Do JC: Músicos protestam contra ‘pouco espaço’ dado a artistas locais na programação do Carnaval

Desculpem se vai ficar meio repetitivo esse assunto aqui no site, mas esse assunto não pode passar batido. Essa programação de carnaval do Governo/Empetur está uma vergonha. Os dois textos do Jc Online:

Músicos protestam contra ‘pouco espaço’ dado a artistas locais na programação do Carnaval
Publicado em 24.02.2011, às 11h59 – Do JC Online

Integrantes do Fórum Permanente de Música de Pernambuco se reuniram, nesta quinta-feira (24), na Torre Malakof, no bairro do Recife, para a realização de um ato simbólico. Eles questionam o “pouco espaço dado a artistas locais” na programação do Carnaval 2011 nos polos de animação do Governo do Estado. Entre os artistas que presenciaram a reunião, estão Irah Caldeira e Claudionor Germano. O próximo encontro sserá na próxima segunda-feira (28), às 10h, na Praça do Arsenal.

De acordo com os músicos, o edital lançado pela Fundarpe no final do ano passado não está sendo respeitado e a política utilizada para a contratação das atrações vai contra o que vinha sendo colocado em discussão nos últimos meses. Segundo Adriano Araújo, um dos integrantes do Fórum, os artistas foram submetidos a uma curadoria para selecionar quem seria contratado e isso não está sendo cumprido. “Nada contra os artistas de fora, é preciso que haja essa interação. O que causa estranheza é quando você pega a grade e vê uma hegemonia de artistas de fora – alguns com cinco ou seis shows – que não era a regra que era adotada (sic)”, disse o músico.

Para o produtor cultural e documentarista Anselmo Alves, “durante 12 anos, pressão dos músicos conseguiu fazer do Recife e de Pernambuco uma referência cultural. Agora, com essa grade, tem umas poucas pessoas boas e o resto é lixo”. E completa: “a matriz do carnaval está na miséria”, disse, referindo-se a grupos populares antigos que atualmente não têm oportunidade de mostrar seu trabalho nos palcos públicos. A mobilização dos artistas está sendo realizada principalmente nas redes sociais da internet.

Betinho, do Movimento Popular de Música, questionou a divulgação do Carnaval como “multicultural” pelo Governo do Estado. “O governador é manipulador, é bom de discurso. Se os aliados dizem que esse carnaval é multicultural, imagina o que ele vai dizer”, declarou. Para ele, sem a presença dos artistas das comunidades, não há uma verdadeira representação do povo.

O Fórum não tem a intenção de mudar a programação do Carnaval. De acordo com os artistas, o ato é apenas uma tentativa de sensibilização. Na reunião, foi formada uma comissão com oito membros representantes de várias categorias de artistas do estado, responsável por elaborar e enviar um documento à Secretaria de Cultura. O objeitvo é questionar o motivo do desrespeito ao edital da Fundarpe.

fonte: http://jc.uol.com.br/canal/cotidiano/grande-recife/noticia/2011/02/24/musicos-protestam-contra-pouco-espaco-dado-a-artistas-locais-na-programacao-do-carnaval-258702.php

….

Empetur diz que grade do Carnaval tem 71% de artistas do Estado
Publicado em 24.02.2011, às 17h22 Do JC Online

Em resposta ao questionamento dos integrantes do Fórum Permanente de Música de Pernambuco sobre o pouco espaço dado a artistas locais na programação do Carnaval 2011 nos polos de animação do Governo do Estado e o não cumprimento dos editais de cultura, a Empetur divulgou nota oficial na tarde desta quinta-feira (24).

Na nota, a Empetur afirma que “a grade artística apresentada pelo Governo contempla todos os ritmos brasileiros, com grande destaque para os artistas pernambucanos. Para a montagem, dialogamos com as prefeituras e com a Fundarpe, utilizando as inscrições nos editais de cultura como referência para os palcos.  Serão 209 shows, sendo 149 deles realizados por artistas pernambucanos (71%). Além disto, estamos apoiando o Carnaval dos 19 municípios polo, fortalecendo os cortejos de chão, que são a verdadeira tradição carnavalesca do Estado”, traz a nota.

O governo afirma ainda que todas as contratações foram realizadas obedecendo às regras da Política de Fomento da Empetur e as orientações do Tribunal de Contas do Estado (TCE), segundo relatório do conselheiro Marcos Loreto.

MANIFESTO – Os artistas se reuniram, na manhã desta quinta, na Torre Malakof, no bairro do Recife, para a realização de um ato simbólico. Na reunião, foi formada uma comissão com oito membros representantes de várias categorias de artistas do estado, responsável por elaborar e enviar um documento à Secretaria de Cultura. Entre os artistas que presenciaram a reunião, estavam Irah Caldeira e Claudionor Germano. O próximo encontro será na próxima segunda-feira (28), às 10h, na Praça do Arsenal.

fonte: http://jc.uol.com.br/canal/lazer-e-turismo/noticia/2011/02/24/empetur-diz-que-grade-do-carnaval-tem-71_porcento-de-artistas-do-estado-258776.php

Posted quinta-feira, fevereiro 24th, 2011 under Notícias.

One comment so far