Programação Completa do Abril Pro Rock 2012 – APR20

 

Abril Pro Rock 2012 - APR20

resumindo:
– APR20 terá 3 dias no Chevrolet Hall (foram 2 no últimos anos) e não haverá mais o APR Club (por falta de lugar adequado para os shows).
– 22 bandas, sendo 6 atrações internacionais (Antibalas, Buraka, Nada Surf, Exodus, Brujeria e Cripple Bastards) e 7 bandas pernambucanas.
– Sexta noite “juventude Los Hermanos + A Banda Mais Bonita da Cidade”, Sábado dos camisas pretas (e muito grindcore) e domingo “festa adulto dançante” :)
– Da programação falta apenas divulgar a banda “nova” do concurso Bis Pro Rock 2
– Do APR20 ainda falta divulgar: a programação das oficinas, as duas exposiçoes comemorativas (Poster Art e Memorabilia), o documentário “APR20” e os detalhes do concurso de Bandas Bis Pro Rock 2 (promovido pela Kraftfoods).

fico devendo um textinho sobre a construção da programação :) deixa eu ter uma folguinha aqui…

PROGRAMAÇÃO ABRIL PRO ROCK 2012 – APR20

SEXTA-FEIRA (20/04)
Los Hermanos (RJ)
A Banda Mais Bonita da Cidade (PR)
Tibério Azul (PE)
Banda Bis Pro Rock

SÁBADO (21/04)
Exodus (EUA)
Brujeria (MEX)
Cripple Bastards (ITA)
Ratos de Porão (SP)
Hellbenders (GO)
Firetomb (PE)
Pandemmy (PE)
Leptospirose (SP)
Test (SP)

DOMINGO (22/04)
Antibalas (EUA)
Buraka Som Sistema (Portugal / Angola)
Nada Surf (EUA)
Otto (PE)
Mundo Livre SA (PE)
Leo Cavalcanti (SP)
Ska Maria Pastora (PE)
Bande Dessineé (PE)
Strobo (PA)

APR20 – Abril Pro Rock 2012
Dias 20, 21 e 22 de abril
Chevrolet Hall – Av. Agamenon Magalhães, s/n, Complexo de Salgadinho. Olinda – PE

Ingressos:
Sexta-feira: R$60 (meia entrada) / R$70 + 1kg de alimento não perecível (social) / R$120 (inteira)
Sábado e domingo: R$30 (meia entrada) / R$40 + 1kg de alimento não perecível (social) / R$60 (inteira)

Ingressos à venda no Chevrolet Hall e Lojas Renner a partir do dia 15/03 (quinta-feira)
Censura: 16 anos

release:
#APR20
Um dos mais importantes festivais do país completa duas décadas em 2012

A cidade do Recife, naquela já distante ano de 1993, era uma cidade que precisava de mudanças. Era uma época onde um pedaço fundamental da música brasileira começava ser escrita ali mesmo, em uma ˜das três piores cidades do mundo˜, como brincava Chico Science no lançamento da Nação Zumbi. Dono de uma loja de disco que já movimentava timidamente as noites locais, Paulo André Pires canalizava essa sua necessidade por mais em um projeto: juntar as bandas em um festival, igual aqueles que ele tinha visto quando morou nos Estados Unidos.

Vinte edições se passaram e o potencial transformador do Abril Pro Rock é incontestável. O festival transformou a cena local, levou o nome do Recife para a boca de todo fã de música do país, serviu de plataforma para que artistas locais ganhassem visibilidade, assinassem contratos, percorressem o país. Transformou-se em um modelo, que mais tarde inspiraria eventos similares em capitais pelo Brasil. Sem nunca perder seu caráter inovador e contestador, acompanhou e sobreviveu a todas as transformações da indústria da música do mundo. Foi do K7 ao MP3 sempre atento ao novo.

Chico Science e Nação Zumbi, Mundo Livre SA, Pato Fu, Planet Hemp, Paralamas do Sucesso, O Rappa, Skank, Los Hermanos, Sepultura, Ratos de Porão e centenas de outros nomes fizeram parte dessa história. Muitos em seu começo, outros retornando já como consagrados. O Abril Pro Rock se transformou em um símbolo da cultura de Pernambuco que hoje é reconhecido nacionalmente, atraindo público de todo país, interessados em conhecer música do mundo inteiro. São 20 edições, onde foi palco para um quase infinito de histórias envolvendo o público, os artistas e todos que tiveram oportunidade de viver essa experiência.

Em sua vigésima edição, o Abril Pro Rock contempla quem fez parte dessa história e quem ainda vive essa necessidade eterna da mudança e transformação, representando o novo. Estão presentes o Mundo Livre SA e Otto, que tocaram naquela mesma primeira edição de 1993, quando ainda não eram artistas com porte nacional, assim como o Los Hermanos e Ratos de Porão, que viveram diversos momentos de sua carreira no palco do festival. Apresenta o novo, que vem do Pará, de São Paulo e, sempre, de Pernambuco.

Ainda encontra espaço para realizar sonhos – entre tantos passados, como o Motorhead e os Mutantes – e traz pela primeira vez ao Brasil um dos principais nomes do Afrobeat mundial, o Antibalas. Diversifica ainda a noite com a fusão entre electro e kuduro do Buraka Som Sistema, que vem com exclusividade para o Abril Pro Rock no Brasil. Na tradicional noite do sábado, outra vontade antiga contemplada, os hermanos mexicanos do Brujeria se juntam ao Exodus, que mostram porque a noite é conhecida como “a noite pesada”.

Tudo isso para celebrar não 20 edições, mas esses últimos 19 anos onde a música pernambucana e seu público se firmaram com fundamentais pelo país. Pela nossa cidade ser parada obrigatória do circuito internacional de shows, e pelas brechas para infinitas mudanças e transformações por muitos mais anos por vir. Que venham mais 20 edições do festival!

Posted sexta-feira, março 9th, 2012 under Notícias.

3 comments

  1. Zé Henrique says:

    Estarei lá no domingão pra ver Mundo Livre S/A(discaço novo), Otto e Antibalas.

    PS: Parabéns ao Abril… já faz parte da história musical da cidade e do Brasil. Do K7 ao Mp3. Sensacional!

  2. tiago voinho says:

    o dia do peso vai pegar fogo,rdp,brjeria e exodus…eeeitha

  3. SABRINA RODRIGUES says:

    QUERIA MUITO SABER,A ORDEM DAS BANDAS NO PALCO,VOU CHEGAR DE 20H,E NÃO QUERO PERDER EXODUS E BRUJERIA. :-(