Tapa na Orelha – Foi muito bom enquanto durou

Final de 2003. Do quarto improvisado como redação do Recife Rock, ligo para Silvério Pessoa. Ele acabava de confirmar sua participação no Rec-Beat de 2004 com o projeto Refinaria. Amigo de outros carnavais, tema da minha monografia, entre dentadas em um sanduba educadamente oferecido, ele pergunta:

– Ainda está na redação do jornal, Hugo?

– Não, agora trabalho num site.

Era a primeira vez que me identificava como repórter do Recife Rock. E, quem diria, realizei todos os sonhos da minha vida através de uma empreitada doida, maluca. Três doidos cobrindo o submundo rock – e o circuito tradicional – de Recife. Sem grana, tudo realizado de forma artesanal, pura poesia, de tão surreal que era. E, graças ao site, conheci o Teenage Fanclub pessoalmente sem precisar viajar para a Escócia. Estreitei minha amizade com os caras do Devotos, que anos mais tarde renderia um livro. Enfim…

Fui feliz. Curiosamente, no momento máximo da minha jornada profissional, com livro lançado e como correspondente de cultura no Nordeste de um grande portal, descubro que não é nada disso. Me decepciono com o jornalismo. Decido trilhar outro caminho.

O problema é que ser jornalista virou algo incompatível com o que quero para a minha vida: passar o dia com a bunda sentada na cadeira e o nariz grudado na internet. Agora, posso dizer sem medo: jamais gostei de internet. Demorei anos para aprender a postar uma foto no site. Considero todo tempo que passo na net como tempo desperdiçado. Minha opinião, óbvio. Melhor largar, já que a diversão acabou.

Vou sentir saudades, claro. Ironia máxima, encontrei em Guilherme Moura, dono do site, arquiteto de formação, o melhor editor e jornalista com quem já trabalhei. Aliás, a maior conquista de todos esses anos no site foi uma só: amigos. E foram muitos os que fiz.

Minhas sinceras desculpas se feri ou magoei alguém. Teve uma fase da minha vida em que realmente me orgulhei de exercer o papel do “crítico escroto que se diverte falando mal dos outros”. Faria diferente hoje? Sinceramente, não sei.

Continuarei indo aos shows, escutando e consumindo discos. Mas este é o último texto “jornalístico” que publico na vida. Foram 11 anos intensamente vividos na profissão, divididos entre rádio, impresso, televisão, revistas e sites.

Meu último pedido: bandas, nao desistam. Coloquem o bloco na rua. Insistam. Se três malucos do Alto José do Pinho cismaram de fazer punk nos anos 80 na perifeira do Recife e venceram na vida fazendo isso, vocês também podem.

keep on rockin in the free world!

 

 

 

 

Posted quarta-feira, fevereiro 16th, 2011 under Notícias.

22 comments

  1. GRANDE HUGO , BOA SORTE EM SUA NOVA CAMINHADA , VC É UM CARA QUE CONHECI POUCO MAS QUE OS POUCOS MOMENTOS EM QUE NOS ENCONTRAMOS VC DEMONSTROU SER UM CARA SUPER SIMPATICO E GENTE BOA , SEMPRE COM SEU SORRIZO ESTAMPADO NA CARA.
    COM RELÃÇÃO A SEUS TEXTOS SHOW DW BOLA SEMPERE ACOMPANHEI AS COISAS DO RECIFE ROCK , MESMO TENDO MEU TRABALHO COMO MUSICO NÃO INTERESSADO AOS GOSTOS DE VOCÊS TIVEMOS ALGUMAS COISAS NOTICIADAS NO “DEMOCRATICO” SITE DE VCS, E AGRADEÇO POR ISSO.

    GRANDE ABRAÇO .

  2. Henrique Campos says:

    Po Hugo, que pena velho. Adoro ler teus textos, a forma sincera e sem medo que tu coloca tuas opiniões. Espero que daqui um tempinho tu veja que ainda dá pra escrever sobre rock’nroll e eu possa voltar a ler tuas opiniões por aqui.

    Forte abraço e boa sorte nesse novo rumo de vida.

  3. Saulo M. Diles says:

    Valeu Montarroyos.

  4. Jarmeson de Lima says:

    Uma pena a partida jornalística de Hugo. O mundo do rock, sobretudo pernambucano, precisava de mais jornalistas de opiniões sinceras, “honestas e impiedosas”, como diria o lendário Lester Bangs.

  5. Opiniões “honestas e impiedosas” ? Cala a boca ô juiz de escola de samba!

  6. Valeu, Hugo! Pelos acertos e pelos erros. Internet é um negócio complicado mesmo, é difícil digerir certas situações, além dos “corajosos” de plantão que se escondem atrás do anonimato para falar besteira. Boa sorte na nova empreitada cara.

  7. André Mantra says:

    Hugo, o que as pessoas não devem imaginar é que o site ficou pequeno para as suas aspirações , afinal, a partir do “Devotos 20 anos” e dos projetos futuros, a colaboração será bem maior, mais estimulante, trabalhosa e gratificante. Por isso, parabenizo pelo os feitos até então pelo Recife Rock! Além do Guilherme, os três Brunos (Arrais, Negaum,Nogueira) pessoas que fazem ou fizeram o único site opinativo, interativo de música nessa cidade.

    “Rock and roll can never die” (Neil Young).

  8. valeu Hugo! Estou em meu quarto organizando meu blog, bem parecido com o seu começo.

    Saúde e Sorte!
    http://www.ecosdaqui.blogspot.com

  9. Que voce seja feliz na nova empreitada, foi um belo e corajoso trabalho. O Jornalismo mudou muito amigo, entendo sua decisão. O Jornalismo de hoje não tem muitos lugares para quem é honesto e corajoso. E que o dom de gostar de música o acompanhe por seus caminhos. Parabéns!

  10. o jornalismo pernambucano está de luto!

  11. Bom ,valeu pelos anos dedicados aos boms sons…..como diria o grande Fabio Massari.Mas fica a lacuna e o legado.que apareçam outros como voce!,o rock de uma maneira em geral necessita de soldados prontos pro embate! ate…..

  12. luto? kkk um bem para a cultura alternativa de recife. agora só falta acabar o coquetel molotov.

  13. desavenças a parte. essa última lição foi a melhor que já li sua hugo. Não desistir nunca. não importa o que os imbecis falem. boa sorte nos novos projetos…

  14. Boa sorte, Hugo… Continue escrevendo… abs.

  15. Uma pena… Ficarei com saudades de gargalhar dos textos mal redigidos e sem o menor embasamento musicológico. Eu me divertia muito lendo as bobagens escritas em tom supostamente crítico.

  16. Todo mundo que põem a cara a tapa e dá sua opinião, tem lá seus “admiradores” e “opositores” (fato esse que pode ser visto nos comentários)…Só posso dizer q Fico do lado dos admiradores!!

    Boa Sorte Hugo!
    Sucesso :*

  17. Hugo!!! Parabens por tudo!!!
    Agora, bola pra frente!!
    Abraco

  18. Soh mais uma coisa!!

    Obrigado por gerar os debates mais acalourados aqui desse forum…..
    Era muito engracado ver a galera se doendo com suas materias e comentarios…
    Eu nao vou mentir,.. Me divertia pra caralho…

    Flw

  19. VIRGENS DE OLINDA says:

    foi sinceramente ridícula a atuação da imprensa na cobertura do fiasco que foi o desfile das Virgens de Olinda no Domingo.
    Trios enguiçados, chuva, desânimo e os jornalistas, já com seus jabás devidamente recebidos, tentando vender um desfile de sucesso, apesar das imagens mostrando o contrário. Deu tudo errado.
    O tal de Pedro Paulo, o que ele fez foi uma vergonha, bem como a cobertura dos jornais tambem.
    ou seja, tava todo mundo comprado mas ninguem combinou com a chuva, mostrando claramente como se faz jornalismo em Pernambco, como é fácil comprar um jornalista!

  20. Luciano Matos says:

    Caro Hugo,

    Seja quais forem seus motivos e seu futuro profissional, foi com pesar que li sua despedida. Jornalismo é mesmo muito ingrato com a gente. Uma pena saber que depois de ler e gostar de seu livro não terei mais o prazer de ler suas opinioes, criticas e posições sobre música. Uma pena mesmo. Espero que tenha toda sorte nos novos rumos e que continue ligado a música e aos amigos que fez nesse meio, me considero um desses amigos. abraços e boa sorte.

  21. Tati Naára says:

    Meu eterno amigo Hugo. Nao importa o q vão dizer..parabens por tudo ..e q venha novos desafios sempre.
    Estarei sempre do seu lado..bjs

    Meu Amigo..assim posso dizer !