Tapa na Orelha – Foi muito bom enquanto durou

Por Hugo Montarroyos em 16 de fevereiro de 2011

Final de 2003. Do quarto improvisado como redação do Recife Rock, ligo para Silvério Pessoa. Ele acabava de confirmar sua participação no Rec-Beat de 2004 com o projeto Refinaria. Amigo de outros carnavais, tema da minha monografia, entre dentadas em um sanduba educadamente oferecido, ele pergunta:

– Ainda está na redação do jornal, Hugo?

– Não, agora trabalho num site.

Era a primeira vez que me identificava como repórter do Recife Rock. E, quem diria, realizei todos os sonhos da minha vida através de uma empreitada doida, maluca. Três doidos cobrindo o submundo rock – e o circuito tradicional – de Recife. Sem grana, tudo realizado de forma artesanal, pura poesia, de tão surreal que era. E, graças ao site, conheci o Teenage Fanclub pessoalmente sem precisar viajar para a Escócia. Estreitei minha amizade com os caras do Devotos, que anos mais tarde renderia um livro. Enfim…

Fui feliz. Curiosamente, no momento máximo da minha jornada profissional, com livro lançado e como correspondente de cultura no Nordeste de um grande portal, descubro que não é nada disso. Me decepciono com o jornalismo. Decido trilhar outro caminho.

O problema é que ser jornalista virou algo incompatível com o que quero para a minha vida: passar o dia com a bunda sentada na cadeira e o nariz grudado na internet. Agora, posso dizer sem medo: jamais gostei de internet. Demorei anos para aprender a postar uma foto no site. Considero todo tempo que passo na net como tempo desperdiçado. Minha opinião, óbvio. Melhor largar, já que a diversão acabou.

Vou sentir saudades, claro. Ironia máxima, encontrei em Guilherme Moura, dono do site, arquiteto de formação, o melhor editor e jornalista com quem já trabalhei. Aliás, a maior conquista de todos esses anos no site foi uma só: amigos. E foram muitos os que fiz.

Minhas sinceras desculpas se feri ou magoei alguém. Teve uma fase da minha vida em que realmente me orgulhei de exercer o papel do “crítico escroto que se diverte falando mal dos outros”. Faria diferente hoje? Sinceramente, não sei.

Continuarei indo aos shows, escutando e consumindo discos. Mas este é o último texto “jornalístico” que publico na vida. Foram 11 anos intensamente vividos na profissão, divididos entre rádio, impresso, televisão, revistas e sites.

Meu último pedido: bandas, nao desistam. Coloquem o bloco na rua. Insistam. Se três malucos do Alto José do Pinho cismaram de fazer punk nos anos 80 na perifeira do Recife e venceram na vida fazendo isso, vocês também podem.

keep on rockin in the free world!

 

 

 

 

22 Comments

  1. Ajax Lins
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 8h46 | Permalink

    GRANDE HUGO , BOA SORTE EM SUA NOVA CAMINHADA , VC É UM CARA QUE CONHECI POUCO MAS QUE OS POUCOS MOMENTOS EM QUE NOS ENCONTRAMOS VC DEMONSTROU SER UM CARA SUPER SIMPATICO E GENTE BOA , SEMPRE COM SEU SORRIZO ESTAMPADO NA CARA.
    COM RELÃÇÃO A SEUS TEXTOS SHOW DW BOLA SEMPERE ACOMPANHEI AS COISAS DO RECIFE ROCK , MESMO TENDO MEU TRABALHO COMO MUSICO NÃO INTERESSADO AOS GOSTOS DE VOCÊS TIVEMOS ALGUMAS COISAS NOTICIADAS NO “DEMOCRATICO” SITE DE VCS, E AGRADEÇO POR ISSO.

    GRANDE ABRAÇO .

  2. Henrique Campos
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 10h36 | Permalink

    Po Hugo, que pena velho. Adoro ler teus textos, a forma sincera e sem medo que tu coloca tuas opiniões. Espero que daqui um tempinho tu veja que ainda dá pra escrever sobre rock’nroll e eu possa voltar a ler tuas opiniões por aqui.

    Forte abraço e boa sorte nesse novo rumo de vida.

  3. Saulo M. Diles
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 11h31 | Permalink

    Valeu Montarroyos.

  4. Jarmeson de Lima
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 11h38 | Permalink

    Uma pena a partida jornalística de Hugo. O mundo do rock, sobretudo pernambucano, precisava de mais jornalistas de opiniões sinceras, “honestas e impiedosas”, como diria o lendário Lester Bangs.

  5. Posted 16 de fevereiro de 2011 at 12h23 | Permalink

    Opiniões “honestas e impiedosas” ? Cala a boca ô juiz de escola de samba!

  6. Gustavo Paes
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 12h50 | Permalink

    Valeu, Hugo! Pelos acertos e pelos erros. Internet é um negócio complicado mesmo, é difícil digerir certas situações, além dos “corajosos” de plantão que se escondem atrás do anonimato para falar besteira. Boa sorte na nova empreitada cara.

  7. André Mantra
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 14h08 | Permalink

    Hugo, o que as pessoas não devem imaginar é que o site ficou pequeno para as suas aspirações , afinal, a partir do “Devotos 20 anos” e dos projetos futuros, a colaboração será bem maior, mais estimulante, trabalhosa e gratificante. Por isso, parabenizo pelo os feitos até então pelo Recife Rock! Além do Guilherme, os três Brunos (Arrais, Negaum,Nogueira) pessoas que fazem ou fizeram o único site opinativo, interativo de música nessa cidade.

    “Rock and roll can never die” (Neil Young).

  8. Posted 16 de fevereiro de 2011 at 15h05 | Permalink

    valeu Hugo! Estou em meu quarto organizando meu blog, bem parecido com o seu começo.

    Saúde e Sorte!
    http://www.ecosdaqui.blogspot.com

  9. um admirador
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 15h32 | Permalink

    Que voce seja feliz na nova empreitada, foi um belo e corajoso trabalho. O Jornalismo mudou muito amigo, entendo sua decisão. O Jornalismo de hoje não tem muitos lugares para quem é honesto e corajoso. E que o dom de gostar de música o acompanhe por seus caminhos. Parabéns!

  10. Murtz
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 16h34 | Permalink

    o jornalismo pernambucano está de luto!

  11. Roy
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 16h40 | Permalink

    Bom ,valeu pelos anos dedicados aos boms sons…..como diria o grande Fabio Massari.Mas fica a lacuna e o legado.que apareçam outros como voce!,o rock de uma maneira em geral necessita de soldados prontos pro embate! ate…..

  12. ze
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 16h41 | Permalink

    luto? kkk um bem para a cultura alternativa de recife. agora só falta acabar o coquetel molotov.

  13. ze
    Posted 16 de fevereiro de 2011 at 16h44 | Permalink

    desavenças a parte. essa última lição foi a melhor que já li sua hugo. Não desistir nunca. não importa o que os imbecis falem. boa sorte nos novos projetos…

  14. Rennó
    Posted 17 de fevereiro de 2011 at 0h25 | Permalink

    Boa sorte, Hugo… Continue escrevendo… abs.

  15. Apolônio
    Posted 18 de fevereiro de 2011 at 0h10 | Permalink

    Uma pena… Ficarei com saudades de gargalhar dos textos mal redigidos e sem o menor embasamento musicológico. Eu me divertia muito lendo as bobagens escritas em tom supostamente crítico.

  16. Mia
    Posted 18 de fevereiro de 2011 at 21h09 | Permalink

    Todo mundo que põem a cara a tapa e dá sua opinião, tem lá seus “admiradores” e “opositores” (fato esse que pode ser visto nos comentários)…Só posso dizer q Fico do lado dos admiradores!!

    Boa Sorte Hugo!
    Sucesso :*

  17. Eu
    Posted 19 de fevereiro de 2011 at 10h51 | Permalink

    Hugo!!! Parabens por tudo!!!
    Agora, bola pra frente!!
    Abraco

  18. Eu
    Posted 19 de fevereiro de 2011 at 10h53 | Permalink

    Soh mais uma coisa!!

    Obrigado por gerar os debates mais acalourados aqui desse forum…..
    Era muito engracado ver a galera se doendo com suas materias e comentarios…
    Eu nao vou mentir,.. Me divertia pra caralho…

    Flw

  19. VIRGENS DE OLINDA
    Posted 21 de fevereiro de 2011 at 7h35 | Permalink

    foi sinceramente ridícula a atuação da imprensa na cobertura do fiasco que foi o desfile das Virgens de Olinda no Domingo.
    Trios enguiçados, chuva, desânimo e os jornalistas, já com seus jabás devidamente recebidos, tentando vender um desfile de sucesso, apesar das imagens mostrando o contrário. Deu tudo errado.
    O tal de Pedro Paulo, o que ele fez foi uma vergonha, bem como a cobertura dos jornais tambem.
    ou seja, tava todo mundo comprado mas ninguem combinou com a chuva, mostrando claramente como se faz jornalismo em Pernambco, como é fácil comprar um jornalista!

  20. Posted 21 de fevereiro de 2011 at 9h03 | Permalink

    Da-lhe Monta!!!!!!!!

  21. Luciano Matos
    Posted 21 de fevereiro de 2011 at 9h39 | Permalink

    Caro Hugo,

    Seja quais forem seus motivos e seu futuro profissional, foi com pesar que li sua despedida. Jornalismo é mesmo muito ingrato com a gente. Uma pena saber que depois de ler e gostar de seu livro não terei mais o prazer de ler suas opinioes, criticas e posições sobre música. Uma pena mesmo. Espero que tenha toda sorte nos novos rumos e que continue ligado a música e aos amigos que fez nesse meio, me considero um desses amigos. abraços e boa sorte.

  22. Tati Naára
    Posted 11 de março de 2011 at 14h10 | Permalink

    Meu eterno amigo Hugo. Nao importa o q vão dizer..parabens por tudo ..e q venha novos desafios sempre.
    Estarei sempre do seu lado..bjs

    Meu Amigo..assim posso dizer !