PréAmp 2012 no Jc: “Em busca de um lugar no Palco”

PréAmp 2012 no JC

Matéria do JC sobre o concurso de bandas PréAmp 2012

Em busca de um lugar no palco
Festival Pré-AMP apresenta nova safra de músicos pernambucanos. As três melhores bandas do evento ganham espaço no Carnaval
por Isabelle Barros e Renato Contente

No último dezembro, uma afirmação infeliz de um representante da Abrafin (Associação Brasileira de Festivais Independentes) envolvendo Pernambuco causou polêmica nas redes sociais. O autor da frase afirmava que a cena musical do Estado estava estagnada, e não havia feito nada relevante nos últimos anos. Para quem ainda nutria dúvidas da falta de veracidade da afirmação, o festival Pré-AMP, que acontece de hoje a sábado, no Pátio de São Pedro, mostra a renovação da música local.

Nesta edição, que homenageia o músico Paulo Rafael, 18 bandas locais, com ritmos e tempo de estrada variados, disputam o prêmio de R$ 15 mil para gravação de um CD, além de uma apresentação, com cachê, para os três finalistas, no Carnaval Multicultural do Recife. Seis bandas se dividem na competição, a cada dia, para trinta minutos de apresentação, e uma atração especial encerra a noite de shows.

Hoje, na abertura do festival, a partir das 20h, apresentam-se os concorrentes Babi Jaques e os Sicilianos, Multi, Igor de Carvalho, Rafa Emery, Monique e Euqrop, com o grupo Mamelungos, fora da competição, fechando a noite.

Babi Jaques e os Sicilianos, banda formada em 2009 pelos amigos Alexandre, Thiago, Well e Bárbara, alia no palco elementos cênicos à música, criando uma atmosfera noir que faz referência ao universo gângster dos poderosos chefões italianos. Indie, com um vocal feminino potente, a banda já se apresentou em vários festivais brasileiros, tendo ganho, inclusive, prêmios para as músicas A lágrima do palhaço e Na onda moderna, incluídas no repertório de hoje.

O tom pop do festival fica por conta da banda Multi. Com a característica de ter seus integrantes revezando-se nos instrumentos, os ?multimúsicos? se dividem no baixo, guitarra, violão e voz durante a apresentação. Felipe Mendes, idealizador do grupo, junto Hood, Walman e Amarelinho, apresentarão hoje as composições Vai logo, Falido poder e Segredo do universo.

O cantor e compositor Igor de Carvalho é a atração seguinte, com músicas influenciadas pela Tropicália e pelo regionalismo de Ave Sangria e Lula Queiroga. O jovem promissor, de 23 anos, apresentará as canções Só eu, só, Saldo negativo e Não sei você.

A união entre rock e ritmos regionais, como frevo e maracatu, é o que o vocalista e baixista Rafa Emery traz para sua apresentação. Para marcar o início da sua carreira solo, cinco músicas foram escolhidas para a noite de hoje: Cavalo-marinho, Cristina, Circo da multidão, Seu Manuel e Garagem, esta última é uma homenagem ao bar que fez história na boemia recifense. O músico, com dez anos de carreira, aproveita o evento para lançar o EP Rafa Emery ? Rock de Pernambuco, gravado em dezembro de 2011.

A música instrumental não ficará de fora do festival. Hoje, a responsabilidade de levar som sem vocais ao público é do duo Euqrop, fundado em 2006 pelos guitarristas Pedro Black e Daniel Neto. Embora a intenção seja fazer uma música autoral a partir da mistura de jazz e new age, o diferencial da dupla é o virtuosismo técnico. Ambos se valem de recursos como a digitação, na qual o músico ?digita? sobre as cordas do instrumento, e de air tap, quando o guitarrista bate nas cordas de forma percussiva.

A cantora e compositora Monique compete com seu repertório mais autoral para tentar a segunda apresentação no Carnaval Multicultural do Recife. A moça já trabalhou com Zé Neguinho do Coco, HD Mabuse (RE: Combo), Erasto Vasconcelos e Zé Brown, além de ter participado da trilha sonora do filme Deserto feliz.

O público escolherá, ao final de cada série de shows, a melhor banda. Os três finalistas desta semana concorrerão ao primeiro lugar, com novos shows, no dia 2 de fevereiro, em palco armado na Rua da Moeda. O cenário musical pernambucano, como já dito, pode receber vários adjetivos, menos inativo ou homogêneo. Quem for hoje ao Pré-AMP, pode visualizar esta premissa.

Primeira noite fecha com Mamelungos

A última atração desta primeira noite do Pré-Amp é a banda Mamelungos, formada em 2008 e que já conseguiu uma base de fãs na cidade com seu repertório autoral, de música brasileira com pitadas de rock, reggae, MPB e frevo. Para o show, com duração prevista de uma hora, o grupo escolheu as músicas do primeiro CD, batizado com o mesmo nome da banda e lançado em 2010. ?Vai ser a primeira vez que vamos tocar nossas 14 músicas do disco. Temos ensaiado mais do que o usual para isso?, antecipa o integrante Peu Lima.
Em tempos de Carnaval, o destaque da noite fica com o frevo Fanfarra, que terá a companhia de faixas mais conhecidas pelos fãs do grupo, como Apneia, além de Varanda, em fase de pré-produção. ?Nosso som se espalhou por meio do boca a boca. Como o nossa música é bem variada, sempre acabamos agradando alguém?, explica Peu. Para além do show, o conjunto está em fase de preparação para o lançamento de um EP, previsto para o segundo semestre deste ano.

O quinteto de instrumentistas, vocalistas, compositores e arranjadores é composto por Thiago Hoover, Igor Bruno, Luccas Maia, Peu Lima e Weré Lima. Todos eles já haviam passado por outras bandas antes de se juntar para formar os Mamelungos. Thiago, por exemplo, tem experiência tocando com Silvério Pessoa e com a banda de Lula Queiroga.

O grupo se conheceu depois que todos, exceto Igor, se juntaram para participar de uma banda cover de música brasileira chamada Maraca. Eles também participaram da prévia de 2011 do bloco Guaiamum Treloso, do Abril pro Rock e do Carnaval do Recife, evento que integram novamente este ano.

Amanhã, as bandas Araçá Blu, Grupo Tiento, Olinda Fusion, Irmandade 1, Farofino e Team.Radio se apresentam no palco do Pré-AMP, com Plugins como a atração especial. No sábado, é a vez de Sid 3, Sagaranna, Kriver, Aliados CP, Jorginho Manêro e a K?Padocia e os Maletas, com show do homenageado Paulo Rafael para encerrar a noite.

fonte: http://jconlinedigital.ne10.uol.com.br

Posted quinta-feira, janeiro 26th, 2012 under Notícias.

2 comments

  1. Jose de castro says:

    Achei muito massa a homenagem a um dos melhores rodies. De Pernambuco ,um cara de uma dignidade fantastica ao noose irmao brinquinho!!!!!foi docaralho galera

  2. Galera!!! o nome do Guitarrista da EUQROP é Eliel Neto e não(Daniel Neto)Obg.