & Spoek Mathambo DJ Set
    Parece ser interessante
    – Frevo Diabo
    também.

    E só. Uma coisa é que eu não entendo. ARGENTINA, sabemos bem, num é lá um grande exportador de música boa. Todo mundo surgi na programação uma banda dela que já sabemos que é fraca e ruim pra cacete.

  12. q porra é essa kd quanta ladeira???????

  13. pagando pau pra são paulo 6 bandas de sampa enquanto só 4 de recife a prefeitura do recife deve cortar esse apoio ao recbeat os caras vem pra cá tocam uma merda qualquer deois vai embora levando uma grana q poderia tá girando aki no estado galera vamos juntos pedir o fim do recbeat !!!

  14. Ainda bem que vou viajar! Rec Beat já me fez deisitir de altas coisas mais agora… Aff!

  15. Odair José e Salsatecnobregaparelhagem..Guite, Vai tomar no olho do ……

  16. Lixo Total…a programação do pátio de são pedro ta bem melhor.

  17. acabou com a tradição do quanta ladeira nas tardes de segunda =/

  18. ALEXANDRE ESCRAVO says:

    BOM

  19. ALEXANDRE ESCRAVO says:

    SEM BIS

  20. atrações legais mais colocaram monbojó no msm dia de nação e d2. :(
    tenso.

  21. Rec-beat é isso. Imprevisibilidade… Quem quiser shows “renomados” opções não faltam. Estarei lá. Abraços!

  22. Pabllo Valle says:

    Guizado! Massa!
    Seria massa se rolasse Wado…
    Bem , Verei guizado e depois só nas Ladeiras… Chorou pro Recbeat…